Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Festa do Cinema Francês: cinco filmes a não perder
"Branca como Neve"
Anne Fontaine "Branca como Neve"

Festa do Cinema Francês: cinco filmes a não perder

O cinema francês volta a fazer a festa em Lisboa, entre os dias 3 e 13 de Outubro. Se tiver de escolher, veja estes cinco filmes.

Por Eurico de Barros
Publicidade

Para assinalar a edição número 20, a Festa do Cinema Francês (de quinta-feira a dia 13, no Cinema São Jorge e na Cinemateca) acrescentou à programação uma secção especial, com uma selecção dos filmes mais significativos que foram vistos nesta mostra ao longo dos anos. No resto, a Festa mantém o formato habitual com as antestreias, o espaço de fitas para os mais jovens, o Ciclo Acid, uma retrospectiva (dedicada este ano a Jean-Louis Trintignant), uma homenagem a Agnès Varda, o Foco Portugal-França e as Sessões Escolares. Depois de Lisboa, a Festa do Cinema Francês entra em itinerância e passa por outras sete cidades.

Recomendado: Sete policiais franceses para noites de insónia

Festa do Cinema Francês: cinco filmes a não perder

“L'Empereur de Paris”

De Jean-François Richet

Na França napoleónica, François Vidocq tornou-se uma lenda, ao abandonar o submundo onde ganhou a sua reputação, e passar a trabalhar para a polícia e contra os antigos companheiros de crime, tendo-se tornado no primeiro director da Polícia Nacional de França, e no pai da criminologia moderna. Vincent Cassel personifica Vidocq neste filme biográfico e de aventuras.

Cinema São Jorge. Sex (4) 19.00

“Varda Por Agnès”

De Agnès Varda

Falecida há alguns meses, Agnès Varda é homenageada com a exibição de cinco dos seus filmes. Um deles é Varda por Agnès, o último que realizou, e no qual a realizadora belga passa em revista, através de imagens e fotografias, a sua obra cinematográfica e fotográfica, e a sua vida, e partilha a sua forma de ver o mundo, a arte e o cinema.

Cinemateca. Sex (4) 21.30

 

Publicidade

“Branca como Neve”

De Anne Fontaine

O cinema não consegue deixar Branca de Neve em paz. Depois de Hollywood ter voltado à personagem, é agora a vez da realizadora Anne Fontaine pegar na história e passá-la para os nossos dias. Aqui, Branca de Neve é Claire (Lou de Laâge). A madrasta má é Isabelle Huppert, que gere o hotel que herdou do falecido marido, e em vez de sete anões, há sete homens que sucumbem à beleza de Claire.

Cinema São Jorge. Sex (4) 21.30

“Hors Normes”

De Olivier Nakache e Éric Toledano

Bruno (Vincent Cassel) e Malik (Reda Kateb) dirigem há 20 anos associações de apoio a jovens autistas, e entram em conflito com a Segurança Social. Uma fita dos autores de dois dos maiores sucessos recentes do cinema francês, Amigos Improváveis e O Espírito da Festa.

Cinema São Jorge. Sáb (12) 21.30

Publicidade

“Les Plus Belles Années d'une Vie”

De Claude Lelouch

Pela terceira vez, os amantes de Um Homem e Uma Mulher, e Um Homem e Uma Mulher: 20 Anos Depois, voltam a encontrar-se, agora no crepúsculo das suas vidas, e Jean-Louis Trintignant e Anouk Aimée são mais uma vez filmados por Claude Lelouch. O filme é exibido na retrospectiva que a Festa do Cinema Francês faz de Trintignant, e que inclui mais cinco títulos da longa e rica filmografia do actor.

Cinemateca. Sáb (12) 21.30

Mais cinema em Lisboa

Sala de Cinema
Fotografia: Manuel Manso e Rui Pita

As melhores salas de cinema de Lisboa

Filmes

Com o calor de rachar catedrais que tem estado em Lisboa, encontrar refúgio num cinema é fazer o milagre da Primavera em pleno Verão. Mas oásis com ecrã e ar condicionado há muitos.  A Time Out avalia por objectivos as melhores salas de cinema da cidade.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade