Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Um roteiro das melhores lojas na Rua Augusta

Atenção, continuamos a tentar dar-lhe a informação mais actualizada. Mas os tempos são instáveis, por isso confirme sempre antes de sair de casa.

Casa Macário
Manuel Manso

Um roteiro das melhores lojas na Rua Augusta

Moradas históricas e espaços recentes. Anote as lojas na Rua Augusta que merecem uma visita

Por Maria Ramos Silva e Francisca Dias Real
Publicidade

Depois de Santa Catarina, no Porto, a Rua Augusta é a rua pedonal com mais tráfego do país. É verdade que está cheia de turistas, mas sugerimos várias paragens muito recomendáveis para lisboetas. Entre toldos estridentes, montras atafulhadas de souvenirs e esplanadas lotadas, resistem lojas históricas e alguns espaços contemporâneos que merecem uma paragem na Rua Augusta. Esta rua é para percorrer a pé, de olho no comércio local, à cata do trigo entre o joio e tentando desviar-se dos turistas. Venha daí com todo o fair play: este é um roteiro pelas melhores lojas na Rua Augusta, em Lisboa. 

Recomendado: Vamos às compras? Estas são as melhores lojas no Chiado

Um roteiro das melhores lojas na Rua Augusta

casa macário
casa macário
©DR

1. Casa Macário

Compras Chocolates e doces Baixa Pombalina

São mais de cem anos de actividade, uma actividade que se enche de garrafas, cafés, chás e uma série de outras especialidades. Muito antes da moda moderna das mercearias finas já dava cartas a Casa Macário, fundada em 1913. E se nos primeiros tempos de vida esta instituição da Baixa se dedicava apenas à venda de cafés e chás, acolhendo os lotes acabados de chegar das antigas colónias portuguesas, desde 1970 que o catálogo se alargou a vinhos do Porto, aguardentes e whiskeys.    

2. Madeira House

Compras Baixa Pombalina

Azulejos, cerâmica, bordados. É um facto que os turistas têm tudo para ser o público alvo da Madeira House, mas não há razão para ficar à porta a suspirar por aquela toalha que ficava mesmo a matar lá em casa, nem que seja numa ocasião especialíssima. 

Publicidade
PHIL BOUTEFEU

3. Vans

Coisas para fazer Baixa Pombalina

Podia ser apenas mais uma loja de ténis, mas a nova loja Vans, no n.º254 da Rua Augusta, promete ser bem mais que isso. É a maior loja da marca na Península Ibérica e a sua primeira flagship store em Portugal. O calçado desportivo, a roupa e os acessórios serão apenas uma das razões para ficar a conhecer este espaço. No interior da loja com uma fachada tipicamente pombalina, vai encontrar um exemplar gigante da bota Sk8-Hi, umas originais escadas em forma de half-pipe ou vitrines museu da Vans com colecionáveis da marca que lhe vão proporcionar uma uma experiência Off the Wall – lema da marca americana desde 1966.

4. Londres Salão

Compras Baixa Pombalina

Sedas naturais, lãs, algodões, piquet e lantejoulas. O tecido a metro ganha outra vida na Londres Salão, casa fundada em 1950 – um espaço anteriormente ocupado por uma alfaiataria inspirada nos espaços congéneres de Piccadilly. É daqueles destinos de interesse público, devidamente classificado, onde nenhum pormenor é deixado ao acaso, da decoração à proveniência das matérias-primas. A exuberância da montra não passou despercebida à rainha D. Isabel II, aquando da sua visita a Portugal em 1957. 

Publicidade

5. Sapataria Lord

Compras Baixa Pombalina

Corria o ano de 1941 quando a Lord abriu portas como chapelaria para cavalheiros. Não tardou a que o calçado, as gravatas e as malas se juntassem ao recheio da loja. Tempos houve em que o chapéu estava para a indumentária como hoje o telemóvel está para o kit de sobrevivência diária. De tal forma que tinha uma oficina de chapelaria e as suas caixas altas para chapéus faziam furor. 

6. Sapataria Lisbonense

Compras Baixa Pombalina

As suas origens fazem-nos recuar a 1887 e quando falamos de "calçado para a vida" (ou pelo menos para boa parte dela) convém referir a Lisbonense, uma verdadeira instituição da rua, ou ruas, uma vez que se estende para os Correeiros e Assunção. Linha ortopédica, modelos para desporto, sapatos para criança e linhas clássicas para homem e mulher continuam a definir esta morada. 

Publicidade

7. Typographia Lisboa

Compras Baixa Pombalina

Vestem-se desde 2010, estão entre as t-shirts mais cool da capital, já chegaram a Espanha e livre-se de pensar que servem apenas para os forasteiros levarem para casa em forma de recordação da cidade. Está a ver aqueles formatos "I (inserir coração) Lisboa"? Esqueça, isto é todo um outro mundo.

8. Casa Canadá

Compras Baixa Pombalina

Se procura malas, carteiras, pastas, malas de viagem e vestuário em pele chegou ao país certo. Perdão, à loja certa. Não se deixe levar pelo nome, que a Casa Canadá é um bastião alfacinha desde 1920. E também tem primeiro andar, um clássico de muitas outras lojas da zona. 

Publicidade

9. Sapataria Arte

Compras Baixa Pombalina

É um destino discreto e elegante na Baixa, com as suas ofertas com ar duradouro. Falamos de sapatos, para eles e para elas, um negócio encetado na ida década de 50 do século por Hugo Santa Cruz Barbeitos. Entretanto, a loja conheceu remodelação no final dos anos 90, mas o espírito mantém-se. 

Casa Pereira da Conceição
Casa Pereira da Conceição
DR

10. Casa Pereira da Conceição

Compras Chocolates e doces Baixa Pombalina

O nome Lilliput Lane poderá dizer-lhe pouco, mas se pensar naquelas típicas miniaturas de casinhas inglesas está quase tudo dito. Foi em 1933 que pai e filho Pereira da Conceição abriram esta morada, então mercearia fina, que se tornou famosa pelos seus chás e cafés, chocolates, rebuçados, porcelanas e leques. Sim, leques, que se destacavam pelo seu marfim ou madrepérola. Confira todos estes acessórios na montra, e aproveite para entrar, claro. Atente na decoração e no mobiliário em estilo Luís XVI. 

Publicidade

11. Margarida Pimentel

Compras Baixa Pombalina

Depois de 15 anos no CCB, em 2016 Margarida Pimentel instalou as suas jóias de autor num segundo espaço, agora em plena Baixa alfacinha. São peças únicas de edição limitada, para ver a poucos metros de distância do famoso Arco da Rua Augusta. 

Às compras em Lisboa

shon mott
Fotografia: Inês Félix

As melhores lojas no Príncipe Real

Compras

Algumas das melhores concept stores em Lisboa têm morada no Príncipe Real, mas também há espaço para designers portugueses no bairro mais cool da cidade, onde há uma porta aberta a cada dois passos. 

pikikos
Fotografia: Manuel Manso

As melhores lojas em Campo de Ourique

Compras

Paços de Ferreira está para o móvel como Campo de Ourique está para as lojas de bairro, sobretudo as de família. Não há rua neste bairro sem uma montra que arranque suspiros babados e que não nos desperte uma vontade imensa de abrir os cordões à bolsa para comprar qualquer coisa para os miúdos, para nós ou lá para casa. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade