Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Novos Olhares na Cinemateca: nova semana, duas estreias

Novos Olhares na Cinemateca: nova semana, duas estreias

Ainda vai a meio o primeiro mês do ciclo Cinema Português: Novos Olhares na Cinemateca e a exibição da vitalidade e diversidade do cinema português afirma a sua razão de ser

Por Rui Monteiro |
Publicidade
cinerama
©DR Cinerama

Duas cineastas, duas curtas e duas longas-metragens que são estreia na Cinemateca: mais uma jornada de descoberta do cinema produzido em Portugal pela nova geração de realizadores. A geração que está a criar a nova cinematografia mais ou menos por sua própria conta. Os próximos dias do ciclo Novos Olhares são assim … 

Novos Olhares na Cinemateca: nova semana, duas estreias

Filmes

Cinerama (2009)

Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Sessão dupla dedicada ao cinema de Inês Oliveira, em particular à sua primeira longa-metragem, realizada em 2009, que tem agora primeira apresentação na Cinemateca, e que de resto tem sido pouco vista. Em Cinerama, a realizadora procura sinais de humanidade, exemplos de afecto no interior das relações sociais. Usando o pretexto de uma morte para juntar três personagens (interpretadas por Sofia Marques, Diogo Dória e Ricardo Aibéo), no processo explorando, através da experimentação narrativa, formas de representação artísticas e espirituais, que são também maneiras de ver o mundo. Em complemento, a sessão inclui a curta O Nome e o N.I.M., com Miguel Cunha, Mário Rui Freitas e Pedro Lacerda habitando uma sociedade militarizada em que os cidadãos são identificados pelo seu número de identificação militar (o tal N.I.M.)

Quinta, 16, 21.30

Filmes

Vida Activa (2015)

Avenida da Liberdade/Príncipe Real

A sessão dedicada a Susana Nobre inicia-se com a exibição (pela primeira vez na Cinemateca) de Provas, Exorcismos, filme que dirigiu em 2013 e que foi incluído na programação da Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. E aqui está uma vida dedicada ao trabalho, a vida de Óscar Santos e dos seus colegas Bruno Pereira, Joana Ferreira, Joaquim Calçada, João Amaro, Susana Gonçalves e Henrique Bonach que, ao fim de um quarto de século, vêem a fábrica caminhar para a falência, o que é observado pela realizadora algures entre a ficção e a realidade. Vida Activa, de 2005, que encerra a sessão, por sua vez tem o seu foco no trabalho de acompanhamento de cinco anos de actividade no programa Novas Oportunidades e nos sonhos criados e nas ilusões desfeitas daqueles que o frequentaram.

Sexta, 17, 19.00

 

Cinema em Lisboa

O Hino do Coração
©DR
Filmes, Animação

MONSTRA – 10 dias de animação aos molhos

Ele há mestres e experimentalistas, realizadores conhecidos ou quase desconhecidos e muita imaginação, incluindo sexual, espalhada em secções e retrospectivas. Nomeados para Óscar há dois e uma porção de estreias. É um programa cheio. Quem precisar de orientação pode seguir estas 21 pistas. Veja ainda o que não pode perder na MONSTRINHA deste ano. 

Filmes, Família e crianças

MONSTRINHA – 17 anos a animar a pequenada

A MONSTRINHA não só abre os cinemas às crianças e jovens, como leva a animação para fora de portas, até às escolas, por exemplo, para ensinar a fazer, e, sabe-se lá, revelar vocações. Para já, interessa o cartaz propriamente cinematográfico. Por isso, aí vão cinco pistas para quem ainda não desbravou o programa. 16 a 26 de Março 

Publicidade
Publicidade