Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Seis papéis de Carrie Fisher fora de 'Guerra das Estrelas'

Seis papéis de Carrie Fisher fora de 'Guerra das Estrelas'

A participação de Carrie Fisher na saga criada por George Lucas ofuscou os seus papéis noutros filmes, sobretudo em comédias. Eis seis dos melhores da falecida actriz

Carrie Fisher
Carrie Fisher
Por Eurico de Barros |
Publicidade

Woody Allen, John Landis, Rob Reiner ou Joe Dante foram alguns dos realizadores de primeiro plano que dirigiram a falecida Carrie Fisher nos melhores filmes que ela fez fora do universo de Guerra das Estrelas.

Seis papéis de Carrie Fisher fora de 'Guerra das Estrelas'

Camera

‘O Dueto da Corda’, de John Landis (1980)

A actriz tinha acabado de entrar em O Império Contra-Ataca quando participou nesta louca comédia musical de John Landis, ao lado de Dan Aykroyd e John Belushi, fazendo o papel de uma mulher misteriosa que persegue Elwood Blues (Aykroyd) para lhe dar cabo do canastro. Durante a rodagem, Aykroyd salvou Carrie Fisher de morrer engasgada, fazendo-lhe a manobra de Heimlich.

Camera

‘Garbo e Eu’, de Sidney Lumet (1984)

Nesta comédia dramática do veterano Sidney Lumet, Carrie Fisher interpreta a mulher de Gilbert Rolfe (Ron Silver), o filho de uma activista cívica (Anne Bancroft) à qual é diagnosticado um tumor no cérebro, e pede um último desejo ao filho antes de morrer: quer conversar com Greta Garbo. Gilbert larga o emprego para tentar cumprir o desejo da mãe, incompatibilizando-se com a mulher.

Publicidade
Camera

‘Ana e as Suas Irmãs’, de Woody Allen (1986)

Carrie Fisher não é uma das três irmãs do título (interpretadas por Mia Farrow, Barbara Hershey e Dianne Wiest). Mas personifica April, uma actriz que é uma das melhores amigas de uma delas, Holly (Wiest), também ela actriz. Abrem um negócio de catering, mas acabam por se tornar rivais pelos afectos de um arquitecto, e para conseguirem um papel num musical da Broadway.

Camera

‘Morte Entre as Ruínas’, de Michael Winner (1988)

A intérprete da princesa também teve um dos principais papéis nesta adaptação ao cinema de um caso de Hercule Poirot (aqui vivido por Peter Ustinov), o detective particular belga criado por Agatha Christie. Carrie Fisher é Nadine Boynton, uma das enteadas de uma milionária que é encontrada envenenada quando passava férias na Terra Santa.

Publicidade
Camera

‘S.O.S.-Vizinhos ao Ataque’, de Joe Dante (1989)

Um morador dos subúrbios (Tom Hanks) e dois dos seus vizinhos acham que a família que acabou de se mudar para o bairro é demasiadamente estranha, e tentam confirmar as suas suspeitas, recorrendo aos processos mais excêntricos. Carrie Fisher faz o papel de Carol Peterson, a mulher de Ray Peterson (Hanks), que o tenta demover dos seus propósitos, embora sem resultado.

Camera

‘Um Amor Inevitável’, de Rob Reiner (1989)

Billy Crystal e Meg Ryan são Harry e Sally, o par principal desta celebrada comédia romântica de Rob Reiner escrita por Nora Ephron, e Carrie Fisher e Bruno Kirby interpretam Marie e Jess, o casal de melhores amigos daqueles. Inicialmente, no enredo, a ideia é que Harry ande com Marie e Sally com Jess, mas não resulta. Marie e Jess é que se apaixonam e se casam.

Também pode gostar

Publicidade
Filmes

Sete filmes épicos de ficção científica

David Lynch, Roger Corman, Peter Yates e até Mel Brooks são alguns dos realizadores que rodaram estes filmes épicos de ficção científica nas décadas de 70 e de 80, alguns deles contendo também ingredientes de fantasia.

Publicidade