Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os 10 melhores filmes de fantasia
The Lord of the Rings: The Fellowship of the Ring

Os 10 melhores filmes de fantasia

Revisite Oz, Hogwarts e a Terra Média, entre outros mundos e lugares fantásticos, nestes dez filmes de fantasia

Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Um bom filme fantástico é quase como uma viagem – o espectador entra na sala de cinema (ou senta-se no sofá) e é transportado para um mundo estranho e distante. Era assim nos anos 30, quando milhões de pessoas acompanharam Dorothy Gale (Judy Garland) na sua visita à terra de Oz; e o mesmo continua a acontecer no presente século, em adaptações de sucessos literários como O Senhor dos Anéis, Harry Potter ou, no pequeno ecrã, A Guerra dos Tronos. Esta última série não tem lugar na lista que se segue, mas os restantes exemplos contam-se entre os melhores filmes de fantasia.

Recomendado: Os melhores filmes de aliens

Os 10 melhores filmes de fantasia

1. O Feiticeiro de Oz (1939)

É um dos filmes mais encantadores e maravilhosos e tocantes e brilhantes jamais realizados. E um dos mais influentes na sua eloquente afirmação junto do público. Praticamente cada cena filmada por Victor Fleming (e companhia) é um prodígio de semiótica cinematográfica posta ao serviço do entretenimento inteligente e sem pretensão pedagógica à mostra; uma jornada de despojados em busca de justiça através de uma terra cheia de perigos, perseguidos por uma bruxa do pior.

2. A Bela e o Monstro (1946)

Jean Marais é o Monstro e Josette Day a Bela nesta versão de referência do conto de fadas, com fotografia do grande Henri Alekan. Está envolta em poesia fantástica mas também tem um toque de realismo de que Jean Cocteau não quis prescindir, e encontra-se ainda influenciada visualmente pelas gravuras de Gustave Doré, artista que o realizador muito admirava.

Publicidade

3. Caso de Vida ou Morte (1946)

Michael Powell e Emeric Pressburger tentam cobrir quase todo o espectro da existência humana nesta obra-prima dos anos 40. O coração desta estonteante fantasia em tempo de guerra é um bizarro mas euforicamente divertido romance protagonizado por David Niven e Kim Hunter. A história envolve mil e uma peripécias passadas em várias épocas com vários outros personagens, naquele que é, mais do que um filme genial, um objecto único em qualquer momento dos 120 anos que já leva a história do cinema.

4. Contos da Lua Vaga (1953)

Já chamaram poesia cármica e fábula moral a este filme de Kenji Mizoguchi (Leão de Prata no Festival de Veneza). E ambas as definições estão certas para esta película adaptada de um conto do século XVIII, escrito por Ueda Akinari, em que acompanhamos a existência separada de dois irmãos tomados pela arrogância, a inveja, a luxúria e o assassínio.

Publicidade

5. O Cristal Encantado (1982)

Realizado, em 1982, por Jim Henson e Frank Oz, colaboradores de Rua Sésamo e criadores de Os Marretas, este filme fantástico e negro afirmou-se ao longo dos anos como um título de culto. O ilustrador de fantasia Brian Froud concebeu o mundo de Thra e os cenários em que decorre a acção que, apesar do uso de marionetas, é dirigida a um público mais vasto do que as famílias e as crianças, o público habitual das produções do duo. 

6. Conan e os Bárbaros (1982)

Quando os produtores deste filme baseado nas aventuras do guerreiro cimério criado por Robert E. Howard viram um vídeo de Arnold Schwarzenegger num concurso de musculação, perceberam logo que ele tinha nascido para interpretar Conan, o bárbaro. E ele chamou a personagem a si, lançando neste excelente filme de John Milius a sua carreira de actor especializado em papéis físicos, da acção arrasa-quarteirões à ficção científica e ao fantástico. Teve uma boa continuação em 1984: Conan o Destruidor, de Richard Fleischer.

Publicidade

7. A Princesa Prometida (1987)

Cary Elwes e Robin Wright são os protagonistas desta fábula pós-moderna, filmada por Rob Reiner a partir de um argumento de William Goldman, que combina comédia, aventura e romance. A história e os diálogos são encantadores, mas o que torna o filme especial é o elenco secundário onde se destacam os nomes de Mandy Patinkin, Christopher Guest, Billy Crystal ou o wrestler André the Giant. 

8. A Viagem de Chihiro (2001)

Distinguida com o Urso de Ouro no Festival de Berlim e com o Óscar de Melhor Filme de Animação, esta produção do Studio Ghibli, assinada pelo mestre japonês Hayao Miyazaki, é uma referência do cinema de animação e de fantasia. Conta a história de uma rapariga de dez anos, sozinha num mundo estranho, tão influenciado pelo folclore japonês como pelo terror ecológico contemporâneo.

Publicidade

9. O Senhor dos Anéis: A Irmandade do Anel (2001)

Durante décadas, a trilogia de J.R.R. Tolkien, O Senhor dos Anéis, esteve arredada do cinema. Não por falta de vontade, mas, na verdade, por falta de meios e talento para criar uma adaptação aceitável da mais importante obra de literatura fantástica do século XX. Até chegar Peter Jackson e realizar esta adaptação perfeita e quase fiel. O primeiro filme, A Irmandade do Anel, é o mais bem conseguido, mas valem todos a pena.

10. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban (2004)

O mexicano Alfonso Cuarón é um excelente e premiado realizador. Não admira, por isso, que o seu Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban seja de longe o melhor título da franquia. Visualmente sumptuoso e mágico em todos os sentidos da palavra, é um filme para miúdos (e graúdos), mas que funciona como uma meditação sobre o envelhecimento e a passagem – metafórica e literal – do tempo.

Os melhores filmes de sempre

Os 100 melhores filmes de terror de sempre

Filmes

O cinema de terror é monstruoso. Destratado, incompreendido e alvo de virulentos ataques críticos, consegue ainda assim andar para a frente, deixado um rasto de destruição no seu caminho. Para alguns, os filmes de terror são pouco melhores do que pornografia, preocupando-se apenas em gerar uma reacção no público – seja horror, desassossego ou repugnância – e sem tempo a perder com aspirações mais elevadas. Para outros, são filmes que se vêem bem, engraçados até: uma oportunidade de gritar e/ou rir dos pesadelos alheios.

Os 100 melhores filmes de comédia de sempre

Filmes

Qualquer lista de melhores filmes de comédia de sempre é discutível (mas qual é que não é?), que isto do humor varia muito de pessoa para pessoa. Então como é que se escolhem os melhores? Com seriedade e abrangência. Mais concretamente, falando com peritos, desde cómicos a actores, realizadores e escritores. O que é certo é que estas comédias são fonte contínua de gargalhadas ou sorrisinhos sarcásticos, tanto faz, perante a imaginação cómica ou o puro disparate transformado em arte de fazer rir.

Publicidade

Os 100 melhores filmes de ficção científica de sempre

Filmes

O potencial cinematográfico (e não só) da ficção científica é quase infinito. É nestes filmes que os nossos maiores pesadelos podem tornar-se realidade e os nossos sonhos concretizar-se, ao mesmo tempo que é dito e posto em causa algo sobre o nosso presente. E o género sempre fez as delícias do público, desde o tempo dos efeitos especiais básicos e rudimentares dos filmes mudos ao excesso digital dos blockbusters contemporâneos. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade