A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
O Menino Nicolau – A Felicidade Não Pode Esperar
©DRO Menino Nicolau – A Felicidade Não Pode Esperar

Festa do Cinema Francês: sete filmes a não perder

O cinema francês volta a fazer a festa em Lisboa, entre 26 de Outubro e 6 de Novembro. Escolhemos sete fitas, do novo ‘Maigret’ a uma animação do Pequeno Nicolau, passando por comédias, dramas e filmes de época.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

O Outono traz consigo a Festa do Cinema Francês, que vai percorrer o país entre 26 de Outubro e 20 de Novembro. Em Lisboa, vai estar no Cinema São Jorge (26 de Outubro a 6 de Novembro), na Cinemateca (2 a 30 de Novembro) e nos Cinemas NOS Amoreiras (8 a 11 de Novembro), indo também a Almada, Coimbra, Oeiras, Porto, Faro, Viseu, Évora, Lagos e Funchal. Às secções habituais que compõem a Festa do Cinema Francês junta-se este ano uma nova, dedicada à gastronomia e denominada Cinema à Mesa. Seleccionámos sete títulos de entre toda a programação, que pode ser consultada aqui.

Recomendado: As melhores coisas para fazer este mês

Festa do Cinema Francês: sete filmes a não perder

Maigret e a Rapariga Morta

De Patrice Leconte

Depois de actores como Pierre Richard, Jean Gabin Bruno Cremer e até Rowan Atkinson terem personificado o inspector Maigret de Georges Simenon na televisão e no cinema, cabe agora a Gérard Depardieu interpretar o lendário polícia parisiense nesta realização do veterano Patrice Leconte. Maigret investiga o caso de uma rapariga encontrada morta numa praça de Paris, usando um caríssimo vestido de noite.

A Brigada

De Louis-Julien Petit

Audrey Lamy e François Cluzet encabeçam o elenco desta comédia sobre uma chef chamada Cathy Marie, cujo sonho sempre foi ter o seu próprio restaurante. Mas chegou aos 40 anos e ainda não o realizou. Ainda por cima, está com pouco dinheiro e por isso aceita um emprego na cantina de um abrigo para jovens migrantes. A princípio, detesta o que está a fazer, mas as coisas começam a mudar quando decide dar formação àqueles.

Publicidade

Madeleine Collins

De Antoine Barraud

Judith Fauvet (Virginie Efira) tem um segredo: leva uma vida dupla, entre a França e a Suíça. Dois amantes, dois filhos de um lado, uma filha do outro. Ninguém sabe disto, nem a sua família, mas a situação é cada vez mais insustentável e, aos bocadinhos, o frágil verniz de mentiras, subterfúgios e segredos que cobre as duas vidas de Judith começa a desfazer-se. Com Jacqueline Bisset, Quim Gutiérrez, Valérie Donzelli e Bruno Salomone.

Toda a Gente Gosta de Jeanne

De Céline Devaux

Esta primeira longa-metragem da realizadora Céline Devaux, uma comédia dramática, foi rodada em Lisboa. Jeanne (Blanche Gardin) é uma empresária falida de 40 anos, que tem que vir a Lisboa para vender o apartamento da sua falecida mãe. À chegada, no aeroporto, encontra um antigo colega de escola, algo excêntrico e um pouco intrusivo. Marthe Keller, Laurent Lafitte e Nuno Lopes também fazem parte do elenco.

Publicidade

Irmão e Irmã

De Arnaud Desplechin

Melvil Poupaud e Marion Cotillard são os principais intérpretes do novo filme do realizador de Reis e Rainha, Um Conto de Natal e Roubaix, Misericórdia, que competiu no Festival de Cannes. Em Irmão e Irmã, Arnaud Desplechin põe em cena dois irmãos, Alice e Louis, ela actriz, ele poeta e professor. Alice odeia o irmão e não se vêem há 20 anos. Mas a morte do pai e da mãe vai levar a que tenham que se reencontrar e enfrentar.

Delicioso

De Eric Besnard

Filme de época e gastronomia fazem par em Delicioso, a história de Pierre Manceron (Grégory Gadebois), um cozinheiro que se vê despedido pelo aristocrata para quem trabalha, o duque de Chamfort, pouco antes de eclodir a Revolução Francesa. Decide então estabelecer-se por conta própria e abrir um restaurante, juntamente com uma jovem que quer aprender a cozinhar, Louise (Isabelle Carré). A ideia irá trazer-lhes fama e muitos clientes – e também alguns inimigos.

Publicidade

O Menino Nicolau – A Felicidade Não Pode Esperar

De Amandine Fredon e Benjamin Massoubre

Depois dos filmes de imagem real, o Menino Nicolau, criado originalmente por Sempé e René Goscinny em banda desenhada, chega agora ao cinema de animação. Os seus dois falecidos “pais” também são protagonistas desta longa-metragem (vozes de Laurent Lafitte e Alain Chabat, respectivamente) em que Nicolau interage com eles, ao mesmo tempo que vive várias peripécias em casa, na escola e nas ruas de Paris.

Mais cinema

  • Filmes
  • Romance

O Outono comporta algo de profundamente poético na sua melancolia, e o cinema nunca lhe ficou indiferente. Não é que procuremos um masoquismo induzido quando os olhos se fixam no ecrã, mas fugir desse cliché soa quase a anti-natura.

Publicidade
  • Filmes

Devido à pandemia e ao confinamento, e tal como havia sucedido no ano passado, 2021 tem sido um ano atípico para o cinema, com as salas encerradas durante vários meses. Mas os cinemas estão de novo abertos e as estreias sucedem-se em grande número todas as semanas, como que para compensar a ausência de filmes durante tanto tempo.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade