A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Entretenimento, Videojogos, Red Dead Redemption 2
©DRRed Dead Redemption 2

Os melhores jogos do PlayStation Now

Os assinantes do serviço da Sony podem descarregar ou fazer streaming de centenas de títulos e há novidades todos os meses. Eis os melhores jogos do PlayStation Now.

Escrito por
Luís Filipe Rodrigues
Publicidade

Nos últimos anos, os espectadores habituaram-se a pagar uma mensalidade (ou mais que uma) para terem acesso aos catálogos de filmes e séries da Netflix e de outros serviços. Há cada vez mais jogadores a fazerem o mesmo. O Xbox Game Pass, que dá acesso a uma vasta colecção de videojogos por um valor fixo mensal, é parte essencial da estratégia da Microsoft para o sector desde 2017, e nos últimos anos até a Apple e a Google lançaram serviços semelhantes. A Sony também tem um. Sem ser tão popular como o PlayStation Plus – outro serviço da Sony, essencial para jogar online e que todos os meses oferece três ou quatro novos jogos aos assinantes, entre outras regalias –, o PlayStation Now ganhou um novo fôlego nos últimos meses. O que começou por ser apenas um serviço de streaming de videojogos, hoje permite descarregar mais de uma centena de títulos da PlayStation 4 e alguns clássicos da PlayStation 2, além de continuar a dar para fazer streaming de tudo isso, e de alguns dos melhores jogos que agraciaram a PlayStation 3. Por 9,99€ por mês ou 59,99€ por ano, estes são os jogos do PlayStation Now que vale a pena descarregar.

Recomendado: Os melhores jogos do Xbox Game Pass

Os melhores jogos do PlayStation Now

Bioshock

BioShock é mais do que um FPS (first-person shooter). Mecanicamente, remete para as aventuras de acção furtiva e a forma como o personagem principal evolui e ganha novas habilidades lembra um RPG. Mas o que distingue da concorrência é o mundo onde se passa e os temas abordados. Para muitos, é uma crítica da filosofia objectivista e individualista de Ayn Rand, para outros, é só um comentário sobre a forma como as pessoas corrompem e são corrompidas pelas ideologias.

Bloodborne

É o sucessor espiritual de Demon Souls e Dark Souls, os RPG (role-playing games) absurdamente difíceis do mestre japonês Hidetaka Miyazaki. Desenvolvido pela From Software de Miyazaki em exclusivo para a PS4, é um portento gráfico que nos transporta para uma cidade gótica, decrépita e ameaçadora, cuja história se vai revelando lentamente. Um jogo difícil e exigente, mas recompensador. Essencial.

Publicidade

Doom

Durante anos, Doom foi o padrão-ouro dos FPS. Mas o título da id Software fora ultrapassado a todos os níveis por novos jogos e séries, de Half-Life a Halo, passando por Call of Duty, até que esta nova encarnação recuperou a glória do passado. E lembrou toda a gente de que um bom jogo de tiros não precisa de histórias militaristas mal amanhadas nem de um grande orçamento. Apenas de monstros e armas que os fazem explodir.

Fallout 4

Apesar de algumas falhas e irritações, Fallout 4 é um excelente e imersivo RPG. O jogador encarna um sobrevivente de uma guerra nuclear que acorda num mundo que não conhece, após décadas em animação suspensa. Um mundo pós-apocalíptico, onde há sempre qualquer coisa para fazer e em que cada um decide como usar o tempo e que rumo dar à história, que pode ocupar centenas de horas. 

Publicidade

God of War

Os anteriores títulos da série God of War, lançados nas várias consolas da Sony desde 2005, eram jogos de acção violentos, explícitos e lineares, com um outro quebra-cabeças pelo meio. Mas este, o primeiro e único na PS4, é diferente. A acção continua a ser frenética, e os quebra-cabeças estão lá, mas a escrita é mais cuidada e a aventura mais aberta. Além disso, a narrativa passou da Grécia Antiga para o Norte da Europa. E há um filho para educar.

Grim Fandango Remastered

Passaram mais de duas décadas desde que Grim Fandango saiu originalmente no PC, e a aventura gráfica da LucasArts continua a ser um dos melhores videojogos do género, combinando diálogos magníficos e cheios de piada com quebra-cabeças difíceis de resolver, mas que em última análise fazem todo o sentido. Esta versão remasterizada tem melhorias gráficas e controlos mais intuitivos.

Publicidade

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

Durante quase três décadas, o visionário Hideo Kojima expandiu limites e quebrou barreiras com cada novo capítulo da saga Metal Gear. E Metal Gear Solid V: The Phantom Pain será sempre o ponto alto da série. Um jogo de acção furtiva que nos transporta para o Afeganistão e Angola durante os últimos anos da Guerra Fria, antes de se transformar numa história pessoal, densa e meta-referencial.

NieR: Automata

Criado pelo iconoclasta japonês Yoko Toro, em parceria com a Platinum Games, NieR: Automata é um excêntrico RPG japonês e uma distopia sci-fi, mas também um jogo de acção filosoficamente intenso e sem medo de fazer perguntas complicadas. É uma experiência única, apesar de reconhecer e celebrar o passado dos videojogos enquanto meio artístico e forma de expressão cultural.

Publicidade

Red Dead Redemption 2

É o western mais imersivo alguma vez concebido. Partindo das estruturas erguidas pelo Red Dead Redemption original e inúmeros filmes de cowboys, a Rockstar criou uma experiência narrativa austera, profunda e pausada, que larga o jogador num vasto mundo aberto e o encoraja a explorá-lo, a vivê-lo. Paralelamente, obriga-o a confrontar-se com o fim de um tempo e a chegada do próximo.

The Witcher 3: Wild Hunt

Os livros de fantasia medieval de Andrzej Sapkowski em que se baseia The Witcher são objectos de culto na sua Polónia natal e no Leste europeu. Mas não é preciso de ter qualquer conhecimento prévio dos livros ou dos jogos anteriores (e muito menos da série da Netflix) para desfrutar de The Witcher 3: Wild Hunt. É um RPG complexo e completo, que nos prende durante centenas de horas a um raro mundo virtual em que todas as decisões têm consequências.

Os melhores jogos para...

PlayStation 4
  • Coisas para fazer
  • Jogos e passatempos

Das pequenas edições independentes às últimas produções multimilionárias, há títulos para todos os gostos na PlayStation 4.

  • Coisas para fazer
  • Jogos e passatempos

Ainda é virtualmente impossível comprar a nova PlayStation 5. É pena, porque os jogos são cada vez mais e melhores.

Publicidade
Nintendo Switch
  • Coisas para fazer
  • Jogos e passatempos

É uma consola deste tempo, em que estamos habituados a jogar em vários contextos e lugares. E recebe vários lançamentos exclusivos.

Xbox One
  • Coisas para fazer
  • Jogos e passatempos

Há centenas de títulos que vale a pena jogar na consola da Microsoft. Desde produções independentes a grandes blockbusters.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade