Os melhores papéis de Amy Schumer, do stand-up ao cinema

Na semana da estreia do novo filme com Amy Schumer, 'Sou Sexy, Eu Sei!', recordamos os momentos altos da carreira da comediante e actriz

Photograph: Courtesy Justin Stephens

Em pouco mais de dez anos, Amy Schumer passou dos clubes de comédia 'stand-up' de Nova Iorque para a televisão e para o cinema, mas sem nunca abandonar o seu primeiro amor. Na semana em que Sou Sexy, Eu Sei!, de Abby Kohn e Marc Silverstein, chega às salas de cinema portuguesas relembramos os melhores papéis da comediante e actriz.  

Amy Schumer: do palco para a televisão e o cinema

‘Live at Gotham’ (2007)

Amy Schumer estreou-se a fazer comédia stand-up em 2004, com apenas 23 anos, no Gotham Comedy Club de Nova Iorque, depois de se formar em Teatro e ter tido pequenas experiências em peças à margem da Broadway. Três anos mais tarde, em 2007, gravou um episódio especial de Live at Gotham para o canal Comedy Central, a que se seguiu a participação no concurso de comédia Last Comic Standing. Segundo ela, foi esse episódio que lhe lançou a carreira e mudou a vida.

‘Inside Amy Schumer’ (2013)

Depois de entrar em várias séries de televisão e programas de comédia, de gravar um álbum de stand-up e de ter feito pequenos papéis em três filmes independentes, Schumer estreou no Comedy Central a sua série Inside Amy Schumer, que combina sketches cómicos, momentos de stand-up e entrevistas com pessoas na rua, terminando com uma conversa com um convidado conhecido, muitas vezes sobre sexo (um dos temas recorrentes do programa). A comediante diz que interpreta “uma versão exagerada” de si mesmo em Inside Amy Schumer.

Publicidade

‘Amy Schumer: Live at the Apollo’ (2015)

Chris Rock é um dos ídolos de Amy Schumer e foi ele que realizou este espectáculo especial de uma hora, filmado ao vivo para a HBO. Foi distinguido com nomeações para vários Emmys, incluindo um de escrita para a comediante. Neste mesmo ano, Schumer foi a apresentadora de um episódio do lendário programa da NBC Saturday Night Live, participando nalguns dos sketches.

‘Descarrilada’, de Judd Apatow (2015)

Este foi o primeiro filme para um grande estúdio de Amy Schumer, que também se encarregou do argumento e interpreta Amy Townsend, filha de pais divorciados e jornalista numa revista masculina. Amy gosta de se divertir, bebe bastante, droga-se e é sexualmente promíscua, por não acreditar na monogamia. Até conhecer um especialista em medicina desportiva, pelo qual se apaixona. Schumer transpôs para a figura de Amy parte da sua persona do stand-up, e muito do humor desbocado e auto-depreciativo que cultiva e a caracteriza.

Publicidade

‘Olha Que Duas’, de Jonathan Levine (2017

Amy Schumer costuma citar Goldie Hawn como uma das suas actrizes cómicas preferidas, e contracena com ela nesta comédia em que prescindiu de escrever, ficando apenas como intérprete e produtora executiva. Schumer e Hawn interpretam mãe e filha, completamente diferentes uma da outra (ultra-cuidadosa aquela, destravada esta), que vão de férias para o Equador e acabam nas mãos de bandidos que raptam turistas americanos para pedir resgates. Como elas não têm cheta, procuram fugir.

O melhor dos actores

Os melhores filmes de Joaquin Phoenix

Há quem o compare a Marlon Brando e quem diga que é o melhor actor norte-americano do momento. Eis Joaquin Phoenix visto através de seis das suas maiores interpretações, dirigido por realizadores como Gus Van Sant, Ridley Scott ou Paul Thomas Anderson. Recordamos os melhores filmes do actor na semana em que chega às salas Nunca Estiveste Aqui, que deu a Phoenix o prémio de Melhor Actor no Festival de Cannes do ano passado.  

Ler mais
Por Eurico de Barros

Helen Mirren retratada em oito papéis no cinema

A actriz tem uma latitude dramática que se encontra bem patente na enorme variedade de papéis que colecciona na tela desde a década de 60 (sem esquecer o teatro e a televisão). E está esta semana de novo nos cinemas portugueses, em A Maldição da Casa Winchester. 

Ler mais
Por Eurico de Barros
Publicidade

Os filmes essenciais de Willem Dafoe

Frequentador de filmes independentes como de grandes produções de estúdio e de fitas europeias de autor, Willem Dafoe é um actor para todas as estações, que não se deixou estereotipar nos papéis de vilão, como ameaçava suceder no início da sua carreira no cinema.  Agora está nomeado para o Óscar de Melhor Actor pela sua interpretação em The Florida Project. 

Ler mais
Por Eurico de Barros

Comentários

0 comments