Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right "The English Game" é um remate à trave
The English Game
DR The English Game

"The English Game" é um remate à trave

Do autor de Downton Abbey, "The English Game", na Netflix, conta a história do futebol na Inglaterra das últimas décadas do século XIX.

Por Eurico de Barros
Publicidade

★★☆☆☆

The English Game (Netflix) é a nova série escrita por Julian Fellowes, o autor de Downton Abbey, sobre o advento do futebol moderno na Inglaterra das últimas décadas do século XIX, com fundo de perturbações socio-económicas. Ou seja, basicamente, é Downton Abbey com bola e mais tensão social e ressentimento entre classes.

Os principais protagonistas dos dois lados do espectro são, no clube dos Old Etonians, aristocratas endinheirados, lorde Arthur Kinnaird, o seu capitão e a primeira estrela da história do futebol; e no clube da cidade industrial de Darwen, o escocês Fergus Sutter, considerado o primeiro jogador profissional de futebol. Estamos no tempo do amadorismo e a equipa de Darwen, propriedade de um industrial de tecelagem da classe média, quer ser a primeira equipa operária a ganhar a Taça de Inglaterra e a quebrar o domínio das formações de cavalheiros formados e abastados.

A série é boa a recriar esses tempos em que o futebol se disputava não pelo dinheiro mas pelo prazer do jogo e pelo prestígio social e nacional. Mas é muito menos boa no que diz respeito ao elemento ficcional que embrulha a história dos primórdios do jogo: enredo telegrafado, personagens transparentes, clichés à pazada.

Em The English Game, Julian Fellowes remata à trave.

Uma foto da Time Out Magazine

A Time In Portugal já está disponível

Pode ler a última edição no conforto do seu sofá

Ler a revista

Mais televisão

Harley Quinn in Suicide Squad
Clay Enos

Guia TV: filmes para ver em tempo de ficar em casa

Filmes

A Netflix, a HBO e os outros sites de streaming, bem como os canais de cinema codificados, não são acessíveis a todos e há ainda muita gente que não quis ou não pôde aderir. Por isso, e tal como aconteceu no mês passado, voltamos a fazer uma escolha dos filmes que podem ser vistos nos vários canais abertos do cabo, sejam generalistas, sejam inteiramente dedicados ao cinema. 

Filme, Cinema, Sergio (2020)
©Netflix

14 razões para ligar a televisão esta semana

Filmes

Somos adeptos de passeios pela cidade, idas ao cinema e ao teatro, jantares fora, concertos e uns bons copos. Mas agora não dá. Assim como assim, até sabe bem ficar em casa agrafado à televisão. Para que não desperdice estes valiosos momentos de zapping, damos-lhe as melhores razões para ligar a televisão esta semana.

Publicidade

O novo programa de Ricardo Araújo Pereira sabe a pouco

Cinemas

Juntos ou avulso, os Gato Fedorento fazem muita falta na televisão, e ao humor português. Gente que Não Sabe Estar (TVI, Dom 21.30) marca o regresso do grupo em formato incompleto (Ricardo Araújo Pereira + dois), reforçado por uma mão-cheia de jovens humoristas. 

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade