A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Drink and Draw
Fotografia: Manuel Manso

Três ideias para lisboetas que gostam de desenhar

Se tem o bichinho da ilustração, se rabisca compulsivamente ou precisa de dar uso aos lápis de cor – porque um lápis usado ocupa menos espaço que um lápis novo – estas sugestões são para si.

Escrito por
Luís Leal Miranda
Publicidade

Desenhar não tem de ser uma actividade solitária. Em Lisboa há grupos de desenhadores anónimos, pessoas que compreendem a sua necessidade de rabiscar, essa mania de maltratar as folhas em branco. Junte-se aos que desenham a andar, a beber ou a andar às voltas com o papel.

Recomendado: Galerias de arte em Lisboa: um roteiro alternativo

Três ideias para lisboetas que gostam de desenhar

Desenhe em andamento

A Lisboa Autêntica organiza Passeios para Desenhar. Voltas por Lisboa com um caderno na mão e um olho atento para os pormenores. O próximo périplo pelas ruas de Alfama é no dia 26 de Maio: a viagem começa no Miradouro das Portas do Sol e termina em Santa Apolónia. Pelo caminho vai ficando a conhecer os recantos de Lisboa e ouvir as dicas dos guias/desenhadores Pedro Cabral e Manuela Rolão, parte do colectivos Urban Sketchers Portugal. Para participar é preciso marcar lugar (info@lisboaautentica.com) e pagar 25€. Não se esqueça de levar o seu material de desenho – mas se se esquecer pode comprar antes da partida.

  • Coisas para fazer
  • Vida urbana

Não, não se trata de uma aula maçadora de desenho à vista. Estamos a falar das sessões do Drink & Draw, uma iniciativa global que junta os rabiscos ao convívio etilizado. Funciona assim: um grupo de pessoas que gosta de desenhar junta-se num local previamente combinado para rabiscar descontraidamente à volta de umas cervejas. A próxima sessão é no dia 15 às 19.00 no Espaço Santa Catarina – os antigos estábulos do Palácio Cabral que por si só valem uma visita. Quem quiser guardar um lugar pode fazê-lo através do site oficial do Drink & Draw. A entrada custa 15€ mas dá direito a bebidas e material de desenho.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Eventos literários
  • Grande Lisboa

Este sábado há Roda do Desenho na Leituria, a livraria mais animada da Estefânia. A roda joga-se em equipa (um adulto + uma criança) e numa folha que vai rodando entre os participantes. É uma experiência de desenho livre, um jogo que funciona como uma espécie de Cadáver Esquisito despretensioso. A Leituria empresta material de desenho, mas cada pessoa pode levar o seu – desde que esteja disponível para o partilhar com os outros. A Roda do Desenho anda às voltas das 11.30 às 13.00.

Arte em Lisboa

  • Coisas para fazer

Vhils, Bordalo II, Aka Corleone, ±MaisMenos±, Tamara Alves ou Mário Belém são alguns dos nomes mais sonantes neste roteiro de arte urbana em Lisboa. A eles juntam-se artistas de todo o mundo, que escolhem Lisboa para servir de tela aos mais variados estilos e mensagens. Se por um lado Lisboa está em guerra com taggers com pouco talento para a coisa – e que fazem questão de espalhar assinaturas por tudo quanto é sítio –, por outro a cidade é cada vez mais um museu a céu aberto de belíssimas obras de arte urbana.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade