Filmes na Netflix que ganharam o Óscar de Melhor Filme

Nunca é tarde para se pôr a par dos filmes que no passado foram eleitos os melhores do ano pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas. Para ver ou rever na Netflix.

Todos os filmes desta lista ganharam o Óscar de Melhor Filme. Estão na Netflix e são bons à primeira, à segunda e à terceira. Não se esqueça que o catálogo do serviço de streaming vai sofrendo alterações e por isso alguns filmes desaparecem ao fim de algum tempo. Aproveite para rever agora estes que lhe sugerimos.

Filmes na Netflix que ganharam o Óscar de Melhor Filme

Braveheart - O Desafio do Guerreiro (1995)

Foi o filme que deu a glória a Mel Gibson, que acabaria por vencer também o Óscar de Melhor Realizador. Um retrato do guerreiro escocês William Wallace (interpretado pelo próprio Gibson), que mata os soldados de um senhor feudal inglês, acabando por impulsionar uma revolta épica. Um enredo histórico sobre como os povos escoceses lutaram contra a opressão inglesa no século XIII.

 

O Paciente Inglês (1996)

Foi o grande vencedor da cerimónia dos Óscares em 1997 ao conquistar nove das 11 categorias para as quais estava nomeado. A história do romance entre Almasy (Ralph Fiennes),  um piloto terrivelmente queimado, e a enfermeira Hana (Juliette Binoche), durante a Segunda Guerra Mundial, é já um clássico. O Paciente Inglês é uma adaptação do romance de Michael Ondaatje sobre amor e perda em tempos de guerra. O livro recebeu o Booker Prize em 1992.

 

Publicidade

Uma Mente Brilhante (2001)

Estava nomeado para oito Óscares e amealhou metade das estatuetas, entre as quais a de Melhor Filme. Realizado por Ron Howard e protagonizado por Russel Crowe, Uma Mente Brihante conta a história do matemático John Forbes Nash, um génio que sofre de esquizofrenia, doença que ameaça a sua prodigiosa carreira. O filme é a adaptação da biografia escrita por Sylvia Naser. 

Chicago (2002)

Bob Fosse dirigiu em 1975 o musical da Broadway Chicago, três anos depois de ter vencido o Óscar para Melhor Realizador com o filme Cabaret. E quase que foi o eleito para a cadeira de realizador desta adaptação do musical para cinema que trouxe para a tela a história das assassinas de ocasião Velma Kelly (Catherine Zeta-Jones), artista de vaudeville, e Roxie Hart (Renée Zellweger), uma dona de casa desesperada por ser cantora. O advogado Billy Flynn é interpretado por Richard Gere. Passado em Chicago nos anos 20, este foi o primeiro musical a vencer o Óscar para Melhor Filme desde Oliver!, em 1968. A vitória de Zeta-Jones na categoria de Melhor Actriz Secundária deixou sentadas Kathy Bates (As Confissões de Schmid), Meryl Streep (Inadaptado) ou Julianne Moore (As Horas).

Publicidade

O Senhor dos Anéis - O Regresso do Rei (2003)

À terceira foi de vez. É um dos três filmes mais premiados de sempre na história dos Óscares, ao lado de Titanic e Ben-Hur com 11 nomeações, mas foi preciso chegar ao último episódio da saga para a Academia o eleger o melhor do ano. Quase que soube a prémio de carreira para o produtor e realizador Peter Jackson, que começou a sua nos anos 80 com os filmes de culto Carne Humana Precisa-se (Bad Taste) e Feebles. Principalmente, porque entre O Senhor dos Anéis - A Irmandade do Anel (2001), que chegou a ser nomeado para melhor filme e realizador, e O Senhor dos Anéis - As Duas Torres (2002), a equipa da Terra Média acumulou 30 nomeações e guardou seis Óscares no bolso. Às quais acrescentaram as de O Senhor dos Anéis - O Regresso do Rei que venceu tudo o que tinha para vencer, incluindo preciosas estatuetas para Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Argumento Adaptado.

The Departed: Entre Inimigos (2006)

Para derrubar a máfia irlandesa de Boston, a polícia envia um dos seus homens para se infiltrar, não se apercebendo de que a organização fez o mesmo. O filme valeu ainda a Martin Scorsese o Óscar de Melhor Realizador. O elenco conta com Leonardo Di Caprio, Mark Wahlberg e Jack Nicholson. 

Publicidade

Especial Óscares

Os filmes que ganharam mais Óscares

Titanic, Ben-Hur, a terceira parte da trilogia O Senhor dos Anéis ou West Side Story-Amor sem Barreiras estão entre os filmes recordistas de Óscares na história do cinema.   Recomendado: Os filmes mais esperados até aos Óscares

Por Eurico de Barros

Óscares: sete bandas sonoras invulgares

Alguns, como John Williams, alinham Óscares uns atrás dos outros com grandiloquência. Outros, como Nino Rota ou Henri Mancini, são mais discretos. E Ryuchi Sakamoto, então, cria ambientes como poucos, ou talvez só como Max Steiner outrora o fez. Sete exemplos excepcionais e bastante distintos seguem já a seguir. São bandas sonoras inesquecíveis – e premiadas pela Academia de Hollywood com o Óscar. 

Por Rui Monteiro
Publicidade

Óscares: sete filmes adaptados de livros

Assim, por alto, desde que existem Óscares, isto é, desde 1928, mais de 60 filmes adaptados de livros, sejam romances, contos, peças de teatro ou biografias, venceram o prémio de Melhor Filme. Há de tudo. Mas para esta lista só foram seleccionados grandes livros que se tornaram grandes filmes.   Recomendado: os filmes baseados em livros que estão nomeados para os Óscares de 2017

Por Rui Monteiro

Comentários

0 comments