A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Michele Williams em Manchester by the sea
©DR

Guia TV: 12 filmes para ver em Maio nos canais abertos

Há muito cinema para ver na televisão. Eis 12 filmes de qualidade que serão exibidos nos canais abertos ao longo de Maio

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

A pensar nas pessoas que não assinam serviços de streaming, nem canais de cinema codificados, destacamos os melhores filmes que serão exibidos em Maio nos canais abertos. E há tantos títulos de qualidade, nas televisões generalistas e nos canais temáticos ou especializados do universo do cabo, que de certeza que muita gente que vê cinema a pagar irá também dar-lhes uma espreitadela. Temos filmes de culto feitos em Hollywood como Os Selvagens da Noite, de Walter Hill, ou As Aventuras do Capitão Wyatt, de Raoul Walsh, e sucessos do cinema europeu como Toni Erdmann, de Maren Ade. 

Recomendado: Os eventos que pode ver na internet, em live streaming

Filmes para ver em Maio nos canais abertos

‘Os Selvagens da Noite’, de Walter Hill

Um senhor filme de culto, realizado por Walter Hill em 1979, com base no livro The Warriors (o título original da fita), de Sol Yurick. Numa Nova Iorque do futuro, o gangue dos Warriors é falsamente acusado do assassínio do carismático líder de outro grupo. Os Warriors têm agora que lutar para chegar a casa, tendo de atravessar os territórios dos gangues rivais, enquanto são perseguidos. Com Michael Beck e James Remar.

FOX Movies. Sexta-feira, dia 1, 22.50.

‘Toni Erdmann’, de Maren Ade

Este filme realizado pela alemã Maren Ade em 2016 tornou-se na produção europeia mais popular e premiada desse ano. Um reformado com muito bom humor e que gosta de pregar partidas, procura renovar a sua ligação com a filha, uma ocupadíssima e seca executiva de uma grande empresa instalada na Roménia, criando uma personagem fictícia, o Toni Erdmann do título. Com Peter Simonischek e Sandra Huller.

RTP1. Sexta-feira, dia 1, 02.00.

Publicidade

‘A Noite’, de Michelangelo Antonioni

Segundo filme da trilogia de Michelangelo Antonioni sobre o vazio existencial, a incomunicabilidade e a alienação anímica e emocional na Itália em crescimento económico acelerado de finais dos anos 50 e início da década de 60. Feito entre A Aventura e O Eclipse, A Noite segue um casal da classe média afluente (Marcello Mastroianni e Jeanne Moreau) cujo matrimónio está à beira do fim. Também com Monica Vitti.

RTP Memória. Domingo, dia 3, 22.00.

'O Rei da Comédia', de Martin Scorsese

Uma comédia dramática sobre a obsessão da fama, realizada em 1982 por Martin Scorsese, com Robert De Niro e Jerry Lewis nos principais papéis. De Niro personifica Rupert Pupkin, um Zé-Ninguém nova-iorquino que quer triunfar na comédia. Com a ajuda da desaparafusada Masha (Sandra Bernhard), rapta o seu ídolo, Jerry Longford (Lewis), que apresenta um talk show de sucesso na televisão, julgando que assim será convidado para o programa.

Cinemundo. Terça-feira, dia 5, 21.10.

Publicidade

‘The Fighter: Último Round’, de David O.Russell

Christian Bale ganhou o Óscar de Melhor Actor Secundário e Melissa Leo o de Actriz Secundária pelos seus papéis neste drama baseado numa história real, em que Mark Wahlberg interpreta Micky Ward, um pugilista que quer ganhar um título mundial e é tutelado pelo meio-irmão (Bale), que também combateu e agora é treinador, depois de se ter livrado do vício da droga. Melissa Leo personifica a mãe de ambos.

AXN. Quinta-feira, dia 7, 16.30.

‘Lolita’, de Stanley Kubrick

Esta adaptação ao cinema por Stanley Kubrick, em 1962, do romance de Vladimir Nabokov, dividiu a crítica de forma radical, mas o próprio Nabokov aplaudiu o filme e elogiou realizador e elenco, apesar de grande parte do argumento de sua autoria ter sido eliminado ou modificado por Kubrick. James Mason é um magnífico Humbert Humbert, acompanhado por Sue Lyon em Lolita, Peter Sellers no papel do melífluo Clare Quilty e Shelley Winters na mãe da ninfeta.

RTP2. Sexta-feira, dia 8, 23.15.

Publicidade

‘Victor/Victoria’, de Blake Edwards

Paris, anos 30. A cantora Victoria Grant (Julie Andrews) não tem dinheiro para comer ou pagar um quarto. Conhece então Carole Todd (Robert Preston), um cantor de cabaré gay e na mesma situação que ela. Todd tem então uma ideia: Victoria, que possui uma voz fabulosa, vai fingir que é Victor, um homem que faz um número de travesti, e Todd será o seu empresário. Uma deliciosa comédia de enganos, também com James Garner e Lesley Ann Warren.

AXN Movies. Domingo, dia 10, 15.40.

‘Obsessão’, de Luchino Visconti

Segunda adaptação ao cinema, após a do francês Pierre Chenal em 1939 (Le Dernier Tournant), de O Carteiro Toca Sempre Duas Vezes, de James M. Cain, este filme de Luchino Visconti rodado e estreado durante o regime fascista italiano, inovou à altura, menos pelo realismo do que pelo tratamento de temas como o adultério, o assassínio ou a miséria social. Com Massimo Girotti e Clara Calamai e Juan de Landa.

RTP Memória. Domingo, dia 10, 22.00.

Publicidade

‘As Aventuras do Capitão Wyatt’, de Raoul Walsh

Gary Cooper interpreta o Capitão Wyatt do título deste fabuloso filme de aventuras, e de culto, passado nos EUA de meados do século XIX, durante a guerra contra os índios Seminolas e realizado por Raoul Walsh em 1952, nos Everglades da Florida, local da acção dos acontecimentos originais. O combate final entre Wyatt e o chefe dos nativos entrou para a história dos filmes deste género.

FOX Movies. Terça-feira, dia 12, 10.45.

‘A Face do Amor’, de Arie Posin

Annette Bening dá corpo, neste filme, a Nikki Lostrom, uma viúva que se apaixona por um homem muito parecido com o seu falecido marido, Garret (Ed Harris). Nikki decide então saber quem é ele e descobre que se trata de Tom Young (Ed Harris também interpreta este papel), um professor de uma pequena universidade local, e contrata-o para lhe dar aulas de pintura, sem lhe falar da parecença com o marido.

Hollywood. Quarta-feira, dia 13, 21.30.

Publicidade

‘Cézanne e Eu’, de Danièle Thompson

A história dos percursos paralelos do pintor impressionista Paul Cézanne e do escritor Émile Zola, e da sua amizade, na França da segunda metade do século XIX. Ambos eram naturais de Aix-en-Provence, Zola de uma família pobre e órfão de pai, e Cézanne de uma família abastada. Quando jovens, rumaram a Paris para vingarem na literatura e na pintura. Com Guillaume Canet (Zola) e Guillaume Gallienne (Cézanne).

Cinemundo. Terça-feira, dia 19, 12.10.

‘Manchester by the Sea’, de Kenneth Lonergan

Este soturno e crispado drama em família valeu a Kenneth Lonergan o Óscar de Melhor Argumento Original, e o de Melhor Actor a Casey Affleck, que interpreta Lee Chandler, um homem cuja família morreu toda num incêndio em casa, e que depois disso caiu numa profunda depressão. Quando o seu irmão morre também, Lee tem que cuidar do sobrinho adolescente. Um dos melhores filmes de 2016.

Hollywood. Domingo, dia 24, 22.00.

Mais para ver em casa

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade