Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right 'The Flight Attendant' leva-nos numa viagem instável entre o policial e a comédia negra
Televisão, Série, The Flight Attendant, Kaley Cuoco
©DR Kaley Cuoco em The Flight Attendant

'The Flight Attendant' leva-nos numa viagem instável entre o policial e a comédia negra

A nova série da HBO não prima pela novidade, e é Kaley Cuoco quem fez para merecer as três estrelas.

Por Eurico de Barros
Publicidade

★★★☆☆

Em plena seca de viagens aéreas e crise extrema do turismo, a estreia de uma série como The Flight Attendant (HBO), em que Kaley Cuoco interpreta Cassie Bowden, uma hospedeira do ar que passa o tempo ora entre continentes dentro de um avião, ora em hotéis de luxo, bons restaurantes e clubes nocturnos de grandes cidades, não diz muito quanto ao sentido de timing da HBO. Tentando abstrair disso, The Flight Attendant não prima pela novidade, já que a premissa narrativa de uma pessoa acordar com um cadáver ao lado, depois de uma noite de farra, não é lá muito original. O único toque peculiar do enredo são as sequências alucinatórias em que Cassie se vê de súbito na companhia do morto, no quarto do hotel de Banguecoque onde este foi assassinado. É ele que a ajuda a recordar-se do que aconteceu nessa noite, para que ela possa descobrir o criminoso (The Flight Attendant navega de forma algo instável entre o policial e a comédia negra). Cuoco tem que trabalhar mesmo muito para nos conseguir pôr do lado de Cassie, já que custa um bocado criarmos empatia com alguém tão alcoólico, promíscuo, irresponsável, desastrado e com tão pouco recheio no cérebro. Por isso, as três estrelas desta crítica vão para ela, e exclusivamente para ela.

Mais que ver

Publicidade
Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade