Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Dez livros de banda desenhada para miúdos e graúdos

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

banda desenhada, livros, livros de banda desenhada
Fotografia: Miika Laaksonen/ Unsplash banda desenhada

Dez livros de banda desenhada para miúdos e graúdos

Há mais BD para além da Marvel, da DC e dos clássicos da nossa infância. Seleccionámos dez livros de banda desenhada

Por Raquel Dias da Silva
Publicidade

É para os miúdos e para os crescidos. Numa simples tira, numa página inteira ou num álbum à séria, a banda desenhada é, no fundo, para todos. A chamada nona arte apresenta histórias aos quadradinhos, narradas em sequência através de vinhetas, como as dos super heróis ou da Mafalda, de Quino. Mas há mais para além da Marvel, da DC e dos clássicos da nossa infância. Uns têm menos letras, outros mais asneiras. Uns são para as crianças, outros para os adultos, outros ainda para a família inteira. Espreite estes dez livros de banda desenhada.

Recomendado: Acha que sabe tudo sobre o Universo Cinematográfico da Marvel?

Dez livros de banda desenhada para miúdos e graúdos

Os Cinco
Os Cinco
DR

1. Os Cinco

Enid Blyton – Oficina do Livro

As aventuras de Os Cinco, escritas pela romancista inglesa Enid Blyon, foram um caso sério de sucesso em Portugal, e acompanharam várias gerações. Nos últimos anos, ganharam uma nova vida, em formato de banda desenhada. A responsável pelas edições portuguesas é a Oficina do Livro, que já lançou a versão animada pelos franceses Nataël (argumento), Béja (argumento) e Salinas (cores) dos dois primeiros livros: Os Cinco e a Ilha do Tesouro Os Cinco e a Passagem Secreta, onde os irmãos Júlio, David e Ana, a prima Zé e o cão meigo e espertalhão Tim andam em busca de tesouros misteriosos, passagens secretas e bandidos malvados.

Preço: 9,81€ (na Fnac)

banda desenhada
banda desenhada
Ilustração: Marjolaine Leray

2. O Capuchinho Vermelho

Marjolaine Leray – Orfeu Negro

Capuchinhos vermelhos há muitos, mas este é destemido e não tenciona deixar-se engolir pelo lobo mau. Vencedora do prémio de Melhor Ilustrador Estrangeiro no concurso de banda desenhada do Amadora BD 2018, Marjolaine Leray recria, com ilustrações de traço minimal, um conto tradicional de forma inesperada e acrescenta-lhe um humor muito especial que irá deliciar miúdos e graúdos. 

Preço: 8,91€ (Orfeu Negro)

Publicidade
Watchers, Luís Louro
Watchers, Luís Louro
DR

3. Watchers

Luís Louro – ASA

Na sequência de êxitos como O Corvo, Alice e Coração de Papel, que marcaram o panorama da banda desenhada nacional, Luís Louro, mais uma vez a solo, apresenta-nos uma Lisboa surreal e futurista, mas com traços vintage, ao mesmo tempo que questiona o que estaria o leitor disposto a fazer, numa sociedade dominada pelas redes sociais, para conseguir mais seguidores e visualizações. Lançada em duas versões, a A e a B, tem também dois finais diferentes, que influenciam o início da história seguinte, Sentinel.

Preço: 13,46€ (Wook)

banda desenhada
banda desenhada
Ilustração: Henrique Gandum

4. Congo: Um Mundo Esquecido

Henrique Gandum – Mudnag Edições

Lançado em 2019, este livro de banda desenhada é o primeiro de uma saga sobre lendas e mitos, com base em relatos reais da época, contados por exploradores de vários países. A narrativa, ambientada no continente africano em finais do século XIX, conta como uma exploração portuguesa à região mais inexplorada de África central rapidamente corre mal, quando o protagonista Afonso Ferreira, um explorador de renome, e os seus homens se deparam com a morte impiedosa de um dos membros do grupo. Perdidos na inóspita selva, resta-lhes sobreviver aos horrores primitivos e criaturas vorazes que aguardam nas sombras.

Preço: 14,99€ (Wook)

Publicidade
Diário gráfico de Anne Frank
Diário gráfico de Anne Frank

5. O Diário de Anne Frank

Anne Frank, Ari Folman e David Polonsky – Porto Editora

Escrito entre 12 de Junho de 1942 e 1 de Agosto de 1944, O Diário de Anne Frank foi publicado pela primeira vez em 1947, por iniciativa do pai da autora, que morreu no campo de concentração de Bergen-Belsen, em Março de 1945, a dois meses do final da guerra na Europa. Esta é a primeira adaptação para banda desenhada, realizada com a autorização da família e com base nos textos originais do diário. Foram 743 dias de reclusão, num anexo de Amesterdão partilhado com mais sete pessoas. Todas elas moram agora num diário gráfico com o dedo do argumentista e realizador Ari Folman e do ilustrador David Polosky. 

Preço: 16,92€ (Porto Editora)

banda desenhada
banda desenhada
Ilustração: Pia Guerra e José Márzan Jr.

6. Y: O Último Homem

Brian K. Vaughan, Pia Guerra e José Marzán Jr. – Levoir

Imagine um mundo sem machos. Este generocídio extermina, repentina e instantaneamente, 48% da população mundial, cerca de três mil milhões de homens. Excepto Yorick Brown e o seu macaco de estimação, que terá de enfrentar perigosas extremistas, tentar reencontrar a sua namorada que está do outro lado do planeta e descobrir porque foi ele o único homem a sobreviver. Tudo com a ajuda da misteriosa agente 355.

Preço: 12,90€ (Wook)

Publicidade
banda desenhada
banda desenhada
Ilustração: Fiona Staples

7. Saga

Brian K. Vaughan e Fiona Staples – G. Fly Studio

Vencedor de um número sem precedentes de Prémios Eisner e Harvey, este épico de ficção científica e fantasia é um dos comics independentes de maior sucesso dos últimos anos. Com argumento de Brian K. Vaughan e Fiona Staples, o primeiro arco apresenta os protagonistas Alana e Marko, dois jovens soldados de lados opostos de um vasto conflito intergaláctico sem fim, que se apaixonam e arriscam tudo para protegerem a vida que criaram e que terá de crescer num universo hostil e perigoso.

Preço: 10,99€ (Wook)

banda desenhada
banda desenhada
Ilustração: Renée Nault

8. A História de uma Serva

Margaret Atwood e Renée Nault – Bertrand Editora

A adaptação para banda desenhada do romance A História de uma Serva (The Handmaid's Tale, no original), da premiada Margaret Atwood, demorou cerca de três anos a ser concluída, com cada uma das etapas, entre a escrita do argumento e a ilustração a tinta e aguarelas, a ser aprovada pela própria Atwood. A obra, mais conhecida por causa da série homónima, que estreou em 2017 na plataforma de streaming Hulu, é ambientada numa América transformada em estado policial e fundamentalista onde as mulheres não têm direitos e as que são férteis, conhecidas como Servas, são obrigadas a conceber filhos para a elite estéril. 

Preço: 17,91€ (Bertrand)

Publicidade
A still from the animated film Persepolis
A still from the animated film Persepolis

9. Persépolis

Marjane Satrapi – Bertrand Editora

Após o lançamento do primeiro volume, em 2003, o romance autobiográfico de Marjane Satrapi foi recebido com prémios, mas também com críticas e pedidos de censura, antes de ser adaptada ao grande ecrã em 2007. A autora, que tinha apenas dez anos quando a Revolução Iraniana destituiu o Xá e transformou a cultura do país, em 1979, foi a primeira iraniana a escrever banda desenhada. E ilustra de forma dramática, mas pessoal, a maneira como os regimes repressivos deformam a vida quotidiana dos cidadãos. 

Preço: 15,92€ (Bertrand)

banda desenhada
banda desenhada
Ilustração: Juan Cavia

10. Os Vampiros

Filipe Melo e Juan Cavia – Tinta da China

Os autores multipremiados, responsáveis pela popular série de banda desenhada Dog Mendonça e Pizzaboy, Filipe Melo (argumento) e Juan Cavia (arte), voltaram a colaborar num romance gráfico, desta vez sobre a guerra colonial. Lançado em 2016, conta como um grupo de soldados portugueses, destacado para uma operação secreta no Senegal, acaba consumido pela paranóia e o cansaço, transformando uma simples missão num verdadeiro pesadelo, onde terá de confrontar sucessivos demónios – os da guerra e os que os próprios soldados trouxeram consigo.

Preço: 19,92€ (Fnac)

Mais livros para pôr a leitura em dia

Livros sobre Lisboa que tem de ler

Compras

É a menina dos nossos olhos e tem muitas histórias para contar. As edições que se seguem têm a cidade das sete colinas como pano de fundo, embora a tratem sob diferentes perspectivas, de transportes públicos, arte, cultura e roteiros a histórias de tempos idos ou até a um gato aventureiro. Mas se há conclusão comum a todos estes livros sobre Lisboa, é que a cidade tem um grande potencial no papel. 

romance
Fotografia: Josh Felise/ Unsplash

Livros de romance, traição e sodomia

Compras

Não há como não nos comovermos com um bom romance. Mas nesta lista não há apenas romances: há romances românticos e banda desenhada, nos quais o amor é o cerne da narrativa, apesar de nem todos terem direito a final feliz. São para oferecer à sua cara-metade ou a si mesmo, para ficar em casa e colocar a leitura em dia. Há recomendações para todos os gostos e carteiras. 

Publicidade
livros de terror
Ilustração de Dave McKean

Livros de terror para um bom susto

Compras

Há cinema de terror, já sabe, mas também há livros de terror, mais ou menos obscuros. Fomos à procura das melhores obras do género para os fãs de literatura e encontrámos mais de duas mãos cheias de sugestões, desde um romance histórico a uma antologia de banda desenhada portuguesa, sem esquecer os mais jovens, sempre com o terror como pano de fundo. Recomendamos a companhia de uma luz de presença. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade