Iberostar Lisboa: sonhar com vista para o Marquês

No novo hotel da Rua Castilho dorme-se com janelas panorâmicas e portanto com o Marquês de Pombal aos pés
iberostar lisboa
©DR
Por Catarina Moura |
Publicidade

O grande sonho dos que gostam de adormecer com as luzes da cidade e acordar com a luz do dia está no oitavo andar. Foi onde ficámos neste novo hotel de Lisboa e sugerimos que faça como nós: é abrir completamente os cortinados para ter uma parede panorâmica que dá a sensação de acordar a pairar sobre o centro da cidade.

Iberostar Lisboa

iberostar lisboa
©DR

O Iberostar Lisboa é o primeiro desta cadeia de hotéis em Portugal. Instalou-se no 64 da Rua Castilho em Outubro e nas primeiras semanas tinha perto de 100 por cento de ocupação, ou não fosse esta a Lisboa da Web Summit.

No quarto, para nos receber, tínhamos café, uma garrafa de vinho e outra de água. O habitual, não tivéssemos também um prato de frutas pouco típicas para este clima: pitaia e carambola, acompanhadas por pêra rocha (necessariamente mais saborosa). Mas para matar a fome não é no quarto. Tem de descer ao -2 do edifício B e entrar no Luz. 

iberostar lisboa
©DR

Publicidade
Hotéis

Um restaurante e um spa

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Aí as refeições são servidas com vista para a piscina e vão de soluções simples e tradicionais como a sopa de tomate assado servida com um ovo escalfado (7€) às mais extravagantes – ora atente no sainete: escalope de foi gras sobre banana assada, chutney de figos e tostas de brioche (16€) ou carabineiro do Algarve com puré de ervilha, pata negra e maionese de trufa preta (26€). É também aqui que é servido o pequeno-almoço, em que vai deparar-se com um favo de mel inteiro. Não se limite a pescar uma colher deste doce para a torrada ou para o iogurte. Corte um bocado do favo, como sugere uma nota ao seu lado, e mastigue-o que nem uma pastilha elástica.

Também num andar subterrâneo (desta vez do edifício A) está o ginásio 24 horas e o spa Sensations, com massagens que vão da aromaterapia (62€)— explicamse logo à entrada as propriedades de cada óleo com uma data de frasquinhos à frente — às desportivas, que têm aquele vigor necessários aos músculos cansados (56€). É possível que saia de lá pronto para se enfiar na cama de novo. O nosso conselho é manter as cortinas abertas.

Hotéis onde já fizemos check-in

memmo principe real
Fotografia: Manuel Manso
Viagens

Memmo Príncipe Real: memmo bom

Ao passar o beco estreito e escuro, é possível que se pergunte se está no sítio certo. Mas siga sem medos, vai valer a pena: o Memmo Príncipe Real, o primeiro boutique hotel de cinco estrelas no bairro, abriu há um ano, foi eleito em Novembro pela revista Monocle como um dos melhores hotéis urbanos do mundo e fica (bem) escondido, mas tem uma vista incrível sobre a cidade de Lisboa, com o Castelo de São Jorge lá no alto da outra colina.

le consulat
©Stefan von Laue
Hotéis

Le Consulat: dormir artisticamente

As más línguas dizem que é fácil adormecer em museus e que as galerias de arte contemporânea dão sono. No Largo Camões, o hotel Le Consulat vai mais longe e dá-lhe sofás e camas onde se pode estirar confortavelmente enquanto olha para obras de arte.

Publicidade
lux lisboa park
Fotografia: Arlindo Camacho
Hotéis

Lux Lisboa Park Hotel: lux(o) e simplicidade

De linhas severas e cores monocromáticas a puxar ao estilo escandinavo, o Lux Lisboa Park é um hotel de fato e gravata. Passa despercebido no meio da azáfama da zona adjacente ao Parque Eduardo VII, mas ganha pela localização a escassos minutos do centro da cidade.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com