A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Empreendimento Prata
Fotografia: Duarte DragoEmpreendimento Prata

Os segredos mais bem guardados do Open House

Fizemos um mini-roteiro por quatro dos espaços que nos estão habitualmente vedados e que agora vai poder visitar

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

O próximo Open House Lisboa acontece a 22 e 23 de Setembro, no mesmo fim-de-semana do Open House Londres, onde nasceu este conceito em 1992. Na passada edição em Lisboa foi batido um recorde de visitas, 44 mil. Este ano há muitas novidades – entre elas, a visita ao Empreendimento Prata, uma espéce de obra de Santa Engrácia cujo projecto tem duas décadas. A primeira fase está concluída e poderá ser apreciada neste Open House, bem como mais três espaços em Marvila onde já fomos meter o nariz. E em cada um descobrimos um segredinho.

Recomendado: Novos sítios, percursos e um guia de bolso: o Open House está aí

Os segredos de quatro espaços deste Open House

Ulisseia
©DR

Ulisseia

Os sócios do Vertigo precisavam de um espaço para eventos e acabaram por ter uma ideia brilhante: transformar um armazém no mesmo edifício, o Edifício Beira-Rio, que funcionasse como espaço para eventos, acumulando funções como alojamento local exclusivo para grupos de turistas. Com a ajuda da dupla de arquitectos João Quintela e Tim Simon (JQTS) está a nascer um espaço de linhas geométricas bastante interessantes, cuja obra pode ser visitada durante o Open House. O espaço da entrada, com vista rio e que se destinará aos eventos, é um circulo circunscrito por um elemento que chama a atenção: uma chapa preta de dois milímetros feita a frio e que vai ficar com as suas marcas e texturas. Chegou ao espaço em rolos de 2,5 metros que acabaram por definir a altura da estrutura.

Empreendimento Prata
©DR

Empreendimento Prata

Já passaram 20 anos desde que foi divulgado o projecto original do arquitecto Renzo Piano para esta área no Braço de Prata, logo em frente ao futuro Parque Ribeirinho Oriente que, finalizado, terá 38.950m2. Onde antes morava uma fábrica de material de guerra está concluída a primeira fase deste empreendimento de luxo onde visitámos um T6 duplex e onde nos foi explicado que nestes prédios não há chaminés. Este reticulado da imagem permite a ventilação com a ajuda de máquinas que fazem a exaustão necessária. Modernices.

Publicidade
Conjunto Urbano Pantera Cor-de-Rosa

Conjunto Urbano Pantera Cor-de-Rosa

Foram os arquitectos Gonçalo Byrne e António Reis Cabrita que, nos idos anos 70, baptizaram de Pantera Cor-de-Rosa este projecto edificado em Chelas e inspirado em Gallaratese, um complexo habitacional de Aldo Rossi na periferia de Milão. Mas as pessoas que aqui foram realojadas, descontextualizadas em apartamentos que não escolheram, foram-se apropriando do espaço, criando, por exemplo, portas, janelas ou grades onde não as havia.

  • Atracções
  • Bibliotecas, arquivos e fundações
  • Marvila

Inaugurada em Novembro de 2016, é a maior biblioteca de Lisboa e está sempre muito animada, com uma agenda de eventos focada num público mais jovem, sem contar com um coro infantil ou um grupo de teatro. O espaço é de entrada livre todo o ano, mas há uma sala que serve propósitos mais específicos: a Sala José Gomes Ferreira, que homenageia o escritor português, pai do arquitecto desta biblioteca, Raul Hestnes Ferreira, que morreu no início deste ano. É aqui que acontecem tertúlias ou os ensaios do coro infantil, onde a maestrina é a única pessoa autorizada a tocar na pianola dos anos 20 que pertenceu ao escritor (a sua segunda mulher é que a usava). Aqui também encontra a sua secretária, datada do século XIX.

Perca-se pela arquitectura de Lisboa

  • Coisas para fazer

Os feitos arquitectónicos lisboetas estão longe de ter acabado na empreitada pombalina. Milhares de toneladas de betão, ferro e vidro depois, não faltam grandes obras de arquitectura e de design, ao estilo de cada época, para ver sem pagar bilhete. Visitar estes ex-líbris da cidade está ao alcance de todos os que quiserem ver as melhores obras de design e arquitectura de Lisboa. Só tem de se orientar pela nossa lista cheia de curvas e contracurvas arquitectónicas. Dê corda aos sapatos e explore este roteiro obrigatório pelas melhores obras de arquitectura e design em Lisboa.

  • Atracções
  • Edifícios e locais religiosos

Há precisamente 120 igrejas para descobrir na cidade. Foi difícil, mas conseguimos escolher os templos católicos que nem o mais convicto ateu pode contornar. Não servem apenas para rezar. As igrejas são odes à arquitectura e guardam muitas histórias entre vitrais, azulejos, pinturas e talhas douradas. Não é possível viver em Lisboa e não conhecer pelo menos estas dez igrejas, sempre de porta aberta para que possa entrar sem pedir permissão à hora que lhe der mais jeito. Siga este roteiro de igrejas em Lisboa para ficar mais perto do céu, sem tirar os pés da terra.

Publicidade
  • Atracções

São prédios com prémio, passando o trava-línguas. Criações com assinatura de prestigiados arquitectos que mantêm o seu espaço na cidade. O famoso Prémio Valmor remonta a 1898, quando foi instituída a atribuição de um valor pecuniário para repartir por arquitecto e proprietário da construção. A ideia foi do 2º visconde de Valmor, Fausto de Queirós Guedes, e a distinção começou a ser atribuída em 1902. Em pouco tempo, tornou-se num dos galardões mais prestigiados na cidade nesta área. Dos primórdios do século XX aos projectos mais recentes, viaje pelo passado e presente ao sabor de edifícios emblemáticos em Lisboa.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade