A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Os melhores fotógrafos de casamento
Carlos Porfirio/ Laranja Metade

Os melhores fotógrafos de casamento para um álbum de arromba

Marcou a data, mas ainda não encontrou o fotógrafo de casamento perfeito? Com um destes profissionais, terá o álbum com que sempre sonhou.

Raquel Dias da Silva
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Para além do conhecimento técnico, fotografar casamentos requer compromisso e sensibilidade. O melhor álbum não é composto pelas tradicionais fotografias dos noivos e dos convidados, mas de detalhes e momentos genuínos: o bouquet de flores, um abraço dos padrinhos ou os brincos da noiva, outrora da sua mãe e da mãe da sua mãe antes disso. Não há um casamento igual a outro e nem sempre o fotógrafo perfeito para uma cerimónia tradicional na igreja é o melhor para uma boda na praia, de pés na areia. Felizmente para si, a lista de fotógrafos de casamento está feita. Não há desculpas para deixar que o registo seja feito pelos smartphones dos seus amigos ou pela câmara antiga do seu pai (que não funciona assim tão bem, ao contrário do que o seu progenitor gosta de apregoar). O preço? Bem, a cerimónia é religiosa ou simbólica? Precisa do fotógrafo durante meio dia ou um dia inteiro? Veja se não dá cabo do orçamento, se calhar vai ter de reduzir no catering: o que é que lhe interessa mais? Conquistar os convidados pelo estômago ou fazer furor no Instagram? Nós cá gostamos de comida, mas também se come com os olhos.

Recomendado: Os melhores fotógrafos de família para álbuns inesquecíveis

Fotógrafos de casamento

  • Compras
  • Artigos para noivas
  • Baixa Pombalina

Os The Framers Filipa e Rodrigo são uma dupla apaixonada: não só um pelo o outro como por fotografar casamentos. A preto e branco ou a cores, todos os grandes momentos do dia são eternizados, sem que o noivo e a noiva tenham de competir pelos holofotes. Para além dos sempre esperados retratos (afinal, os olhos são o espelho da alma), procuram ângulos invulgares, mas também envolver-se discretamente na festa para criar imagens espontâneas, divertidas ou emocionais. E depois é folhear o álbum e ver as senhoras todas a trocar de sapatos (saltos durante um dia inteiro é fruta a mais), o caçula da família a chorar mais um bocadinho ou, quando ninguém está a ver (pensam eles, claro), um beijo terno do pai para o filho. Habitualmente os fotógrafos estão disponíveis entre oito a 12 horas e são entregues cerca de 700 a 800 fotografias.

Hugo Coelho
Hugo Coelho

Hugo Coelho

Hugo Coelho acredita que “fotografar casamentos é mais do que uma profissão”. É ter sobretudo o prazer de documentar momentos com “uma carga simbólica tão grande que passa para lá das imagens”, por entre sorrisos, lágrimas e gargalhadas (às vezes tudo misturado; e não será bom sinal chorar de tanto rir?). Depois da cerimónia, segue-se a festa e as fotografias das solteiras loucas com o bouquet das flores, dos noivos a dar um beijinho (assim não tão) discreto ou dos amigos a dominar a pista de dança.

Publicidade
Maria Imaginária
Crédito: Pedro Verde/ Maria Imaginária

Maria Imaginária

“Gostamos de sentir-nos como convidados e amigos no casamento, para que o nosso trabalho possa reflectir um olhar próximo das emoções vividas nesse dia”, explica a dupla por detrás da Maria Imaginária. Nuno e Pedro são amigos desde a escola primária. A viver em Lisboa, estão disponíveis para fotografar e filmar casamentos em todo o mundo. 

  • Miúdos
  • Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Formada pelo Instituto Português de Fotografia, Adriana Morais já está na nossa lista de melhores fotógrafos de miúdos, mas a sua especialidade é, na verdade, a fotografia de casamento. Promete evitar clichés e capturar momentos genuínos, de forma documental, mas sempre moderna e criativa. Apaixonada pela força do amor, também fotografa sessões de noivado – para que os apaixonados possam estar mais à vontade, sem se preocuparem com os canapés ou com o miúdo irrequieto, filho da prima em segundo grau. O preço depende do que precisa (há casamentos que duram horas e outros que se consumam em quinze minutos numa conservatória qualquer), mas as sessões de noivado ou de “rock the dress” (para que a noiva não tenha de partilhar as atenções nem com o futuro marido) duram 2 horas e custam 300€ (150 fotografias em DVD).

Publicidade
  • Compras
  • Artigos para noivas
  • Sete Rios/Praça de Espanha

“O que mais me agrada em fotografar uma história de amor é poder contá-la através dos detalhes e da luz”, confessa Cláudia, por detrás da Hello Twiggs. Por isso, conte com imagens iluminadas, por vezes pelos tons laranja do pôr-do-sol, mas também por candeeiros interiores. Ah, prepare-se: esta fotógrafa também gosta que os retratados “construam a sessão fotógrafica” consigo. Destacamos ainda a sessão “farewell dress”, uma despedida ao vestido até duas horas e meia, que inclui 100 a 150 fotografias.

Look Imaginary
Look Imaginary

Look Imaginary

Look Imaginary, mais uma dupla: Orsi e José são um casal e já fotografam juntos há pelo menos dez anos. Focam-se nas emoções cruas (parece ser um requisito para entrar na nossa lista, mas estas até vêm com um bocadinho de grão, com aquele ar de serem antigas) e prometem captar – a preto e branco ou a cores – desde os raios do sol aos padrões que, acidentalmente, combinam (como a cor do vestido da prima da noiva com a das toalhas de mesa).

Publicidade
  • Compras
  • Artigos para noivas
  • São Sebastião

Diz-se que, algures por aí, todos temos a nossa metade da laranja. Por outro lado, a Laranja Metade tem das melhores equipa de fotógrafos e videógrafos de casamento. Crentes na essência do momento, são sobretudo fotojornalistas com uma visão contemporânea e uma estética arrojada. Não há cá poses forçadas, mas há muitos tesouros para recordar: como a noiva a dançar a macarena ou a tia avó a acabar com o prato dos pastéis. O preço começa entre os 1150,00, para vídeo, e os 1250,00 Euros (+ IVA), para fotografia. Mas o melhor é enviar um email a explicar o que é que pretende. Porquê? Porque tem de decidir se só quer fotografias ou se o dia também merece ser filmado, por exemplo. A sua mãe é capaz de gostar de ter um episódio, mais emocional do que qualquer temporada de novela, disponível para o resto da eternidade (se o casamento for de vento em pôpa, claro; caso contrário é provável que as provas sejam eliminadas).

  • Coisas para fazer
  • Grande Lisboa

A forma muito própria de ver o mundo de Carlos Pimentel, que fotografa casamentos dentro e fora de Portugal, reflecte-se nas imagens que regista, criativas e cheias de vida, “bem ao estilo do fotojornalismo”. A cores e a preto e branco, os momentos captados são sempre respeitados, dos mais sérios aos mais descontraídos. Muito recomendado por outros noivos, é também um dos responsáveis pelo projecto “Casar é Fixe”, que promete eternizar um dos dias mais especiais da sua vida com o máximo de atenção ao detalhe.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Campo de Ourique

It's All About é um projecto de fotografia de casamento a dois. Os responsáveis são o casal José e Catarina, que por força do acaso acabaram a olhar com paixão para os casamentos dos outros e a emprestar-lhes a sua própria perspectiva sobre o amor. E não há detalhe que lhes escape, desde os convites às mesas, do primeiro momento à hora de descruzar os talheres. A atenção está nos pormenores, na luz, nas expressões faciais e na genuidade dos momentos, que além de fotografados também podem ser filmados. 

  • Coisas para fazer
  • Beato

Pedro Vilela gosta de dizer que, mais do que um contador de histórias, documenta a vida tal como ela é, criando heranças visuais e recordações intemporais. Com um olhar atento e uma veia criativa, espere fotografias fora da caixa, com caras divertidas e muito movimento, fazendo do seu casamento único e irrepetível. Desde os bastidores da cerimónia ao primeiro momento em que os noivos se vêem, da menina das alianças a seguir a noiva pelo altar até aos convidados a divertirem-se.

Publicidade
  • Coisas para fazer
  • Lisboa

Rui Gaiola é o fotógrafo por detrás de Golden Days, um projecto de “alma e coração”, dedicado a fotografar casamentos dentro e fora de Portugal. Da luz em tons de caramelo, que evoca a nostalgia das fotografias de Verão dos anos 70, ao estilo natural e focado em emoções e momentos, este fotógrafo sediado em Lisboa promete registos genuínos e muitos frames a fazer lembrar contos de fadas.

  • Coisas para fazer
  • Encarnação

Foi na rua que Luís Rosado começou a interessar-se pelo factor humano, compondo histórias quotidianas atrás da lente em registo analógico. A street photography servia um propósito, mas a vontade em captar a profundidade emocional combinada com o meio, levou-lhe a estrada para um outro tipo de fotografia; intimo e documental, a estética o fotógrafo lisboeta foi-se modificando, trazendo um tipo de abordagem pouco focada na pose e mais na acção.

Tenha o casamento perfeito

  • Restaurantes

Já todos sabemos, um passo em falso e pode ir tudo por água abaixo. Por isso respire fundo que nós temos a solução: restaurantes com vista para o rio ou para o mar, com aquários de medusas ou com pátios interiores, com massagens ou pratos de trufas. Todos eles românticos q.b. para que o momento do "sim" (esperemos) seja especial. Fizemos-lhe uma lista com os melhores restaurantes para o pedido de casamento em Lisboa onde pode ser lamechas à vontade. Só não vale enfiar o anel numa flute de espumante. Boa sorte.

  • Compras
  • Moda

Ano novo, novos casamentos. Se as noivas estão a mil, as convidadas não andam muito longe. Há quem tenha um, dois, três, quatro, cinco casamentos até ao final de 2019, o que faz da caça ao vestido uma tarefa das mais duras que há. Se for da equipa das precavidas, já vai ter tudo decidido e pronto a vestir. Se tem andado a empurrar com a barriga, então esta lista das 14 melhores lojas com vestidos de casamento para convidadas em Lisboa vai dar-lhe jeito. Não tem de quê.

Publicidade
  • Compras

Daqui para a frente, já sabemos como é que vai ser: casamento atrás de casamento, um non stop de vestidos brancos e marisco a dar com um pau. Mas, no que toca ao grande dia, a gamba do Algarve não é o único produto nacional. Há pelo menos oito marcas portuguesas que têm uma palavra a dizer na hora de compor a noiva. Do vestido aos sapatos, das jóias ao bouquet, se não for para este ano, ficam já de olho para o próximo.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade