The Walking Dead: o que desvendaram Reedus, Morgan e Nicotero em Lisboa

Falámos com as três estrelas de Walking Dead e cozinhámos 15 aperitivos para ir digerindo até ao próximo episódio, na segunda-feira

©Fox Network Portugal

Ontem foi um dia em cheio para os fãs da série que assentaram arraiais à porta do Tivoli (e de outras portas, rua abaixo). A quatro episódios do final da temporada, a tensão acumula-se e os fãs temem pela vida dos personagens favoritos. Antes que fosse tarde demais, estivémos com os actores Jeffrey Dean Morgan (Negan) e Norman Reedus (Daryl) e ainda com o incontornável maquilhador Greg Nicotero, que na série vai emprestando o seu talento também como realizador de alguns episódios.

The Walking Dead: o que desvendaram Reedus, Morgan e Nicotero em Lisboa

1

Daryl esteve a passar uns tempos numa das celas de Negan. Norman Reedus acredita que o personagem se sentiu culpado pelas mortes de Glenn ou Abraham. Personagens que, entre outras, o salvaram de ser um mini-Merle, o seu irmão mais velho.

2

Se o apocalipse não tivesse acontecido, Daryl nunca seria um dos bons rapazes. Seria um vilão, embora relutante.

Publicidade
3

No início da série, o argumento incluía uma cena com Daryl a consumir drogas. Norman Reedus lutou para que isso não acontecesse, porque achava que havia uma luz em Daryl que nunca teve a oportunidade de brilhar.

4

Ninguém está salvo. Nem Daryl e nem mesmo Rick. Nenhum dos actores sente que tem uma personagem indestrutível.

Publicidade
5

Se Reedus fosse um personagem da série escolheria a furtiva Carol. Jeffrey optou por Daryl e Nicotero por Hershell. Mas com cabeça.

6

No último episódio da sexta temporada, "Last Day On Earth", é introduzida a infame personagem Negan. O presente de boas vindas do actor Jeffrey Dean foi um monólogo com doze páginas. A cena em que Negan prepara o grupo de Rick para o pesado sacrifício que traumatizou muitos fãs no início da actual temporada.

Publicidade
7

Antes do apocalipse, podemos imaginar Negan como um assassino profissional ou um talhante ao estilo de Sweeney Todd. Mas era um homem casado com uma mulher chamada Lucille (agora o nome do seu bastão de baseball). Tinha um caso extra-conjugal e nessa altura foi diagnosticado um cancro a Lucille.

8

Negan era professor de educação física, especializado em ténis de mesa, com um fraquinho por palavras profanas. Um indivíduo comum, portanto.

Publicidade
9

Negan obteve o bastão de baseball de um grupo de sobreviventes que estava a tentar proteger. Mas ninguém lhe deu ouvidos e continuaram a morrer. Foi aí que começou a criar as suas próprias regras, refinando-as com o tempo. Tácticas brutas que, apesar de tudo, mantêm pessoas vivas. E outras mortas.

10

Morgan entra em personagem assim que veste o casaco de cabedal e pega no bastão. E tirando os adereços volta a ser ele próprio. O maior desafio para o actor é mesmo decorar o guião. Negan fala pelos cotovelos.

Publicidade
Mostrar mais

Maluquinhos das séries

Sete séries de televisão juvenis clássicas

Cães inteligentes, cavalos nobres, heróis com estatuto lendário ou crianças e adolescentes corajosos e cheios de força de vontade ou de talento são os protagonistas destas séries de fama mundial e bem-amadas por sucessivas gerações.

Ler mais
Por Eurico de Barros

As melhores séries de comédia sobre política

Entre 'Sim, Senhor Ministro', ambientado nos corredores do poder de Inglaterra, e 'The Veep', passado na Casa Branca, sem esquecer uma raridade portuguesa, 'A Mulher do Senhor Ministro', eis seis séries para rirmos do mundo da política e dos seus actores.

Ler mais
Por Eurico de Barros
Publicidade

Comentários

0 comments