A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Servo do Povo
DR

Vladimir Zelensky, quando a realidade ainda era ficção

‘Servo do Povo’ era para ser uma sátira política. Mas a série, que está na Netflix, transformou-se na antecâmara da realidade para o actual Presidente da Ucrânia.

Escrito por
Eurico de Barros
Publicidade

★★★☆☆

Há clichés que são verdadeiros. Um deles é o que diz que a realidade pode ser mais estranha do que a ficção. Um exemplo? A série Servo do Povo (Netflix), criada, produzida e interpretada por um actor chamado Vladimir Zelensky, que personifica Vasily Petrovych Goloborodko, um anónimo e honesto professor de História de Kiev, na Ucrânia. Os alunos incentivam-no a concorrer às eleições presidenciais, depois de ele ter feito um arrazoado contra o regime, que gravaram e se tornou viral na Net, recolhendo, por crowdfunding, o dinheiro para o necessário registo. E como os ucranianos estão fartos das caras e dos corruptos do costume, Vasily, para sua grande surpresa e sem ter feito campanha, é eleito. Em 2019, Vladimir Zelensky concorreu às eleições presidenciais no seu país, não fez campanha e como o povo estava farto das caras e dos corruptos do costume, e gostou da série e o identificou com Vasily, elegeu-o presidente. Servo do Povo passou assim de ser uma sátira política pândega e com pózinhos nonsense, sobre um homem comum que é atirado para o poder e enfrenta a corrupção, o clientelismo, o sistema de favores, os oligarcas e os absurdos do Estado, para a série que transformou um actor num presidente que lidera o seu país numa guerra contra uma potência invasora.

Mais críticas de televisão

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade