A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Faraós Superstars
Fotografia: Pedro Pina“Faraós Superstars", no Museu Calouste Gulbenkian

A agenda cultural de Lisboa que não pode perder

Das grandes exposições às peças de teatro ou concertos imperdíveis, fique a par dos eventos culturais que marcam o ritmo da cidade.

Escrito por
Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Lisboa fervilha com cultura. Há novas exposições a chegar aos museus e galerias, espectáculos de teatro e dança a não perder, festivais de cinema para todos os gostos e muitos concertos marcados que reclamam espaço no calendário (e convém tratar de comprar bilhete, porque há muitos que esgotam meses antes da data). A oferta diversificada dos programadores culturais não deixa dúvidas: quem quer sentir o pulsar da cidade tem muito por onde escolher. Veja as sugestões da Time Out, aponte na agenda e faça-se à estrada. A cidade está à espera.

Recomendado: Coisas para fazer em Lisboa este mês

Agenda cultural de Lisboa

  • Miúdos
  • Parque das Nações
Na era Mesozóica, há muitos muitos milhões de anos atrás, o planeta era quente e húmido, rico em vegetação e espécies exóticas. Os Homo Sapiens ainda estavam longe de existir, mas havia répteis, como os dinossauros, que dominavam a Terra. Uns eram tão pequenos quanto galinhas, outros eram gigantes de pescoços longos como as girafas. Cobertos de escamas, penas, espinhos ou couraças, a diversidade era tanta que, para dizer a verdade, os cientistas descobrem, em média, uma nova espécie por semana. Mas como e o que é que comiam? Como é que se defendiam? Que rituais de acasalamento ou cuidados parentais apresentavam? Já é possível encontrar as respostas a estas e outras questões graças às novas tecnologia –, e num só sítio: a nova exposição do Pavilhão do Conhecimento. Em “Dinossauros: O Regresso dos Gigantes”, as famílias são convidadas a conhecer de perto e à escala real espécies como o famoso Tyrannosaurus rex, um dos maiores predadores que alguma vez existiu, o Ornithomimus, detentor do primeiro lugar do pódio em velocidade, e o Ankylosaurus, que parecia estar “armado até aos dentes” como o seu próprio nome sugere.
  • Arte
  • Belém
“EXIST/RESIST” de Didier Fiúza Faustino, experimentalista franco-português, é uma das novas exposições do maat – Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia. Instalações, filmes, esculturas, projectos editoriais ou de arquitectura são algumas das peças que fazem parte desta exposição que atravessa a carreira de Didier, desde 1995 até hoje. Com curadoria de Pelin Tan, “EXIST/RESIST” divide-se em duas salas: a Galeria Oval e uma sala mais pequena, a poucos passos de distância. A primeira é dedicada a obras mais antigas e empréstimos de colecções nacionais e internacionais, e a segunda a instalações inéditas e peças reeditadas. 
Publicidade
  • Arte
  • São Sebastião
Uma dupla celebração está na origem desta exposição: os 100 anos da descoberta do túmulo de Tutankhamon, no Vale dos Reis, pelo egiptólogo britânico Howard Carter, e os 200 anos da decifração dos hieróglifos, por Jean-François Champollion. Apresentada recentemente no Mucem, em Marselha, a exposição reúne cerca de 250 obras de importantes colecções europeias, entre antiguidades egípcias, iluminuras medievais, pinturas clássicas, documentos, obras históricas, mas também vídeos, música pop, bens de consumo e publicidade do nosso tempo. Este conjunto tão variado de obras convida a uma reflexão sobre a popularidade destas personagens históricas, e por vezes míticas. Porque são alguns faraós autênticas celebridades, enquanto a memória de outros se perdeu ao longo do tempo?
  • Arte
  • Cascais
As memórias da infância – o nascimento, as brincadeiras com as outras crianças, as birras, as visitas e as relações familiares, onde a figura paterna na sociedade patriarcal portuguesa é, muitas vezes, evidenciada – estão na base de muitas das obras de “Histórias de todos os dias. Paula Rego, anos 70”, a primeira exposição em Cascais desde a morte da artista em Junho de 2022. Casa das Histórias Paula Rego (Cascais). Até 21 de Mai. Ter-Dom 10.00-18.00. 5€
Publicidade
  • Compras
  • Lisboa
Se a pessoa em questão gosta de cozinhar ou de utensílios de cozinha no geral, então não há como falhar. A Loja das Tábuas – cuja especialidade, como o próprio nome indica, são as tábuas de madeira – instalou-se no número 15 do Largo da Trindade, no Chiado. Destaque para o serviço de personalização que permite tornar cada presente num objecto único, além dos naturais benefícios que costumam advir de um bom investimento na cozinha, claro.
  • Arte
  • Belém
Depois de 700 candidaturas, Luísa Santos, Luís Silva e Sara Antónia Matos, jurados e responsáveis pela curadoria, seleccionaram seis artistas que agora apresentam as suas obras na exposição “Prémio Novos Artistas Fundação EDP 2022”. Adriana Proganó, Andreia Santana, Bruno Zhu, Maria Trabulo, René Tavares e Rita Ferreira são os finalistas desta 14º edição. A exposição é composta por seis projectos independentes sobre temas como a preservação do legado cultural, as tácticas de sedução e protecção femininas ou as diferentes interpretações da História. “Todos os projectos são inéditos, mas surgem na continuidade de trabalhos que [os finalistas] têm vindo a desenvolver”, apresenta Sara Antónia Matos. 
Publicidade
  • Arte
  • São Sebastião
No âmbito do centenário do nascimento de Iannis Xenakis (1922-2001), o Centro de Arte Moderna apresenta, em co-produção com a Philharmonie de Paris – Cité de la Musique, a exposição “Révolutions Xenakis”, que ficará patente na Galeria de Exposições Temporárias do Museu Calouste Gulbenkian até 27 de Março do próximo ano. Recentemente apresentada em Paris, dá a conhecer a génese, o contexto e o processo criativo das notáveis arquitecturas sonoras daquele que se afirmou como um dos compositores mais inovadores e influentes do século XX, a quem a Fundação Gulbenkian encomendou mais de uma dezena de obras ao longo da sua vida.
  • Compras
  • Cascais
Os apreciadores do design brasileiro, em particular do trabalho do arquitecto e designer Sérgio Rodrigues, têm uma nova paragem obrigatória em Cascais, mais precisamente na concept store Be We, que reúne mais de 70 peças do autor numa loja temporária. Uma selecção que espelha seis décadas de carreira a preços que podem chegar aos 70% de desconto. Entre as peças que poderá encontrar, estão a mundialmente famosa poltrona Mole, originalmente datada de 1957, ou o emblemático banco Mocho, de 1954, cuja ideia surgiu de “um banquinho de ordenhar a vaca”. 
Publicidade
  • Teatro
  • Infantil
  • Santa Maria Maior
A versão mais conhecida é a do escritor francês Charles Perrault, de 1697, que, por sua vez, é baseada num conto da tradição oral italiana La Gata Cenerentola. Agora chegou a vez de Filipe La Féria realizar a sua Cinderela como o Musical dos Seus Sonhos. Após A Pequena Sereia, Rapunzel e Aladino, o Teatro Politeama realiza este ano uma produção inteiramente original deste clássico.
  • Arte
  • Lumiar
A partir de de uma uma investigação aprofundada sobre as fontes tipográficas, os textos e as imagens dos meios impressos, Willem Oorebeek cria obras de arte, instalações e exposições individuais, como a mais recente “Obstakles”, patente no Lumiar Cité até 19 de Março de 2023. Entre as peças expostas encontram-se cartazes, que remetem para as celebrações populares que acontecem nos meses de Verão em Portugal, e um vinil de grande escala que anuncia uma célebre declaração política absurdamente invertida.

Mais arte e cultura em Lisboa

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade