Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Fique de olho e com o pé nestas marcas portuguesas de calçado
alpargatas bento
bento

Fique de olho e com o pé nestas marcas portuguesas de calçado

Dê a volta à cidade com Portugal nos pés e conheça as melhores marcas portuguesas de calçado

Por Francisca Dias Real
Publicidade

O calçado português tem fama e proveito, sobretudo lá fora, uma vez que se tornou num sector maioritariamente vocacionado para as exportações. Mas se há lição que já devíamos ter aprendido é que o que é nacional é bom, e se há altura para o provar é agora, comprando o que é nosso e apoiando os milhares de postos de trabalho que esta indústria gera no nosso país. As mãos dos portugueses são autênticas varinhas de condão para garantir a qualidade do que trazemos nos pés. Aqui apresentamos-lhe algumas das melhores marcas portuguesas de calçado, muitas delas sustentáveis e vegan, que deixam uma pegada ambiental reduzida, mas com estilo. 

Recomendado: Descubra estas marcas sustentáveis para compras online

 

Descubra estas marcas portuguesas de calçado

Bento
Bento
DR

1.  bento

Não há calçado mais despretensioso que um belo par de alpargatas para trazer na leveza dos meses quentes. A bento é uma nova marca de espadrilles 100% portuguesa, quer no design, quer na produção, que é feita com materiais naturais e confecção artesanal. A ideia e o conceito nasceram de uma viagem ao Japão por Mariana e Sofia, duas amigas que queriam criar uma marca que representasse a sua forma de estar descontraída e o estilo versátil do mindset japonês. Inspiradas na simplicidade e leveza das bento box japonesas (caixas de refeição), juntaram na equação a memória dos Verões de infância de alpargatas nos pés e a versatilidade de uma peça tão simples como esta. A marca assenta em três valores fundamentais – o minimalismo, a igualdade de género e o consumo consciente – e está disponível em dois modelos: o kawa, em pele e camurça, e as kiji, em tecido.

Augustha
Augustha
DR

2. Augustha

Se as aulas de História de Portugal lhe deixaram resquícios de informação, que sejam coisas como saber que a cidade de Braga se chamava Bracara Augusta. Isto só para não ser apanhado de surpresa quando lhe dissermos que Mónica Amaral se inspirou nessa nomenclatura para dar nome à sua marca de sapatos, a Augustha. São todos feitos em Portugal e conseguem unir o melhor de dois mundos: a qualidade intocável e a arte do que é feito minuciosamente à mão. Querem-se nos armários durante longos e largos anos, que a intemporalidade é característica que os marca, dos saltos altos aos mules ou sandálias. 

Publicidade
SANJO
SANJO
DR

3. Sanjo

Define-se agora como a “New Old Brand”, que é como quem diz a nova velha marca. Se houve necessidade de se reinventar em algum momento da sua longa vida, a Sanjo conseguiu fazê-lo carregando o peso de ser a primeira marca de sapatilhas portuguesas. Viam-se nos pés dos portugueses nos anos 1940, 50, 60 e 70, quase como parte do uniforme oficial do nosso país. O ADN original da marca continua muito presente, basta olhar para o selo lateral em cada par ou até mesmo para as icónicas solas riscadas dos modelos K100 e K200, que já trazem consigo mais de 80 anos desde a sua primeira versão. Ainda assim, há outros modelos com design diferente, para quem gosta de ter as tendências todas no armário. Resta referir que a produção se mantém 100% portuguesa, como se quer. 

Balluta
Balluta
©DR

4. Balluta

A marca portuguesa de sapatos vegan cria colecções com o menor impacto ambiental possível. Para isso, Catarina Pedroso utiliza técnicas tradicionais e materiais ecológicos. Cada sapato é visto como uma espécie de obra de arte usável com elementos orgânicos, como o couro vegano – feito de poliamida reciclada – e entrançado à mão ou os saltos feitos de cortiça revestida a folha de madeira. A marca terá sempre todas as colecções disponíveis, não fazendo quebras entre estações. E olhe que há sample sale para deitar o olho.

Publicidade
Zouri
Zouri
©DR

5. Zouri

Reinventar o calçado tradicional aliando-se à responsabilidade ambiental é o ponto de partida da Zouri, que fabrica sapatos vegan e 100% artesanais, com plástico recolhido na costa portuguesa, e produzidos em Guimarães. É lá que o plástico é trabalhado e misturado com borracha natural para formar a sola. Depois, entram no processo outros materiais, como o algodão orgânico e o piñatex, feito a partir de fibra de folhas de ananás. Sempre que é feita uma compra, a marca informa quais os materiais usados, as quantidades, a localização de onde foi apanhado o plástico e o nome da pessoa que o fabricou. Compre-os online.

CITADIN SHOES
CITADIN SHOES
DR

6. Citadin Shoes

Compras Chiado

A Citadin Shoes é uma marca de sapatos para homens, feitos em Portugal e que está no mercado nacional e internacional desde 2014. Funcionavam só online até abrirem a sua primeira loja na Rua Duques de Bragança, em Lisboa, onde pode encontrar as várias propostas de cada colecção – tudo com inspiração nas cidades mais emblemáticas do mundo. A Citadin Shoes apresenta mais de 20 modelos divididos por quatro categorias, Casual, Smart, Charmer e Boots, todos com um toque clássico mas com o conforto a ser posto em primeiro lugar – exemplo disso é a sola de borracha com pitons que mantém o sentido estético, mas aumenta o conforto.

Publicidade
NAE vegan shoes
NAE vegan shoes
NAE vegan shoes

7. Nae Vegan Shoes

O calçado da Nae, marca que nasceu em Lisboa, explora o mundo encantado das alternativas à pele, com sapatos feitos de plástico reciclado, microfibras biodegradáveis, borracha 100% natural, cortiça ou fibras de folha de ananás. Há opções para mulher e para homem, das botas às sandálias, dos cintos às malas. Pode comprar online, claro.

Walkest
Walkest
© DR

8. Walkest

A Walkest, de Amarante, é uma marca com uma forte consciência ecológica. Por cada par de calçado que Carlos Gonçalves vende online, o dono planta duas árvores – o objectivo é ajudar na reflorestação. A marca é produzida integralmente em Portugal e junta a paixão pela natureza ao savoir faire de artesãos com mais de 50 anos de experiência. À venda, além das botas originais (160€), também vai encontrar sapatos e acessórios. 

Publicidade
jOSEFINAS
jOSEFINAS
DR

9. Josefinas

Foi em 2016 que a Josefinas abriu a sua primeira loja física em Nova Iorque, e a não ser que viaje até à cidade que nunca dorme, a única oportunidade para comprar estes pares é online. A Josefinas, marca bracarense, ficou conhecida pelas suas sabrinas minimalistas e coloridas, mas já conta com várias colecções e modelos de botas, sandálias, mules, sapatilhas e até malas catitas. 

JAK shoes
JAK shoes
DR

10. JAK

A Jak Shoes  é uma marca 100% portuguesa fundada por dois empreendedores, Isabel Henriques e José Reffoios. Fundada em 2014, abriram mais tarde a flagship no Porto e a loja na Embaixada em Lisboa, já que até aí o universo online era o principal canal de vendas – coisa que retomam agora. A aposta é num conceito slow fashion, cujo objectivo passa por produzir produtos com maior qualidade e maior durabilidade. A produção das sapatilhas e sapatos da JAK é sustentável e tem base num fabrico artesanal e nacional.

Publicidade
AsPortuguesas
AsPortuguesas
DR

11. Marita Moreno

Nasceu há dez anos, mas só em 2018 é que a Marita Moreno se tornou uma marca mais amiga do ambiente. Para isso, começaram a usar materiais naturais, como o linho, rendas, madeira ou cortiça, e outros mais inovadores, como o piñatex ou placas de fibra de casca de banana. Algumas colecções têm modelos numerados e limitados. Além de estarem à venda na loja online em Portugal, o calçado e os acessórios da marca também se vendem em França, Itália, Alemanha e EUA.

AsPortuguesas
AsPortuguesas
DR

12. AsPortuguesas

AsPortuguesas entraram no mercado de calçado português com uma colecção de chinelos de dedo feitos à base de cortiça. Durante algum tempo, eram o único produto do catálogo, mas com os pedidos da clientela e o evoluir do negócio lançaram uma linha de sapatos. A marca trabalha com matérias-primas 100% naturais. Além deste material, também usam feltro natural para o fabrico dos sapatos.

Publicidade
hARPER
hARPER
DR

13. Harper

A Harper é daquelas marcas a que é difícil resistir pela versatilidade dos modelos. É 100% portuguesa e tem desde o mocassin básico à sandália metalizada para dar nas vistas, sempre com a qualidade e durabilidade que um sapato deve ter. Os rasos vencem em qualquer ocasião, basta navegar pelo site da Harper para perceber que a elegância pode vir de rasteiros.

Pallas
Pallas
Pallas

14. Pallas

Fundada por Carolina Palla Neves, em 2014, a Pallas cultivou um visual ecléctico, com mistura de padrões e texturas, design original e, claro, feitas por cá. Começou por ser uma marca de malas e a coisa cresceu para outros produtos, como o calçado, tornando as botas estilo vaqueiras no ex-libris da Pallas. Mas também há sandálias, sapatilhas e mules para compor o look.

Publicidade
MARAY
MARAY
DR

15. Maray

Palmilhar uma cidade de uma ponta a outra não é fácil, mas ajuda se os sapatos forem rasos. A Maray veio responder a essa necessidade com modelos cheios de pinta que pode encontrar em colecções cápsula exclusivas na loja online. A história da marca é simples. Rita Corrêa Mendes sempre preferiu o conforto dos rasos, mas era difícil encontrar sapatos que se adaptassem à sua maneira de ser, por isso idealizou a Maray. Depois de um breve tempo adormecida, a marca regressou em força agora com Joana Trigueiros como directora criativa da marca, juntando-se à equipa. A maior parte dos modelos tem inspiração étnica, mas sempre com um carimbo citadino. Botas, mocassins ou mules: a escolha é de quem compra, mas nunca falha nem a cor nem os padrões. A produção da Maray é portuguesa – ou não fosse o know-how nacional nesta área um cartão de visita da indústria – feita por artesãos experientes que têm o maior cuidado no que toca aos acabamentos de cada modelo.

Nobrand
Nobrand
DR

16. Nobrand

Criada em 1988 e com a fábrica a produzir incessantemente em Felgueiras, a Nobrand é uma marca que se orgulha de reinventar os modelos clássicos de sapatos, dando-lhes um ar contemporâneo e moderno, ou, como a marca gosta de dizer, "com um pé no passado e outro no futuro". Há modelos de mulher e homem com botas, sapatilhas e sapatos mais formais. 

Publicidade
LEMON JELLY
LEMON JELLY
DR

17. Lemon Jelly

A Lemon Jelly tornou-se famosa graças ao seu calçado colorido, impermeável e feito com plástico. O catálogo da marca conta com botas, botins e sapatos, todos com aroma a limão. Entre as várias colecções que foram lançadas há uma de botas 100% recicladas – é o caso das que vê na fotografia. Em 2019, a marca tornou-se oficialmente vegan e reconhecida pela PETA. 

Alameda Turquesa
Alameda Turquesa
Alameda Turquesa

18. Alameda Turquesa

Fundada por um duo de mãe (Ana) e filha (Carolina), a Alameda Turquesa ficou conhecida pelo uso de pompons e fitas coloridas. O catálogo da marca inclui botas, sapatos de salto alto, sapatilhas, malas, pulseiras, brincos e até uma linha para noivas. Tudo feito à mão e em Portugal. 

Compras em português

Comida, Snaks, Ippie Foods
©DR

Marcas portuguesas de snacks saudáveis

Restaurantes

A pensar na sua rica saúde, e para evitar que devore todas as embalagens de bolachas e tabletes de chocolate, damos-lhe a conhecer cinco marcas portuguesas de snacks saudáveis. Fruta desidratada, snacks com base de feijão vermelho, grão-de-bico ou ervilhas, pipocas cobertas com chocolate (sim, são saudáveis) e mini bolinhas energéticas de manteiga de amendoim são alguns dos que pode encontrar nesta lista. 

Publicidade
vestidos de noiva
Joana Montez

Marcas portuguesas para noivas

Compras

Há mais de uma dezena de marcas portuguesas com uma palavra a dizer na hora de compor a noiva. O visual é para ser cuidado da cabeça aos pés e há muito que decidir, desde o penteado até ao calçado, desde os clássicos saltos de alto às propostas mais práticas, como as sabrinas e as sapatilhas brancas, para noivas precavidas que não sabem se vão querer fugir a sete pés antes do apito final. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade