Planos detox e menus personalizados para limpar o organismo

Marta Wahnon cria programas de detox de três dias, com sólidos e líquidos, para limpar o organismo e promover o bem-estar
marta wahnon be well
©DR
Por Inês Garcia |
Publicidade

Lisboa já está bem servida de restaurantes saudáveis que nos ajudam a fazer uma alimentação regrada. Mas de vez em quando é preciso parar e desintoxicar. Detox continua a ser palavra de ordem em pleno 2018 e há quem continue a achar que é banha da cobra, mas Marta Wahnon, que trocou as relações públicas pela cozinha saudável, garante que não. “Há alguma polémica em torno do termo, mas acredito que as pessoas estão cada vez mais informadas e cientes daquilo que se trata”, diz Marta.

Toda a gente pode fazer um detox. E não é só para perder peso, atenção. “Quando um cliente encomenda um plano alimentar de três dias, estará a fazer um processo de limpeza", explica Marta, defendendo que para que este programa seja completo "deve ser feito por três dias durantes três semanas”. Mas o que é isto, afinal? “Uma limpeza significa só por si eliminação de toxinas, limparmos os excessos cometidos o que, por consequência, nos leva a perder peso, desinchamos”, esclarece Marta, que começou o projecto Be Well há três anos.

O projecto entretanto tornou-se marca e a Be Well by Marta Wahnon tem já três modelos diferentes. Há o detox das sopas, o primeiro que fez, com quatro sopas por dia (50€) – ao pequeno-almoço come-se uma sopa de couve-flor e gengibre, ao almoço uma sopa de couve lombarda e chia, ao lanche uma de aipo e coentros e ao jantar uma sopa de beterraba. Há também o detox especial redução de peso, lançado há um ano e meio a pensar no Verão, com um kit para fazer três dias por semana durante três semanas e, por fim, o detox três passos, que são igualmente três dias por semana, num programa completo de três semanas (80€ por semana ou 204€ três semanas) mas com menus diferentes de semana para semana e com mais sólidos do que líquidos. A ideia deste último é precisamente “ajudar a pessoa a esquecer que está num regime enquanto está simultaneamente a limpar o organismo e a perder peso”, diz.

A melhor altura para começar um programa destes é no início da semana mas pode combinar directamente com Marta a melhor altura para ir buscar o pack. Além dos planos completos Marta tem também pratos e snacks à parte, para quem tem preguiça de fazer em casa.

Recomendado: Os melhores workshops de comida saudável em Lisboa

O detox continua nestes restaurantes saudáveis

Restaurantes

Os melhores restaurantes saudáveis em Lisboa

Saudável não é sinónimo de verde, light, vegetariano ou comida para passarinhos. E também não equivale a passar fome. Corremos a cidade para lhe trazer esta barrigada de restaurantes saudáveis em Lisboa. Bom apetite e muita saudinha.

Poke Bowls - Ceviche
Fotografia: Manuel Manso
Restaurantes

Sítios para comer poké bowls em Lisboa

Começaram a ficar famosas há uns anos em cidades como Nova Iorque ou Londres e Lisboa não quis ficar atrás. Não é preciso suar muito para encontrar este prato de pescadores havaianos, tradicionalmente feito com arroz, peixe cru e com um ou outro molho de influência oriental. Especialmente se estiver no centro da capital, onde se encontram variações com quinoa a substituir o arroz e ingredientes a temperar e apimentar o assunto para todos os gostos. Com jeitinho, nestes sítios para comer poké bowls em Lisboa ainda o deixam criar a sua receita vencedora. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com