Pimbavera Sound. O duo Nuno e Marina dá-lhe a playlist para os Santos Populares

Hinos mais recentes e refrães orelhudos que se recusam a largar os alinhamentos dos arraiais. Meninos e meninas, todos para o baile com a playlist 2018
Duo pimba Nuno e Marina
Por Clara Silva |
Publicidade

Se em Junho o Porto recebe o Primavera Sound, lá para os lados da Estrela/Campo de Ourique, no Arraial dos Combatentes, podemos falar num verdadeiro Pimbavera Sound. O programa das festas já está lançado, com nomes como Trio PJ e Ponto Final, mas se formos falar em cabeças de cartaz, o Duo Musical Nuno e Marina, com quatro datas agendadas (2, 9, 12 e 29 de Junho), é o nome que salta todos os anos à vista. São um casal e tocam juntos há 12 anos. “Eu cantava fado e começou como uma brincadeira”, conta Marina que se estreou com Nuno no Carnaval de Frielas. Em tempos eram três, o Trio Musical Portugal, mas é como duo que têm feito furor em casamentos, baptizados e arraiais pelo país fora – e até já tocaram na ilha das Flores, no Açores. Têm a agenda preenchida em Junho, “mas o alinhamento nunca é o mesmo”, explicam. “Depende do público.” Nos Combatentes, uma das prioridades são músicas que pedem “o esquema”, repetido todos os anos. “Uma música com uma coreografia dançada por toda a gente, de crianças aos mais velhos, de Emanuel a José Malhoa.” Promete.

Recomendado: Onde comer sardinha assada em Lisboa

Playlist Santos Populares 2018

Camera

"Você partiu meu coração", Nego do Borel

Camera

"O Ritmo do Amor", Emanuel

Publicidade
Camera

"A Garagem da Vizinha", Quim Barreiros

Camera

"Apita o comboio", Zimbro

Publicidade
Camera

"O Pai da Criança", Chave d'Ouro

Camera

"Amanhã de manhã", Doce

Publicidade
Camera

"Ai se eu te pego", Michel Teló

Mais festa em Lisboa

arraial da renovar a mouraria
©Carla Rosado
Coisas para fazer

Santos Populares 2018: 43 arraiais em Lisboa

A curtir todos os santos ajudam, mas nenhum ajuda tanto quanto o Santo António. Durante o mês de Junho (e ainda com alguns resquícios em Julho), o santo mais popular de Lisboa transforma a cidade num imenso arraial enquanto assiste, deliciado, ao sacrifício de milhares de sardinhas. Os grelhadores estão a aquecer, as cervejas estão a arrefecer e nós estamos mortinhos por viver um mês em festa. E queremos que nos faça companhia. Por isso dizemos-lhe tudo o que precisa de saber para aproveitar o melhor das festas mais bonitas da cidade mais linda. Bem populares ou alternativos, a escolha é sua. Mas não perca de vista a lista dos próximos arraiais em Lisboa, para se orientar nestes Santos Populares 2018. 

casa dos bicos por rui sousa
©Rui Sousa
Coisas para fazer

O melhor das Festas de Lisboa 2018

Desocupe a sua agenda porque vai precisar de espaço (e de muita energia) para o que se segue. Junho é provavelmente o mês em que os lisboetas menos dormem (ai arraiais, arraiais) mas é também o mês em que as olheiras são melhor toleradas no local trabalho, portanto comece por descontrair e siga os nossos conselhos até ao fim. As Festas de Lisboa arrancam oficialmente dia 1 de Junho e só nos deixam descansar lá para o final do mês, com um belo de um concerto de despedida a cargo de Gilberto Gil. Uma das grandes novidades de 2018 é a inauguração do Lu.Ca, o novo teatro municipal totalmente dedicado à criançada, no renovado Teatro Luís de Camões (Ajuda). A programação começa no Dia Mundial da Criança, que coincide com o pontapé de saída para uma maratona de exposições, festas, concertos e outras iniciativas dispersas pela cidade. Por falar em pontapé de saída, não se esqueça de acrescentar à sua lista de afazeres o acompanhamento do Campeonato do Mundo de Futebol. E rola a bola.

Publicidade
sardinhas
DR
Restaurantes

Onde comer sardinha assada em Lisboa

Cheiro a Lisboa é cheiro a sardinha assada. E não só quando faz frio, como diz a marcha popular – é especialmente, aliás, quando faz já algum calor. Chegado Junho já se instalou a necessidade de deitar a sardinha na brasa e logo depois no pão, deixá-la escorrer tudo o que pode, tirar a pele com a ponta dos dedos e limpar-lhe a espinha. Isto enquanto se ouve música pimba de qualidade e se põem manjericos ao luar. Se prefere o recato de um restaurante em vez do alarido de um arraial, escolha um destes cinco sítios para comer sardinha assada em Lisboa, bem perto dos festões para poder fazer seguir a noite. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com