A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
cursos e workshops de vinho
Fotografia: Kelsey Chance/ Unsplash

Os melhores enoturismos para uma escapadinha bem regada

Parta de Lisboa à descoberta do enoturismo, para conhecer o melhor do vinho e das paisagens de Portugal. Siga o nosso roteiro de quintas de norte.

Escrito por
Margarida Ribeiro
Publicidade

Portugal é um país de forte tradição vitivinícola e, a avaliar pelos inúmeros prémios e distinções em concursos internacionais, a excelente qualidade dos seus vinhos não passa despercebida. Para os apreciar e conhecer, nada como visitar as regiões de produção e envolver-se na sua cultura, através de visitas guiadas às instalações ou provas de vinhos e outros produtos locais, por exemplo. Mas, porque nem só da vinha e do vinho vive um homem, poderá ainda alargar horizontes com um passeio de balão ao pôr-do-sol, uma caminhada ou um mergulho numa piscina salgada. Explore os melhores enoturismos de norte a sul para uma escapadinha de Lisboa, destino obrigatório para os amantes de vinho, e torne-se um seguidor fiel do Baco, o Deus do vinho, da ebriedade, dos excessos e da natureza (dos prazeres da vida, portanto).

Recomendado: Os melhores bares de vinho em Lisboa

  • Compras

Fundada na década de 60, produz cerca de seis milhões de litros de vinho por ano, e oito milhões de quilos de uva por vindima. Este ano, o espaço disponibiliza um programa (45€/pessoa), com cerca de seis horas, disponível até 16 de Setembro, que convida o público a ajudar no processo. Sempre acompanhados por elementos da equipa, os visitantes têm a oportunidade de visitar as vinhas e participar na vindima. O programa inclui também bucha com petisco regional, visita às instalações da adega, acompanhamento do processo de vinificação e, para terminar, um almoço com provas de vinho. Para trabalhar vestido a rigor, a Adega Cooperativa da Vidigueira oferece um kit com t-shirt e boné.

Bairro Industrial (Vidigueira). 284 437 240. Reservas

  • Atracções
  • Quintas
  • Grande Lisboa

As vindimas já começaram na Adega Mayor e para as celebrar foram criados três programas especiais. O primeiro, Vindima Mayor (35€/pessoa), acontece durante uma manhã e inclui kit de vindima, uma explicação técnica do corte da uva, bem como sobre a selecção dos cachos, visita guiada à adega, prova de mosto e um workshop vínico com prova de quatro vinhos. O Vindima Mayor (60€/pessoa) é semelhante, mas inclui um extra: um almoço servido como um piquenique à sombra de um sobreiro. Já o Vindima Mayor da Vinha ao Vinho (90€/pessoa) ocupa o dia inteiro, inclui todas as experiências mencionadas anteriormente, e ainda a oportunidade de se tornar enólogo por um dia e regressar a casa com uma garrafa de vinho feita por si – e com rótulo personalizado. Os programas estão disponíveis até 18 de Setembro e é necessário fazer marcação.

Herdade da Argamassas (Campo Maior). 268 699 440. Reservas

Publicidade
  • Hotéis
  • Grande Porto

Situado em pleno coração da Região do Dão, a Caminhos Cruzados é o resultado da transformação de uma antiga empresa agrícola numa moderna empresa produtora de vinhos, que se instalou na Quinta da Teixuga. Este ano, para a época das vindimas, criaram um programa especial, disponível entre 10 e 25 de Setembro. Para começar bem o dia, os participantes são recebidos com vinhos, queijos, enchidos e bolas regionais. A seguir são entregues t-shirts, chapéus, tesouras e baldes e todos são convidados a arregaçar as mangas e ajudar na apanha da uva. Sem esquecer uma visita à área de recepção, prensagem, vinificação e sala de estágios, onde vai acontecer uma prova de vinhos. A manhã de trabalho termina com o merecido almoço. O pacote com vindima mais a prova de vinhos fica por 45€, mas se quiser participar no almoço, o preço sobe para 75€.

Quinta da Teixuga, Rua de Carvalhal, 50 (Nelas). 232 940 195. Reservas

  • Bares
  • Adegas

Até 20 de Setembro, a Casa Relvas, produtora do Redondo, abre as portas aos amantes de vinho que não se contentam em beber e são fascinados por todo o processo. É na Herdade de São Miguel que tudo acontece – o programa (40€/pessoa), que se tem tornado muito popular nos últimos anos, inclui um kit com t-shirt e um chapéu de palha. A experiência tem a duração de cerca de cinco horas e é composta por diversas actividades que arrancam com um passeio pela vinha, com identificação de castas e análise sensorial de bagos, grainhas e engaços. Depois pode participar na vindima manual, aventurar-se na pisa das uvas e ainda provar mostos e vinhos. Quem quiser, pode juntar almoço (70€/pessoa) e prova de vinhos ao programa: a refeição é feita ao ar livre, com especialidades locais.

Herdade de São Miguel (São Miguel de Machede). 26 698 8034. Reservas

Publicidade
  • Compras

Com mais de oito décadas de história, as galerias das Caves do Solar de São Domingos albergam mais de dois milhões e meio de garrafas de espumante, milhares de vinhos engarrafados e centenas de quartolas em carvalho francês que guardam as aguardentes vínicas. Este ano, o espaço vai fazer parte do Roteiro Vitivinícola na Bairrada (75€/pessoa), um conjunto de actividades que requerem um mínimo de oito pessoas por grupo e que envolvem outras quintas e produtores de vinho da zona. O programa começa com a recepção dos participantes na Estação de Curia; de lá são levados para as vinhas da Quinta de São Lourenço, Óis de Bairro e São Mateus, onde vão ajudar na apanha da uva. Última paragem: as Caves São Domingos, para uma visita guiada às galerias, mas antes disso, para recuperar forças, ainda vão beber um copo de espumante de honra e petiscar. A manhã termina à mesa, com um almoço, onde o prato principal é leitão assado à Bairrada, acompanhado de uma degustação de espumantes, vinhos e aguardentes São Domingos.

Rua Elpídio Martins Semedo, 42 (Ferreiros). 23 151 9680. Reservas

  • Viagens
  • Grande Porto

Fica no planalto vinhateiro de Favaios, a 600 metros de altitude, o ponto mais alto desta zona. A Quinta da Avessada foi a primeira quinta da região a plantar a casta Moscatel Galego, que deu origem ao famoso Moscatel de Favaios. Até 15 de Outubro vai acolher, diariamente, programas de vindimas – para grupos com até 20 participantes o preço fica em 55€ por pessoa, já para grupos maiores, a participação fica por 47€ por pessoa. Começa com uma visita aos Jardins da Enoteca, acompanhada de um Moscatel de Honra, ao som da concertina. A próxima paragem são as vinhas, onde se começa o corte das uvas e o transporte para o lagar, ao mesmo tempo que se fazem ouvir cânticos tradicionais durienses. Depois é hora de uma prova de vinhos assistida pelos enólogos da quinta, seguida do almoço, confeccionado nos tradicionais potes de ferro. À tarde são pisadas as uvas, ao som de um grupo de cantares, e para terminar o dia de trabalho há uma prova documentada de vinhos licorosos.

Rua Direita 26, Favaios. 25 994 9289. Reservas

Publicidade
  • Compras

O que distingue a Ervideira – que para leigos na matéria é fascinante – é que nesta quinta a colheita é feita, desde 2000, apenas à noite, com temperaturas mais baixas e sem luz, uma estratégia que permite reduzir os efeitos de fermentações e oxidações indesejáveis, preservando o potencial das uvas. Então, por aqui não existem programas que incluam a apanha da uva, mas durante a época de vindimas pode sempre reservar o 100 Pés (50€/pessoa), disponível até 19 de Setembro, que além de incluir uma visita à adega e prova dos vinhos em fermentação, oferece também a participação na elaboração do vinho 100 Pés (que dá nome ao programa), que é totalmente pisado pelos visitantes.

Herdadinha, Vendinha (Reguengos de Monsaraz). 266 950 010. Reservas

  • Coisas para fazer
  • Convenções e eventos para consumidores

Experiência e tradição são duas palavras que descrevem bem a Herdade das Servas, um ícone do Alentejo, criado há mais de três séculos, e que actualmente conta com 350 hectares de vinha, algumas já com mais de 75 anos. Recebem regularmente enófilos amadores e profissionais para provas e harmonizações, mas para a época das vindimas, disponibilizam uma experiência única. O Pisa a Pé (40€/pessoa ou 20€ para crianças entre os 12 e os 17) inclui visita à vinha do jardim, adega, cave e lagares de mármore, onde pode participar na pisa da uva. O dia fica completo com uma prova de vinho e a oferta da t-shirt da vindima e de uma garrafa de vinho. Outro programa em que pode alinhar é o Prova Cega (15€/pessoa) que dá a provar quatro vinhos e inclui visita à vinha, adega e cave. Ambos têm um mínimo de dois participantes.

Herdade das Servas (Estremoz). 26 832 2949. Reservas

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Alcântara

Atenção lisboetas, não é preciso sair da cidade para participar numa vindima, porque anualmente o Instituto Superior de Agronomia/Universidade de Lisboa organiza a sua própria nas Vinhas da Tapada da Ajuda – um parque botânico com cerca de 100 hectares –, que, segundo o ISA, são “as únicas de Lisboa com uma função de educação, investigação e produção”. Este ano, o ISA renovou a colaboração com a Adega Belém, que desde o ano passado utiliza as uvas colhidas na produção dos seus vinhos. Apesar de normalmente aceitarem voluntários externos, este ano, por questões de segurança, só poderá participar na vindima a comunidade académica, nomeadamente, alunos, funcionários, docentes e investigadores. Por isso, esteja atento, e assim já sabe que no próximo ano não precisa de sair de Lisboa para passear pelas vinhas.

Tapada da Ajuda (Lisboa). 21 365 3100. Reservas

  • Hotéis
  • Grande Porto

Amarante foi o local escolhido como morada do Monverde Wine Experience Hotel, o hotel alicerçado nos vinhos da Quinta da Lixa e inserido na Quinta de Sanguinhedo, com 22 hectares de vinha. Organizam regularmente actividades relacionadas com vinho verde (o protagonista da zona) e nesta época de vindimas sugerem um programa muito completo (65€/pessoa), que começa logo pela fresca, com a distribuição dos kits com todos os utensílios necessários para a apanha da uva, que começa logo a seguir. A meio da manhã pode contar com uma pausa para um lanche com iguarias regionais e tradicionais. O trabalho continua até à hora da prova de vinho, que acontece paralelamente à apanha da uva. Está ainda planeado um almoço no exterior, uma visita à adega e uma explicação do início do processo de vinificação. Para as famílias com crianças, cuja participação tem um custo de 30€, foi pensada uma actividade que consiste na recolha de materiais da vinha, durante a apanha da uva, para mais tarde criarem um pequeno projecto.

Castanheiro Redondo s/n, Telões (Amarante). 25 514 3100. Reservas

Publicidade
  • Viagens
  • Grande Porto

Durante o mês de Setembro, a Quinta da Pacheca, em Lamego, tem programas especiais de vindimas com pisa de uva, visitas guiadas, provas de vinhos e jantares. Estão disponíveis três programas: Dia de Vindima (13 a 26 de Setembro, 10.00-16.00), Visita & Prova & Lagarada (até 30 de Setembro, 17.00-19.00) e Visita & Prova & Lagarada com Jantar de Vindima (13 a 30 de Setembro, 18.00-22.00). No primeiro (85€), vai ter a oportunidade de participar na apanha da uva e na pisa das uvas nos lagares. Inclui ainda uma visita guiada pelos espaços da Quinta da Pacheca, almoço e prova de vinhos. No programa de lagarada (30€), depois da visita guiada à quinta e da prova de vinhos (dois Douros + dois Portos), vai poder entrar no lagar onde pisam as uvas. Já o programa com jantar (60€) inclui visita guiada à vinha, lagares e adega, com prova de vinhos e oferta da t-shirt oficial da vindima.

Rua do Relógio do Sol, 261 (Lamego). 25 433 1229. Reservas

  • Coisas para fazer
  • Grande Porto

Nesta época de vindimas, junte um grupo de amigos ou familiares e rume à Quinta das Carvalhas ou à Quinta do Casal da Granja, em Alijó, ambas do grupo Real Companhia Velha. Lá, qualquer um é convidado a participar, durante um dia, na apanha, no processo de selecção da uva e na lagarada, pisando o fruto nos tradicionais lagares de granito. Ao almoço há comida tradicional e, claro, os vinhos produzidos pela casa (85€/pessoa). Esta é apenas uma das experiências que a quinta, com mais de 250 anos, tem para oferecer. Situada na margem esquerda do Douro, encarando de frente a vila do Pinhão, a Quinta das Carvalhas não poupa esforços quando se trata de impressionar quem a visita. Os outros programas disponíveis incluem passeios pela vinha e provas de vinho ao ar livre.

Quinta das Carvalhas, N323. 25 473 8050. 

Publicidade
  • Viagens
  • Escapadas
  • Grande Lisboa

É de Setúbal que saem alguns dos melhores vinhos do país e são várias as empresas familiares que trabalham nesta área, como a Casa Agrícola Horácio Simões, instalada na Quinta do Anjo. O negócio passou de geração em geração e para esta época de vindimas querem que o público se sinta parte da família. Então, no dia 11 de Setembro, vão abrir as portas para acolher todos os que tiverem vontade de ajudar. É tudo muito informal e, claro, familiar: os grupos são recebidos com um moscatel de honra e depois fazem a pisa da uva no lagar de pedra, como manda a tradição. Como recompensa do trabalho árduo, os participantes almoçam na adega um grelhado misto. O preço costuma ser 25€/pessoa e 12,50€ para crianças entre os quatro e os 12 anos, mas a adega está disponível para se adaptar a qualquer pedido dos clientes.

Rua João de Deus, 10, Quinta do Anjo (Palmela). 212 870 500. Reservas

  • Atracções
  • Grande Lisboa

Nas ilhas também estão instalados muitos produtores de vinho que merecem uma visita, como a Quinta do Barbusano – localizada na costa norte da Ilha da Madeira – que tem vinhas com alguma altitude, de várias castas, e faz vinhos brancos, rosés e tintos. Apostam na oferta de enoturismo e para a época das vindimas estão disponíveis para receber os amantes de vinho. O programa (55€/pessoa) inclui uma prova dos vinhos de marca própria, uma visita guiada às vinhas e a possibilidade de participar na pisa da uva. Para terminar pode contar com um almoço tradicional madeirense e, se quiser, a animação pode ficar a cargo de um grupo folclórico (por mais 10€/pessoa). Com um mínimo de 12 pessoas, a quinta até sugere que reúna a família. As actividades acontecem nos dias 11, 18 e 25 de Setembro e 2 de Outubro.

Caminho do Barbusano, 26 (São Vicente). 291 101 022. Reservas

Publicidade
  • Viagens
  • Grande Porto

A região do Douro é sempre animada na época de vindimas, e a Quinta do Portal participa anualmente nas festividades. Para este ano preparam dois programas, o mais completo (575€/duas pessoas) inclui duas noites num quarto standard na Casa das Pipas, com pequeno-almoço e dois jantares de quatro momentos com harmonização de vinhos no restaurante da quinta. Os hóspedes podem também participar numa visita ao armazém de envelhecimento, num passeio de jipe – com direito a piquenique na Quinta do Confradeiro – e uma viagem de barco pelo rio. A alternativa é um programa de uma noite (258€/duas pessoas) com jantar e visita ao armazém. Pode fazer a sua reserva até ao final do mês e os dois programas oferecem uma garrafa de Vinho do Porto Portal e um chapéu de palha.

Celeirós do Douro (Sabrosa). 96 812 0127. Reservas

  • Hotéis
  • Grande Porto

Todas as quintas do Douro Vinhateiro contam com vistas extraordinárias que deixam qualquer um sem fôlego – e a Quinta do Vallado, na Régua, não é excepção. Conta com um total de treze quartos, cinco na Casa Tradicional, e os restantes oito no edifício moderno. Mas além de garantir uma estadia confortável, a Quinta do Vallado organiza diferentes actividades pensadas para amantes de vinho. Para a época de vindimas foram criados programas especiais: o primeiro (90€/pessoa) inclui um kit de vindima, actividades com a equipa de vindimadores da quinta, uma visita à adega e, para terminar, um almoço regional com prova de vinhos. Já o segundo (90€/pessoa) acontece, maioritariamente, à tarde. Também inclui o kit, o almoço e a apanha da uva, e junta-lhes um lanche tradicional. As reservas devem ser feitas com antecedência e cada programa exige um mínimo de seis participantes.

Quinta do Vallado, Vilarinho dos Freires (Régua). 25 432 3147. Reservas

Publicidade
  • Viagens
  • Grande Porto

É em Melgaço que a Soalheiro se dedica, desde 1974, à produção de Alvarinho. Trata-se de um projecto familiar, liderado pelos irmãos Luís e Maria João Cerdeira, ao lado da mãe, Palmira, que se estende a mais de 150 famílias. Juntos integram o Clube de Produtores e, na altura das vindimas, cada família entrega as suas uvas para a produção do vinho da quinta. Esta é uma tradição que pretendem partilhar com o público através de actividades como visitas às vinhas – onde acontece a colheita manual das uvas –, a possibilidade de acompanhar o processo de produção na adega e as provas de vinhos e petiscos. Tudo isto está incluído nas seis opções de provas, que acontecem no terraço panorâmico, disponíveis para reserva: a Clássica (6€), a Origem (15€), a Nature (20€), a Fusion (35€), a Premium (65€) e a Infusões (15€). Agora, na época de vindimas, todas as provas incluem uma experiência exclusiva, a prova do mosto – o sumo que resulta da prensagem das uvas e não contém álcool – de Alvarinho.

Quinta de Soalheiro, Alvaredo (Melgaço). 25 141 6769

  • Hotéis
  • Hotéis de charme

As vindimas são uma tradição secular que pode ocupar meses da agenda de um produtor. Por exemplo, na Torre de Palma já começaram em Agosto, mas só terminam no final deste mês, por isso ainda vai a tempo. Estão disponíveis dois programas: o mais completo (678€/duas pessoas) inclui estadia de duas noites e muitas actividades, que começam com as boas-vindas seguidas de um jantar no Restaurante Palma, com assinatura do chef Miguel Laffan. No dia seguinte, depois do pequeno-almoço, os hóspedes recebem uma pequena introdução sobre as vindimas e um kit para a ocasião. Partem então para uma visita às vinhas, seguida da colheita manual de uvas, e o dia acaba com uma prova de mostos ou de vinhos de marca própria. Se preferir algo mais simples, existe um programa sem estadia (84€/pessoa): é mais resumido, mas conta com as mesmas actividades na vinha e as provas, terminando com um almoço no restaurante do hotel. Ambos garantem a oferta de uma garrafa de vinho Torre de Palma Tinto Basilii.

Herdade de Torre de Palma (Monforte). 24 503 8890. Reservas

Publicidade
  • Hotéis
  • Grande Porto

Está de portas abertas desde 2019 e, além de funcionar como um bonito alojamento local, é também onde o vinho de marca própria, Val Moreira, é feito. O processo começa com a plantação e colheita das uvas – o espaço conta com mais de 20 hectares de vinha – e acaba com o envelhecimento e engarrafamento do vinho. Tudo feito na propriedade. Até 30 de Setembro, o hotel está de portas abertas para receber todos os que queiram participar nas vindimas. O programa especial (35€/pessoa) inclui um kit vindima, um passeio pelas vinhas com apanha das uvas e explicações técnicas, visita à adega e uma prova de vinhos, acompanhada de petiscos regionais. É ainda possível adicionar jantar (35€/pessoa) e alojamento. No fim, o Vila Galé oferece uma garrafa de vinho Val Moreira Colheita.

Quinta do Val Moreira, Marmelal, Santo Adrião (Armamar). 254 247 000. Reservas

Vai mais um copo?

  • Bares

Os alfacinhas estão a assistir ao milagre da multiplicação de marcas, estilos e sítios para beber cerveja artesanal. Entre bares, garrafeira, fábricas e brewpubs há cada vez mais e mais variados projectos ligados à cerveja em Lisboa. E ainda há espaço para mais. Estes são os melhores sítios para beber uma fresquinha.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade