Os melhores filmes de Johnny Depp

Aproveitando a estreia do quinto filme da série 'Piratas das Caraíbas', escolhemos sete das melhores interpretações de Johnny Depp, entre as muitas dignas de nota do actor
Sweeney Todd
Sweeney Todd
Por Eurico de Barros |
Publicidade

Johnny Depp foi dirigido neste punhado de filmes, feitos a partir dos anos 90, quando se impôs em Hollywood, por cineastas como John Waters, Tim Burton ou Mike Newell. À boleia do quinto episódio da saga Piratas das Caraíbas, juntámos os os melhores filmes de Johnny Depp. 

+ Leia a crítica de Piratas das Caraíbas: Homens Mortos Não Contam Histórias

Os melhores filmes de Johnny Depp

‘Quem Não Chora Não… Ama’, de John Waters (1990)

Foi o primeiro papel de destaque de Johnny Depp no cinema. O actor era então um ídolo adolescente, por causa da sua participação na série 21 Jump Street. Esta foi a razão pela qual John Waters o escolheu para interpretar o papel de um bad boy da Baltimore dos anos 50, e que afinal não é tão mau como isso, nesta comédia musical nostálgico-paródico-kitsch, onde também encontramos Iggy Pop, a ex-estrela porno Traci Lords ou Joe Dallesandro.

‘Eduardo Mãos de Tesoura’, de Tim Burton (1990)

Primeira colaboração de Depp com Tim Burton, e uma das melhores, no papel do estranho rapaz do título, criado por um velho cientista (Vincent Price) que morre pouco depois, e que é adoptado por uma família suburbana americana. O filme combina fantasia gótica, comédia romântica e sátira social, e Depp é inesquecível na sua impassibilidade algo espantada de “estranho em terra estranha”, tesouras como dedos e maquilhagem macabra.

Publicidade

‘Gilbert Grape’, de Lasse Hallstrom (1993)

Johnny Depp foi nomeado para o Óscar de Melhor Actor Secundário pela sua interpretação comovente, mas nunca facilmente melodramática, neste drama familiar. Ele é o Gilbert Grape do título, um rapaz de uma família modesta que vive numa cidade pequena e que tem que prover a todos os seus membros. Em especial ao seu irmão mais novo, Arnie, doente mental (Leonardo DiCaprio) e à sua mãe Bonnie (Darlene Cates), que sofre de obesidade mórbida.

‘Ed Wood’, de Tim Burton (1994)

Considerado o pior realizador de todos os tempos, Edward D. Wood Jr., o autor de Plan Nine From Outer Space, é biografado – e homenageado – por Tim Burton neste filme, um dos seus melhores. Conta com uma das melhores e mais inspiradas interpretações de Johnny Depp como Ed Wood, transmitindo todo o optimismo e toda a ilusão de que era um cineasta genuinamente talentoso mas incompreendido, e não deixando que ele se torne numa figura de chacota.

Publicidade

‘Donnie Brasco’, de Mike Newell (1997)

Depp dá excelente conta de si ao contracenar com Al Pacino neste thriller dramático baseado nas memórias de Joseph D. Pistone, um agente do FBI que, sob o nome de Donnie Brasco, se infiltrou numa “família” mafiosa de Nova Iorque e conquistou a amizade de um dos seus membros veteranos, Lefty Ruggiero (Pacino). Só que a relação entre ambos transforma-se em algo semelhante à de pai e filho, criando problemas de consciência ao agente.

‘Piratas das Caraíbas-A Maldição do Pérola Negra’, de Gore Verbinski (2003)

O trapalhão, aldrabão e bebedolas capitão Jack Sparrow, o pirata mais incompetente das Caraíbas, é uma das grandes criações cinematográficas de Johnny Depp, que o compôs inspirando-se no amigo Keith Richards, dos Rolling Stones (embora o actor tenha sempre frisado quen não se trata de uma imitação literal). É em boa parte graças ao Sparrow de Depp que esta série de filmes da Disney se aguentou até agora.

Publicidade

‘Sweeney Todd-O Terrível Barbeiro de Fleet Street’, de Tim Burton (2007)

Johnny Depp não gosta muito de cantar ou de dançar na tela, mas quem pode recusar uma adaptação de um musical de culto de Stephen Sondheim, filmado por Tim Burton? A sua interpretação do barbeiro degolador de Londres é brilhante, nunca caindo no cabotinismo, nas partes cantadas como nas faladas. Depp merecia ter ganho o Óscar de Melhor Actor para que foi nomeado pelo seu Sweeney Todd, depois de ter recebido o Globo de Ouro de Melhor Actor em Comédia ou Musical.

Interpretações memoráveis

Filmes

Sete filmes de Ryan Gosling

Calma, meninas. Dispensa-se a histeria. Até porque ainda que estejamos no território cinematográfico, há música para todos, para ser escutada, portanto. Faça as contas: em quantos filmes canta Ryan Gosling?

Filmes

Os 5 melhores papéis de Bryan Cranston

Nasceu na Califórnia, em 1956. Aos 19 anos, decidiu fazer os Estados Unidos de uma ponta à outra, de mota, com o seu irmão. Foi nessa viagem que acumulou uma série de experiências, essenciais na hora de interpretar o que veio depois. 

Publicidade
Filmes

Os dez melhores filmes de Natalie Portman

Ver os melhores filmes de Natalie Portman é como uma viagem no tempo através da vida da actriz nomeada para o Óscar pelo desempenho em Jackie. Começamos na sua estreia, com apenas 12 anos, no papel de uma criança que quer ser uma assassina, e viajamos através dos seus 22 anos de carreira. 

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com