Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Há mais de 50 anos, os autocarros da Carris eram assim

Há mais de 50 anos, os autocarros da Carris eram assim

A propósito dos 20 anos do Museu da Carris, recordamos os antigos autocarros que circulavam por Lisboa

carris 20 anos
1/12
1947
carris 20 anos
2/12
1952
carris 20 anos
3/12
1960
carris 20 anos
4/12
1967
carris 20 anos
5/12
1952
carris 20 anos
6/12
1952
carris 20 anos
7/12
carris 20 anos
8/12
1947
carris 20 anos
9/12
1944
carris 20 anos
10/12
1937
carris 20 anos
11/12
 carris 20 anos
12/12
1974
Por Francisca Dias Real |
Publicidade

A Carris anda nestas lides desde 1872, data em foi fundada no Rio de Janeiro pela Companhia Carris de Ferro de Lisboa. Muita coisa mudou desde então – pelo caminho a Carris ganhou um museu próprio, que celebra agora celebra 20 anos. E é a propósito desta comemoração, traduzida também na exposição “Ofícios da Companhia”, que fomos vasculhar os primórdios da empresa – que é como quem diz, fomos descobrir como eram os autocarros de antigamente. Falamos de veículos dos anos 30, 40, 50 e 60 que corriam as principais artérias lisboetas apinhados de gente (não muito longe do que acontece agora nos amarelinhos). Por Lisboa passeavam-se autocarros de dois andares, imponentes e elegantes, com linhas semelhantes às de carros antigos – como aqueles que hoje vêem em desfiles de clássicos. E até a publicidade que lhes ocupava as faixas laterais era pintada à mão. Descubra tudo na fotogaleria acima.

Recomendado: A agenda cultural de Lisboa que não pode perder

Mais em Lisboa

Passeio de bicicleta promovido pela Massa Crítica
Fotografia:Ana Luzia
Coisas para fazer

Coisas grátis para fazer em Lisboa

Não sabe o que fazer em Lisboa? De concertos de rock a aulas de swing, de recitais de poesia a passeios de bicicleta, damos-lhe uma grande variedade de sugestões para aproveitar tudo quanto é à borla na cidade. 

Museu do Dinheiro
Inês Félix
Museus

Conheça estes museus grátis em Lisboa e arredores

Não é ao domingo de manhã, sábado à tarde ou segunda de madrugada. Estes museus são de entrada gratuita sempre que a porta está aberta ao público. E a busca pela descoberta de um museu gratuito também pode significar a descoberta de um museu que nem sempre está na ribalta. 

Publicidade