Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Big Bang: o que não pode perder neste festival de música e aventura

Big Bang: o que não pode perder neste festival de música e aventura

O festival do CCB está de volta, com muita música para as famílias. Ouvidos curiosos: espreitem estas ideias para um fim-de-semana em grande.

Publicidade
Big Bang 2019
JONATHAN LORANGE

Encher as medidas aos mais novos no campo da música é o que está na base do Big Bang, que acontece em vários países europeus e por cá já vai na 10.ª edição. Acontece sexta-feira, 11 de outubro, para as escolas, e só no sábado, 12, o dia será dedicado às famílias – tudo no Centro Cultural de Belém, em várias salas e ao ar livre. A proposta é da Fábrica das Artes, que promete uma explosão de sons para ouvidos curiosos e espíritos destemidos. Siga as nossas coordenadas da programação do Big Bang.

Recomendado: 101 coisas para fazer com crianças em Lisboa

O que não pode perder no Big Bang

1
Big Bang 2019
DR

Pan-Pot ou Modérément Chantant

O Collectif Petit Travers traz de França para Belém um espectáculo de música e malabarismo onde o orgão-rei é o piano, que passa por composições de mestres clássicos, como Bach, ou contemporâneos, como Kagel. Tudo, para ficar a pensar sobre a solidão e as relações corajosas.

Grande Auditório. Sex 16.00 (2,50€) e Sáb 17.00 (4,50€). +6

2
Big Bang 2019
DR

Thelonious

Estes baterista, pianista e baixista vêm da Bélgica, mas prometem transportar a audiência para Nova Iorque na primeira metade do século XX. Eles vão contar a história do excêntrico Thelonious Monk, que ficou conhecido como o “High Priest of Jazz”.

Pequeno Auditório. Sex 12.00 e 15.00 (2,50€). Sáb 12.15 e 16.00 (4,50€). +6

Publicidade
3
Big Bang 2019
DR

Quarto dos Músicos

Portugal está (bem) representado no Big Bang por este espectáculo de Joana Bagulho, Teresa Duarte e Maria Bradley. Uma cantora, inspirada na rainha Isabel I (patrona de William Shakespeare), dá um pequeno concerto – além de colinho a um flautista e a outros cantores.

Sala Eugénio de Andrade. Sex 10.00 e 13.30 (2,50€). Sáb 11.00 e 14.30 (4,50€). +4

4
Big Bang 2019
Dries Segers

Le Grand Ballet

Onde há música, há sempre espaço para a dança – e esta produção da Zonzo Compagnie & Ictus Ensemble dispensa palavras, preferindo uma viola de gamba, uma guitarra eléctrica e uma coreografia que mistura exercícios de yoga, dança de corte barroca e uma aula de aeróbica, como a que terá acontecido em Versalhes, no ano de 1751. O público não fica sentadinho a ver: é convidado a juntar-se à festa.

Sala de Ensaio. Sex 10.00 e 13.30 (2,50€). Sáb 11.00 e 14.30 (4,50). +6

Publicidade
5
Big Bang 2019
JONATHAN LORANGE

Pneumaphone

Será que alguém conhece este instrumento hilariante, inventado pelo belga Godfried-Wilem Raes? Olhem só a ideia que ele foi ter: ligar almofadas de ar a instrumentos de sopro. Alguém por aí quer experimentar pular para fazer música? 

Sala Fernando Pessoa. Sex 10.30-12.45 e 14.00-15.45 (1€). Sáb 11.30-13.30 e 14.30-16.30. 2€. Sessões de 15 min. +4

6
Big Bag 2019
DR

Amoura

É capaz de imaginar um instrumento tão grande, tão grande que cabem 10 pessoas lá dentro? Quem passar pelo Big Bang vai poder entrar numa experiência sensorial e criativa, tocando dentro e fora de uma amoura, a maior sanfona do mundo.

Praça CCB. Sex 10.00-12.30 e 13.30-16.00. Sáb 11.00-13.30 e 14.30-17.00. Entrada livre. +0

Publicidade
7
Big Bang 2019
DR

Uma roda e uma canção de fadas

Viagem ao passado à boleia de cinco músicos que tocam coisas do tempo em que as mulheres usavam espartilho e os homens collants. A indumentária passou de moda, mas a música não.

Sala Luís de Freitas Branco. Sex 11.00 e 14.30 (2,50€). Sáb 12.00 e 15.30 (4,50€). +4

8
Big Bang 2019
DR

Sopa de Pedra

Troque o frade esfomeado por um grupo de 10 mulheres que, a capella, cantam o conto popular. As famílias vão ficar a conhecer algumas das músicas mais tradicionais do nosso país, dos cânticos mirandeses às baladas açorianas, das cantigas de adufeiras ao cante alentejano.

Caminho pedonal. Sex 17.00. Sáb 18.00. Entrada livre. +0

Publicidade
9
Big Bang 2019
DR

Vivências Musicais e Performativas

Nesta oficina, os mais novos vão poder montar e experimentar instrumentos musicais invulgares. Os formadores de serviço vão criar composições musicais com aqueles que, pouco depois, sobem ao palco para protagonizar de um espectáculo inesquecível.

Sala Sophia de Mello Breyner Andersen. Sex 11.30 e 14.00 (2,50€). Sáb 11.15 e 14.0 (4,50€). +7

10
Big bang 2019
RICARDO RODRIGUES PHOTHOGRAPHY

Floresta de Sons

Troncos de árvores, garrafas de plástico e outros materiais improváveis compõem os instrumentos desta instalação de Nuno Cintrão, que produz sons nunca antes ouvidos.

Jardim das Oliveiras. Sex 10.00-12.30 e 13.30-16.00. Sáb 11.00-13.30 e 14.30-17.00. +0

Mais em família

Miúdos

O melhor de Belém para as crianças

Os meninos andam a estudar os Descobrimentos? Feche-lhes o livro de História e leve-os a Belém. Alguns dos monumentos mais emblemáticos do bairro histórico à beira rio são do tempo em que os portugueses partiram à descoberta do mundo. Mas há muito mais para fazer em família além de visitar o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém ou o Padrão dos Descobrimentos: há jardins para brincar, museus para explorar, restaurantes amigos das famílias, lojas coloridas e boas razões para dar umas facadas na dieta. Olhe que ser turista na própria cidade é bem divertido.  

Actividades para crianças no Museu Berado
©Museu Berardo
Miúdos

Museus para crianças em Lisboa? São mais que as mães e bem divertidos

É uma grande injustiça dizer que a palavra museu cheira a mofo. Mas se começou por arrastar os miúdos para uma exposição interminável que interessa apenas a adultos... é bem possível que o programa enfrente uma certa resistência. Não desanime. Um roteiro museológico não tem de ser um programa aborrecido, muito pelo contrário. Fomos à procura dos melhores museus para crianças em Lisboa. 

Publicidade