Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Seis dicas de como arrumar a casa seguindo o método de Marie Kondo

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Rafaela Garcez, Marie Kondo
DANIELA SOUSA PHOTOGRAPHY

Seis dicas de como arrumar a casa seguindo o método de Marie Kondo

Arrumar pode ser uma boa forma de passar o tempo e um anti-stress para os tempos que vivemos. Diga adeus ao que já não usa com a ajuda do método de Marie Kondo

Por Francisca Dias Real
Publicidade

Passar tanto tempo em casa tem as suas vantagens. Está a ver aquele armário caótico que anda há que tempos a ignorar? E os cremes? E os perfumes? E aquela caixa obscura com papelada acumulada? Pois, a pensar nisso, a Time Out (In!) falou com quem sabe meter tudo no sítio. Rafaela Garcez é formada em design mas foi da arrumação que fez vida – é uma das primeiras consultoras certificadas em Portugal do método KonMari™, um processo de organização japonês desenvolvido pela famosa Marie Kondo, que se baseia na ideia de manter apenas as coisas que lhe “despertam alegria”. Rafaela bate à porta de quem quiser tornar-se num ás da organização – só precisa de se mentalizar que o desapego vai ser uma realidade. Pode simplesmente requisitar uma aula para, em duas horas, aprender como organizar a sua casa com base no método de Marie Kondo, ou ter Rafaela consigo durante um dia inteirinho para perceber como dar a volta às gavetas. Se, de facto, enveredou pela mecânica de acumulação e a sua casa precisa de uma intervenção profunda, a especialista tem um pack de várias sessões para poder dar a volta, pode consultar tudo aqui. Só para ter uma ideia do que pode fazer para virar o quarto do avesso, Rafaela deu umas dicas com ajuda do método de Marie Kondo. Cá ficam.

Recomendado: Time In: as melhores sugestões para fazer em casa

Dicas de como arrumar a casa seguindo o método de Marie Kondo

Rafaela Garcez
Rafaela Garcez
DANIELA SOUSA PHOTOGRAPHY

Antes de arrumar, vamos a apresentações:

Rafaela Garcez

Consultora certificada do método KonMari™

30 anos

1. Definir o objectivo final

“Antes de começarmos a pensar em caixas e a ver dobras mágicas para a roupa caber toda no armário, é importante dedicarmos um tempo a refletir qual o objectivo da organização”, diz-nos Rafaela. Por isso, é hora de pôr as cartas em cima da mesa: como quer organizar o quarto? Que cores quer que tenha? Que rotinas tem nesta divisão da casa? Encare estas arrumações como um jogo onde tem de mostrar a estratégia ao adversário. 

Publicidade

2. Tirar a roupa toda e seleccionar

T-shirts amontoadas, calças desorganizadas, vestidos enrolados, camisolas misturadas com casacos – o cenário de guerra quando abrimos o armário pode ser assustador. “Recomendo começarem com a roupa. Pegue individualmente em cada peça e questione: gosto? Uso? Está em boas condições? Voltaria a comprar? Faz-me sentir confiante e confortável?”, descreve Rafaela. Depois de seleccionar, divida por categorias: manter, doar, vender, arranjar, deitar fora e devolver. Finalmente, organize por categoria, cor ou material apenas peças que usa e gosta. “Recomendo fazer dobras tipo envelope e colocar as peças todas na vertical nas gavetas”, diz. “Tecidos leves e sedosos, vestidos, casacos e blazers ficam pendurados.” 

3. Seleccionar produtos de beleza e higiente

Crie uma zona só para eles: pode ser num tabuleiro catita ou uma gaveta, mas aí coloque pequenas caixas ou divisórias, para ficar tudo mais organizado. “Confirme as validades – normalmente aparece um símbolo de uma embalagem com ‘12m’ ou ‘24m’ que mostra a validade após abertura”, refere. “Verifique quais utiliza mais e aqueles que nunca utiliza. Os que não utiliza, é o momento de os deixar ir e valorizar os que ficam”. 

Publicidade

4. Arrumar livros

“Há livros que representam fases da nossa vida com que já não nos identificamos”, diz Rafaela, e por isso, é hora de os deixar “ir com gratidão”. Seleccione os que vai voltar a ler, os úteis ou os que lhe dizem alguma coisa sentimentalmente, e organize por cores ou categorias. Os outros pode oferecer ou doar. 

5. Arrumar sapatos

À porta de casa, debaixo da cama, em caixas, na sapateira, e sabe-se lá mais onde. Escolha o melhor para o seu quarto: organizadores de sapatos, caixas, sapateiras ou prateleiras. “A regra de ouro é acessibilidade, visibilidade e respeito pelos sapatos. Um truque para ganhar mais espaço é colocá-los com posições alternadas”, diz. Se a divisão for pequena, opte por ter à vista os sapatos da estação, e guarde em caixas os outros num local menos utilizado. Depois é só ir trocando.

Publicidade

6. Arrumar documentos e papelada

Chegou a hora de abrir a caixa de pandora onde guarda toda a papelada que acha imprescindível. “A maior parte da papelada que guardamos nunca é precisa ou podemos digitalizar e guardar no computador”, diz a especialista em arrumações. Divida em três categorias: pendente, frequentemente utilizado e pouco utilizado. “O pendente precisa de uma acção, faça-a de imediato ou defina uma data para fazê-la. A pasta de documentos frequentemente utilizados tem de estar acessível para não perder tempo a encontrar o que é importante. Os pouco utilizados são os que não precisam de estar tão acessíveis (certidões ou certificados), mas que precisa de guardar”, explica. Tudo o resto? Lixo com eles. 

Fique em casa com a Time In

Superbotânica
Manuel Manso

Sete plantas para ter em casa e como cuidar delas

Compras

“Ter plantas é como jogar um jogo de níveis, vai-se aumentando a dificuldade à medida que vai cuidando delas”, quem o diz é Roberta Gontijo, dona da loja Superbotânica juntamente com Márcio Orsi. A arquitecta paisagista ajudou-nos a perceber que espécies se devem ter em casa e como cuidar delas, e aponta o caminho para uma grande tendência de decoração e design: o urban jungle. Há quem queira replicar o conceito em casa, mas não sabe bem como fazê-lo, até porque há espécies que não são aconselháveis para interiores. Descubra aqui sete espécies que pode ter em casa e os cuidados que deve ter com elas. 

Stranger Things
Netflix

O melhor da Netflix: filmes e séries para maratonas sem fim

Filmes

Às vezes o mais difícil é escolher. Por onde começar ou o que ver a seguir. Os amigos não são unânimes nas sugestões: todos têm a sua série ou filme favorito e o complicado é acompanhar o andamento da carruagem. Depois, há aquele filme de que todos estão a falar. E para complicar as contas, novos títulos a serem adicionados todas as semanas. Parece uma canseira, mas não desespere nem se desoriente. Estamos cá para o ajudar. Diga-nos como se sente e o que procura e diremos o que ver a seguir na Netflix.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade