A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Yoga para crianças online
DR

Yogui, estás ligado? Há aulas de yoga para crianças online

Nunca foi tão importante as famílias manterem o equilíbrio emocional. O yoga para crianças ajuda – e funciona à distância

Escrito por
Vera Moura
Publicidade

Se há poucas semanas alguém perguntasse a Ana Sofia Barrias se era possível ter aulas de yoga através do computador, a fundadora da escola Sunshine Yoga era capaz de responder: “Nem pensar!” Mas, de repente, tudo mudou. “Estes tempos de adaptação fizeram-nos abrir as portas a um mundo novo online, de algo que pensávamos que só poderia acontecer presencialmente”, diz entre sessões em live streaming para bebés, crianças e famílias. 

Fique a conhecer melhor esta e outras escolas de yoga que tiveram de se reinventar em tempo de pandemia com aulas online para miúdos.

Recomendado: Coisas para fazer com os miúdos dentro de casa

Aulas de yoga para crianças online

Sunshine Yoga

O centro Sunshine Yoga, em Lisboa, com aulas para bebés a partir dos dois meses de vida, tem as portas fechadas, mas continua determinado em pôr o corpo e a mente dos mais novos a mexer. “As nossas rotinas externas foram comprometidas. O desenvolvimento físico do bebé e da criança está mais limitado devido ao nosso isolamento, assim como o bem-estar emocional e psicológico, não só das crianças como dos seus pais. A continuidade da prática de yoga e meditação diária vai ajudar a manter o corpo saudável, activo e principalmente uma mente sã e consciente do momento presente”, explica a fundadora Ana Sofia.

As aulas, que variam entre os 45 minutos e uma hora (as mais curtas, para crianças até aos 6 anos, são para fazer na companhia dos pais) começam com um momento de recepção e união do grupo, depois há canções, histórias e jogos. No final, é tempo de relaxamento e meditação. “Estamos a falar de aulas online, não são gravações. Aqui há interacção exactamente como numa aula presencial. O professor corrige, ajuda, apoia, motiva e interage com os alunos em tempo real.” Para participar basta ir ao site da escola e fazer a inscrição no horário pretendido. As sessões para bebés, crianças e famílias estão marcadas para as quartas e sábados e custam 10€ (a mensalidade fica por 30€ e se houver irmãos da mesma faixa etária, podem participar sem pagar mais). Depois, é só esperar por um link para entrar.

Pirilampo

Diana Silva, da Pirilampo, diz que, para participar nas novas aulas online do projecto infantil que leva yoga e mindfulness a várias escolas de Lisboa, basta ter espaço suficiente em casa para estender os tapetes e pôr a câmara de forma a mostrar os pequenos yoguis dos pés à cabeça. “Assim, conseguimos ter sessões o mais interactivas possível”, diz a professora, que teve esta ideia para tentar “manter alguma normalidade” e “usufruir dos benefícios do yoga e meditação nesta fase tão desafiante.”

As sessões acontecem através da aplicação Zoom e usam o corpo das crianças para contar histórias. Há jogos que promovem o autoconhecimento e a cooperação, massagens, pintura e construção de mandalas. Os momentos dedicados à respiração (pranayama) são introduzidos de forma lúdica e a fase do relaxamento promete ajudar os mais novos a enfrentar os desafios do dia-a-dia com mais tranquilidade. Os horários e os contactos estão todos disponíveis na página de Facebook da Pirilampo – Yoga e Meditação para crianças.

Publicidade

Escola de Yoga

Evelyne Praxl, da Escola de Yoga em Leça da Palmeira, diz que “a tensão e preocupação dos pais, a perda das rotinas habituais, o afastamento dos amigos e falta de liberdade e actividade física afectam muito as crianças.” Algumas reagem com “inquietação, desorientação ou agressividade às mudanças”.

O Kiddyoga (com dois níveis, para crianças dos 3 aos 7 e dos 8 aos 12 anos) ajuda, mesmo que agora seja com um computador a separar professores e alunos. “Reequilibramos emocionalmente as crianças estimulando a coragem, a segurança em si e no que as rodeia. Proporcionamos actividade física que contribui para o alivio da tensão e
para baixar a hormona do stress, o cortisol. As crianças tornam-se mais receptivas e menos reactivas”, garante a especialista.

A primeira sessão é grátis, depois basta escolher o horário (disponível no site) e pagar um valor único para toda a quarentena — entre 12€ (uma vez por semana) e 30€ (três vezes por semana). Depois de todos conectados (mais uma vez via Zoom), a aula começa com uma conversa sobre como os alunos se sentem e o que mais gostaram do dia. Exercita-se corpo e mente entre histórias e viagens imaginárias e termina-se com relaxamento, onde não faltam mensagens positivas. Vai tudo ficar bem.

#TimeIn

Publicidade
Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade