Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Na Comic Con até parece carnaval

Na Comic Con até parece carnaval

O primeiro dia da Comic Con arrancou de forma muito tranquila. Não houve correrias nem grandes filas, mas ainda assim não faltaram heróis do cosplay.

1/39
Duarte Drago
2/39
Duarte Drago
3/39
Duarte Drago
4/39
Duarte Drago
5/39
Duarte Drago
6/39
Duarte Drago
7/39
Duarte Drago
8/39
Duarte Drago
9/39
Duarte Drago
10/39
Duarte Drago
11/39
Duarte Drago
12/39
Duarte Drago
13/39
Duarte Drago
14/39
Duarte Drago
15/39
Duarte Drago
16/39
Duarte Drago
17/39
Duarte Drago
18/39
Duarte Drago
19/39
Duarte Drago
20/39
Duarte Drago
21/39
Duarte Drago
22/39
Duarte Drago
23/39
Duarte Drago
24/39
Duarte Drago
25/39
Duarte Drago
26/39
Duarte Drago
27/39
Duarte Drago
28/39
Duarte Drago
29/39
Duarte Drago
30/39
Duarte Drago
31/39
Duarte Drago
32/39
Duarte Drago
33/39
Duarte Drago
34/39
Duarte Drago
35/39
Duarte Drago
36/39
Duarte Drago
37/39
Duarte Drago
38/39
Duarte Drago
39/39
Duarte Drago
Por Duarte Drago |
Publicidade

O espaço fechado da Exponor deu lugar a um enorme recinto de festival onde se multiplicam as acções das marcas e canais de televisão. Na luta pelo título de maior evento da cultura pop do país, a Comic Con portuguesa ganhou uma nova vida no Passeio Marítimo de Algés. Até domingo, há uma programação imensa dividida em dez áreas distintas: Cinema e TV, Banda Desenhada e Literatura, Gaming, Pop Asia, Cosplay, New Media, Comic Con Experience, uma área comercial e uma zona para crianças.

Depois de lhe termos dito tudo o que não pode perder até domingo, passámos por lá no primeiro dia. Estava tranquilo, mas espera-se maior agitação nos próximos dois dias. Ora espreite a galeria aqui em cima. 

Roteiro alternativo por Lisboa

loja tintin
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Mini-roteiro geek de Lisboa

O Ciberdúvidas da Língua Portuguesa esclarece: geeks são pessoas “apaixonadas por computadores e tudo o que se relaciona com o mundo virtual". O termo, que começou por ser usado de forma pejorativa (caixas de óculos introvertidos que conheciam de cor as vantagens de desfragmentar o disco rígido) é agora uma palavra usada com orgulho por toda a gente que tem uma relação semi-obsessiva (apaixonada?) com videjogos, cinema, banda desenhada e outras expressões da cultura popular. Este parágrafo inteiro para dizer que em Lisboa não faltam sítios para geekalhar alegremente. 

museu dos doces, the sweet art museum, marvila
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Sítios onde um adulto pode ser criança em Lisboa

Corridas de carros, saltos até não poder mais, tiros em zombies. Certifique-se de que não gasta toda a sua energia de uma assentada porque também temos paredes de escalada gigantes e bolas de bowling, só para adicionar um pouco mais de adrenalina ao programa. Em Lisboa não faltam sítios onde um adulto pode voltar a ser criança — em alguns casos até pode levar os mais pequenos consigo mas apostamos que vai querer tudo só para si. Reunimos sugestões que são diversão garantida. E se o que precisa mesmo é de descanso, encaminhe-se para o link em baixo. 

Publicidade