A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
leitura
©Tom Hermans/ Unsplash

Livros gratuitos à porta? Descubra as bibliotecas que entregam ao domicílio

Conheça os serviços de entrega de livros ao domicílio da área metropolitana de Lisboa.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

As bibliotecas estão fechadas; os livros, não. Há boas notícias para comunidades de leitores de todo o país: várias bibliotecas viraram a página e lançaram iniciativas e serviços de entrega de livros em casa dos seus leitores. Em complemento, há bibliotecas que abrem a porta, sob marcação, para entrega e devolução de livros, em regime de take-away. Andámos à procura dos serviços de entrega de livros ao domicílio na área metropolitana de Lisboa, mas sugerimos que consulte os canais do seu município e das bibliotecas locais. Pode ser que tenha uma bela surpresa.

Recomendado: Livros grátis para descarregar durante a quarentena

Descubra as bibliotecas que entregam ao domicílio

Barreiro

Enquanto a Biblioteca Municipal do Barreiro estiver de portas encerradas, os munícipes podem abrir a porta de casa para ter acesso aos livros requisitados durante este período. As entregas deste novo serviço de empréstimo domiciliário são feitas sempre à quarta-feira pelos técnicos da biblioteca, que prometem cumprir todas as regras de segurança e higiene recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Após consulta do catálogo, os pedidos de empréstimos podem ser feitos para o email biblioteca.municipal@cm-barreiro.pt ou através do telefone 21 206 8656, entre segunda e sexta-feira, das 09.30 às 12.30 e das 14.00 às 17.00. Cada munícipe tem direito a requisitar até cinco livros por mês. Nada mau.

Lisboa

O serviço de entregas de livros ao domicílio da Rede de Bibliotecas de Lisboa arrancou a 9 de Fevereiro e não tem data para terminar. Chama-se BLX à sua Porta e está disponível para todos os portadores do cartão Rede BLX que residam no concelho de Lisboa. Os livros, cuja disponibilidade pode consultar online, chegam às 24 freguesias da cidade com a ajuda da equipa das BLX, que faz as entregas e as recolhas, cumprindo todas as regras de segurança. Os pedidos de empréstimo e devolução podem ser feitos por telefone (21 817 3090) ou por email (bib.galveias@cm-lisboa.pt), de segunda a sexta-feira, entre as 10.00 e as 17.00. Não tem cartão Rede BLX? Tudo se resolve. Em resposta à Time Out, a Divisão da Rede de Bibliotecas, esclarece que "neste momento ​qualquer pessoa pode solicitar o cartão BLX para aceder a serviços como o BLX à sua Porta ou a plataforma PressReader”, onde a rede alfacinha disponibiliza mais de 7000 jornais e revistas. O pedido do cartão pode ser feito para o mesmo email designado para os pedidos do BLX à sua Porta. De resto, este serviço vai permanecer após a pandemia, de forma a levar a leitura a pessoas com mobilidade condicionada.

Publicidade

Loures

A Câmara de Loures também tem um novo serviço de entrega de livros ao domicílio, mas a entrega é feita por uma empresa de táxis com a qual estabeleceu uma parceria. A iniciativa TÁXILIVRO está disponível para todos os lourenses que queiram requisitar livros, CDs e DVDs das bibliotecas municipais e recebê-los directamente no domicílio. Os munícipes têm de estar inscritos nas bibliotecas e, após uma consulta ao catálogo, o pedido faz-se por telefone (21 115 1262/ 21 115 0665) ou email (bmjs@cm-loures.pt/ bmas@cm-loures.pt). As entregas em casa acontecem às terças e sextas-feiras até às 14.00 e pode aproveitar o momento para fazer uma devolução. Se preferir pode deslocar-se a uma biblioteca municipal para levantar a requisição, após fazer a sua marcação.

Oeiras

Oeiras também decidiu agir em prol dos leitores do concelho. Livros Livres: Empréstimos ao Domicílio é o novo serviço gratuito das bibliotecas municipais, que durante o actual período de confinamento facilita o acesso à leitura a quem tem maior dificuldade de mobilidade. Para usufruir do serviço, os leitores devem consultar o catálogo, pesquisar os livros que querem ler e requisitar um máximo de dois por leitor. As reservas são feitas para o número 91 879 6832, de segunda a sexta-feira, entre as 10.00 e as 16.00, e os livros serão entregues em casa num prazo máximo de 48 horas. Se quiser também se pode dirigir a uma das três bibliotecas municipais (Oeiras – 21 440 6340, Algés – 21 097 7480 e Carnaxide – 21 097 7430) que mantêm em funcionamento o serviço público de empréstimo e devolução de livros, jogos, DVDs e CDs, mas sempre com marcação prévia. Neste caso o horário de funcionamento também inclui os dias de sábado, entre as 08.30 e as 12.30.

Vá buscar
©Câmara Municipal da Moita

Vá buscar

Não levam livros a casa, pelo menos para já, mas algumas bibliotecas lançaram serviços de take-away para os seus leitores. É o caso da Biblioteca Municipal da Amadora, da BACS – Biblioteca Arquiteto Cosmelli Sant’Anna, gerida pela Junta de Freguesia de Santo António, da Biblioteca do Palácio Baldaya, gerida pela Junta de Benfica, ou das quatro Bibliotecas Municipais da Moita, com a iniciativa Livros a Circular. Uma boa desculpa para desconfinar por breves instantes e levar para casa bons companheiros de quarentena.

Mais leituras

  • Arte
  • Fotografia

Enquanto a história da fotografia tem sido amplamente investigada, documentada e divulgada, pouca atenção é dada ao fenómeno dos fotolivros. Em 2005, Martin Parr e Gerry Badger lançaram o primeiro de três volumes sobre a história dos fotolivros, em que reuniram 200 exemplares fundamentais para entender a sua evolução, mas a fotografia está em constante mudança e muita coisa tem sido feita. Estes são alguns dos livros de fotografia que, nos últimos anos, melhor nos mostraram o mundo que nos rodeia.

  • Compras

A chamada nona arte apresenta histórias aos quadradinhos, narradas em sequência através de vinhetas, como as dos super-heróis ou as aventuras da Mafalda, de Quino. Mas há mais para além da Marvel, da DC e dos clássicos da nossa infância. Uns têm menos letras, outros mais asneiras. Uns são para as crianças, outros para os adultos, outros ainda para a família inteira. Espreite estes seis livros de banda desenhada, lançados entre os últimos meses de 2020 e os primeiros deste novo ano.

Publicidade
  • Miúdos

Livros nunca são demais e a melhor altura de lhes apanhar o gosto é logo desde pequeninos. A verdade é que os miúdos nem precisam de já saber ler para se maravilharem com as páginas ilustradas e as histórias onde nunca falta uma bela moral. Em prosa curta ou verso, sem nunca dispensar a ilustração aprimorada e cheia de bons esconderijos, estas obras prometem fazê-los abrir a boca de espanto. São cinco sugestões de livros infantis fresquinhos (da fornada de 2021) que convencem até os adultos.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade