11 filmes originais Netflix que tem de ver

Depois das séries, o serviço de streaming tem vindo a apostar cada vez mais na produção de filmes. Não perca estes 11 filmes originais Netflix.
annihilation
Por Cláudia Lima Carvalho |
Publicidade

Para lá das séries, há muito cinema para ver na Netflix, que tem apostado cada vez mais em filmes. Começou com os documentários, depois com os filmes de autor e, mais recentemente, entrou no campeonato de Hollywood. Seja com filmes como Bright, protagonizado por Will Smith, ou Aniquilação, do escritor e realizador Alex Garland (Ex Machina), que acabou abandonado pela Paramount antes da estreia – felizmente, a Netfix não deixou escapar e acabou a produzir o filme de ficção científica que tem Natalie Portman à cabeça. Contas feitas, os filmes com a chancela da Netflix já são muitos. Na ficção, estes são os que não pode perder.

Recomendado: Netflix: originais portugueses? “Vai acontecer em determinada altura”

Filmes originais Netflix que tem de ver

Aniquilação

O filme de Alex Garland (Ex Machina), protagonizado por Natalie Portman, não começou por ser uma produção da Netflix mas acabou por chegar ao serviço de streaming depois de ter sido abandonado pela Paramount. Aniquilação era mesmo um dos títulos mais esperados da rentrée de Hollywood para 2017/2018, mas acabou por nunca ter a sua estreia nos cinemas. À Netflix chegou em Março. O filme conta a história de Lena (Portman), bióloga e ex-soldado, que se junta a uma missão para investigar o que aconteceu ao seu marido (Oscar Isaac) na Área X, um fenómeno sinistro e misterioso que se está a espalhar pela costa americana. Uma vez no seu interior, a equipa de expedição descobre um universo de paisagens e criaturas mutantes, tão perigosas como encantadoras, ameaçando a suas vidas e sanidade mental. Do elenco fazem ainda parte Jennifer Jason Leigh, Tessa Thompson, Gina Rodriguez e Tuva Novotny.

Bright

Num tempo presente alternativo, em que humanos convivem com criaturas mágicas (elfos, duendes e fadas), dois polícias de Los Angeles envolvem-se numa guerra territorial. É mais um filme ao estilo de Will Smith, realizado por David Ayer (Esquadrão Suicida, Fim de Turno). 

Publicidade

Primeiro, Mataram o Meu Pai

É a quinta aventura de Angelina Jolie atrás das câmaras. Primeiro, Mataram o Meu Pai (First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers) tem por base o livro autobiográfico de Loung Ung, a activista cambojana que lutou contra o regime Khmer Vermelho. O filme, que se estreou no Festival de Cinema de Toronto em 2017, acompanha a luta pela sobrevivência de Loung Ung, ainda miúda, e da sua família, num Camboja mergulhado no terror espalhado pelo regime de Pol Pot, entre 1975 e 1979. Angelina Jolie não se ficou apenas pela realização e assumiu também o argumento, juntamente com Loung Ung, que aos dez anos se viu obrigada a fugir do Camboja para sobreviver ao genocídio do Khmer Vermelho, que matou um quarto da população do país em menos de quatro anos. Desde então, Ung tem sido uma activista dos direitos humanos. O filme conta ainda com a produção do cineasta Rithy Panh, nascido no Camboja em 1964 e reconhecido pelos seus documentários sobre este período histórico também vivenciado por ele e pela sua família.

Até aos Ossos

Lily Collins é Ellen, uma jovem com anorexia nervosa, que embarca numa viagem de autodescoberta angustiante e ocasionalmente engraçada numa casa gerida por um médico pouco convencional, Dr. Beckham, interpretado por Keanu Reeves. Surpreendida pelas regras invulgares, e encantada com os outros pacientes, Ellen terá agora de descobrir como confrontar o seu vício e aceitar-se a si mesma.

Até Aos Ossos é o primeiro filme realizado por Marti Noxon, produtora de séries como Buffy, Caçadora de Vampiros. O filme conta ainda no elenco com Carrie Preston e Lili Taylor.

Publicidade

Okja

Durante dez anos, Mikha (An Seo Hyun) criou um estranho e enorme animal, uma espécie de porca gigante, a quem deu o nome de Okja, na sua casa nas montanhas da Coreia do Sul. As duas viviam pacificamente até ao dia em que uma grande multinacional vê em Okja uma forma de ganhar dinheiro, levando-a para Nova Iorque, onde a CEO Lucy Mirando (Tilda Swinton) tem grandes planos para o animal. É então que a menina empreende uma perigosa missão de resgate. Um filme para todos os amantes dos animais e que levantou algumas questões como o activismo animal, a ganância corporativa e a ética científica.

Nós, Ao Anoitecer

Dois dos nomes mais icónicos de Hollywood voltam a encontrar-se em Nós, Ao Anoitecer, filme baseado no livro de Ken Haruf. Falamos de Robert Redford e Jane Fonda. Eles são vizinhos há décadas, mas nunca tiveram grande contacto. Agora, viúvos, os dois reencontram-se e começam a dormir juntos platonicamente para aliviar a sua solidão, dando início a um verdadeiro romance.

Publicidade

Já Não Pertenço a Este Mundo

Vencedor do prémio para Melhor Filme no Festival de Sundance, Já Não Pertenço A Este Mundo, uma comédia negra de Macon Blair, conta a história de Ruth (Melanie Lynskey), uma auxiliar de enfermagem que está a passar por uma crise de desespero existencial. Mas quando a sua casa é vandalizada, Ruth descobre um novo sentido para a sua vida na perseguição dos assaltantes. Acompanhada pelo seu vizinho Tony (Elijah Wood), um rapaz estranho e entusiasta das artes marciais, saem em perseguição, mas dão por si em situações de extremo perigo contra um bando de perigosos criminosos.

Fé de Etarras

É mais uma comédia negra mas em espanhol e com uma história bem espanhola. Fé de Etarras é, como o nome indica, sobre um grupo de aspirantes a terroristas bascos que aguardam uma nova missão ao mesmo tempo que a selecção espanhola disputa o Campeonato do Mundo na África do Sul – tudo se passa em 2010. O filme é protagonizado por Javier Cámara, actor que conhecemos em Narcos.

Publicidade

The Meyerowitz Stories (New and Selected)

Adam Sandler, Ben Stiller, Dustin Hoffman, Elizabeth Marvel e Emma Thompson são as estrelas do elenco de The Meyerowitz Stories (New and Selected) sobre a complexidade das relações familiares. Três irmãos adultos enfrentam relações familiares difíceis com o pai, um artista nova-iorquino mal-humorado.  

 

Máquina de Guerra

Inspirado no livro The Operators: The Wild & Terrifying Inside Story of America’s War in Afghanistan do jornalista Michael Hastings, Máquina de Guerra tem Brad Pitt como protagonista. O actor é um vitorioso e carismático general, que alcançou a fama ao liderar as forças da NATO no Afeganistão para depois cair em desgraça pela sua própria arrogância e pela vontade de um jornalista em expor a verdade. Para além de Pitt, Máquina de Guerra conta ainda no elenco com Emory Cohen, RJ Cyler, Topher Grace, Anthony Michael Hall, Anthony Hayes, John Magaro, Scoot McNairy, Will Poulter, Alan Ruck, Lakeith Stanfield, Josh Stewart, Meg Tilly, Tilda Swinton e Sir Ben Kingsley.

Publicidade

Beast Of No Nation

Foi o primeiro grande filme de ficção da Netflix e chegou mesmo à competição do Festival de Veneza, um dos mais importantes e antigos da indústria do cinema. Beasts of No Nation, de Cary Fukunag, conta a história de Agu, interpretado por Abraham Attah, um miúdo que se vê sem nada auando a guerra civil dilacera a sua família. Tal como no livro do escritor de origem nigeriana Uzodinma Iweala, perante a devastação da guerra civil, Agu é forçado a aderir a um grupo de guerrilheiros mercenários, liderados por Idris Elba, e transforma-se em soldado-menino.

Mais filmes para ver na Netflix

Filmes

Filmes de animação que não pode perder na Netflix

O cinema de animação há muito que não é apenas para crianças. E mesmo aquele que é para crianças nunca é apenas ou sobretudo para crianças. Os filmes animados há muito que se tornaram um dos géneros mais populares em todo o mundo, onde trabalham algumas das melhores mentes criativas do cinema, e onde a inspiração cómica, um registo habitual, é muitas vezes genial. Conheça os melhores filmes de animação disponíveis na Netflix Portugal.

Our Souls At Night
©Kerry Brown/Netflix
Filmes

Cinco filmes românticos para ver na Netflix

Na Netflix o amor está sempre no ar com dezenas de filmes românticos à disposição. Dos mais recentes aos mais antigos, para rir ou para chorar. É só escolher o que quer ver. Amor não vai faltar.

Publicidade
Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com