Mini-roteiro geek de Lisboa

Fãs de videojogos, banda desenhada, action figures ou jogos de tabuleiro têm muito com que se entreter em Lisboa

Fotografia: Manuel Manso

O Ciberdúvidas da Língua Portuguesa esclarece: geeks são pessoas “apaixonadas por computadores e tudo o que se relaciona com o mundo virtual". O termo, que começou por ser usado de forma pejorativa (caixas de óculos introvertidos que conheciam de cor as vantagens de desfragmentar o disco rígido) é agora uma palavra usada com orgulho por toda a gente que tem uma relação semi-obsessiva (apaixonada?) com videjogos, cinema, banda desenhada e outras expressões da cultura popular. Este parágrafo inteiro para dizer que em Lisboa não faltam sítios para geekalhar alegremente.

Recomendado: Sítios onde um adulto pode ser criança em Lisboa

 

Zero Latency

É um jogo mas parece tão real que nos faz esquecer que estamos fechados numa sala com 200 metros quadrados no Centro Comercial Dolce Vita Tejo. É uma verdadeira experiência de realidade virtual imersiva. Para já, há dois jogos disponíveis: Zombie Survival e Singularity. Independentemente da escolha que fizer é certo que vai andar aos tiros. O jogo é em equipa, até ao máximo de seis jogadores, o que torna o acontecimento ainda mais divertido.

Leia a nossa experiência no Zero Latency

Ler mais
Grande Lisboa

Tintin Shop

Já existia uma ou outra loja, já se encontrava uma ou outra coisa dedicada ao universo de Tintin, mas uma loja oficial com o selo da Moulinsart (sociedade belga que gere o legado de Hergé) é uma novidade absoluta em Portugal. Esta abriu em Belém, ali mesmo ao lado do Museu dos Coches, e encontra-se de tudo o que possa imaginar.  Neste espaço, que se chama apenas Tintin Shop, à semelhança do que acontece nas restantes lojas oficiais, encontra-se de tudo – e aos mais variados preços. Há peças de colecção, como o cobiçado foguetão que levou Tintin à lua, e toda uma variedade de produtos a preços mais acessíveis, como postais, baralhos de cartas, porta-chaves e canecas. As t-shirts custam 19,95€ (criança) e 24,50€ (adultos), enquanto os sacos se ficam pelos 3€ (pequeno) e 4,50€ (grande). Ainda nem falámos dos livros da colecção que existem em português e noutras tantas línguas.

Ler mais
Belém
Publicidade

Kingpin Books

A Kingpin Books nasceu há 19 anos e já conta com três mudanças de casa. Agora estão na Avenida Almirante Reis com um espaço de 215 metros quadrados. Impressiona a quantidade de livros de banda desenhada, mas esta não é uma simples livraria especializada: para além das obras aos quadradinhos, há uma zona reservada a apresentações de livros e a sessões de autógrafos, muito merchandising alusivo a super-heróis e as famosas Funko Pop Figures (pequenos bonecos cabeçudos de todas as personagens que possa imaginar). O objetivo desta nova loja é quebrar o estereótipo da loja de BD – escura e underground – e ser um espaço arejado e bonito não só para os aficionados mas também para o grande público.   

Ler mais
Lisboa

Gateway City Comics

Está bem no coração de Alcântara, perto do Lx Factory. É um ponto de encontro de todos os aficcionados de banda desenhada, sobretudo se quiser trocar umas ideias com os donos da loja sempre prontos a encontrar as novidades de livros e merchandising de séries e filmes inspirados em banda desenhada. 

A Gateway é o ponto nevrálgico da banda desenhada no bairro para comprar comics, animes ou manga em livro, jogos ou figurinhas — como um verdadeiro geek — e todo o merchandising relacionado. E o melhor é estar atento que de mês a mês há Flea Market só de banda desenhada organizado pela loja. 

Ler mais
Alcântara
Publicidade

Casa Antunes

O Centro Comercial do Martim Moniz escondeu demasiado bem esta loja da nossa vista. Com mais de dez anos de experiência, Vítor Antunes é quem está atrás do balcão deste éden de modelismo e recebe com simpatia e conhecimento da matéria inigualáveis. Aficionados destas pequenas maravilhas, é aqui que vão poder encontrar um Borgward, um Panther Turm ou uma Battlestar Galactica. Entretenha-se como uma criança no dia de Natal. 

Ler mais
Martim Moniz

Nostalgica, Museu dos Videojogos

O único museu em Portugal dedicado aos jogos de vídeo inaugurou este ano e leva-nos até ao jurássico do entretenimento electrónico. Arcades, computadores, consolas antigas e uma extensa biblioteca de videojogos fazem-nos suspirar por tempos mais simples em que correr um jogo no Zx Spectrum era uma tarefa bem complicada. Esta viagem no tempo implica uma viagem à Fundação Marquês de Pombal, em Oeiras.

Ler mais
Oeiras
Publicidade

Hyper Toys

Action figures, raridades e edições limitadas fazem desta pequena loja em Picoas um lugar obrigatório para coleccionadores, fãs de cinema, banda desenhada ou videojogos. Não são bonecos para brincar (há quem nem os tire da caixa) ou decorar bolos de anos mas sim sofisticadas esculturas que podem custar centenas de euros. Se está à procura de um sabre luz ou um Iron Man de 84 centímetros é aqui que tem de vir.

Ler mais
Avenida da Liberdade/Príncipe Real

BD Mania

Esta livraria especializada em banda desenhada está desde 1994 a fornecer aos lisboetas as melhores novidades dos livros aos quadradinhos. Tem um excelente catálogo que vai dos comics à BD francófona e todas as novidades em novelas gráficas. O serviço, online e offline, é irrepreensível. Também vende action figures.

Ler mais
Chiado/Cais do Sodré
Publicidade

HP Modelismo

O aeromodelismo, passatempo preferido do Júlio Isidro, pode não apelar muito às gerações mais novas mas esta loja da Avenida Madrid soube adaptar-se aos novos tempos. Isto é, soube acompanhar a moda dos drones. Este é o melhor sítio para comprar esses aeróstatos modernos, passarolas mecânicas ruidosas que deixariam Bartolomeu de Gusmão orgulhoso.

Ler mais
Areeiro/Alameda

MILL – Makers In Little Lisbon

O MILL, na rua mais inclinada da Colina de Santana, é o quartel-general dos makers lisboetas. E o que são os makers, perguntam vocês? São fazedores, pessoas que metem as mãos à obra em projectos de programação, robótica, impressão 3D e um grande et cetera de outras coisas. Por outras palavras, são apaixonados por bricolage electrónica, com mais bits e bytes do que berbequins e brocas. No MILL há workshops para aprender estas coisas e uma oficina comunitária para quem quiser desenvolver os seus projectos.

Ler mais
Lisboa
Publicidade
Mostrar mais

Mais coisas para crianças grandes

Sítios onde um adulto pode ser criança em Lisboa

Corridas de carros, saltos até não poder mais, tiros em zombies. Certifique-se de que não gasta toda a sua energia de uma assentada porque também temos paredes de escalada gigantes e bolas de bowling, só para adicionar um pouco mais de adrenalina ao programa. Em Lisboa não faltam sítios onde um adulto pode voltar a ser criança — em alguns casos até pode levar os mais pequenos consigo mas apostamos que vai querer tudo só para si. Reunimos sugestões que são diversão garantida. E se o que precisa mesmo é de descanso, encaminhe-se para o link em baixo. 

Ler mais
Por Renata Lima Lobo

Roteiro de livrarias independentes em Lisboa

Sítios onde é pouco provável que encontre um exemplar de “Maria Vieira no País do Facebook” mas de certeza que tropeça numa obra de Konsalik. Já agora, por que raio há tantos livros de Konsalik à venda em Lisboa? Não sabemos a resposta a essa pergunta, mas sabemos bem quais são as nossas livrarias independentes preferidas. Nota: uma livraria independente é uma loja de venda de livros que não está presa a uma cadeia, um franchising, um conglomerado ou qualquer tipo de substantivo colectivo usado para designar agremiações do género. A nossa lista também não inclui alfarrabismos de qualquer espécie.

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Comentários

0 comments