Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Escapadinhas com crianças: atracções a menos de uma hora de Lisboa

Escapadinhas com crianças: atracções a menos de uma hora de Lisboa

O mais difícil é enfiá-los no carro. Depois, a uma hora ou menos de caminho, encontra praias paradisíacas e muitas outras atracções pensadas para eles. Para gente pequena, pequenas escapadinhas.

Quinta Pedagógica Burros do Magoit
©Quinta Pedagógica Burros do Magoit Quinta Pedagógica Burros do Magoito
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Mãe, pai, falta muito para chegarmos? Se a pergunta insistente lhe é familiar, temos uma mão cheia de ideias para aproveitar os fins-de-semana e tirar as crianças de casa, mas sem ir para muito longe da cidade. A menos de uma hora de viagem de Lisboa, em Cascais, Sintra, ou Mafra, há atracções para miúdos e graúdos, mais ou menos irrequietos. Há praias paradisíacas mas não só: karts e paintball, trampolins e tiro ao arco, animais da quinta e fauna selvagem para conhecer. Não perca tempo: enfie os miúdos no carro e boa (mini) viagem. 

Recomendado: Museus para crianças em Lisboa? São mais que as mães e bem divertidos

Escapadinhas com crianças: atracções a menos de uma hora de Lisboa

Reserva Burros da Aldeia do Magoito
©Reserva Burros da Aldeia do Magoito
Miúdos

Burros do Magoito

icon-location-pin Sintra

Nesta quinta também vivem póneis, coelhos, porcos, cabras e ovelhas, mas o nome não foi escolhido ao acaso: os burros (e as burras ou jumentas) são, de facto, os protagonistas. O projecto investe na preservação desta espécie em vias de extinção, dedica-se à asinoterapia – promovendo actividades com adultos e crianças com necessidades especiais –, e ainda explora as propriedades do leite de burra – que já Cleópatra sabia como ajudava a nutrir a pele – na área da cosmética. Durante a visita, os miúdos contactam com os animais e podem passear de burro (10€) ou dar uma volta pela aldeia do Magoito sentados numa charrete (10€). No picadeiro, podem passear em cima de um pónei (10€) e ainda ajudar a tratar e alimentar os animais. Relativamente perto da quinta, também encontra o Parque de Merendas do Magoito, onde pode piquenicar. Se preferir ir apanhar sol para perto do mar, tem a praia do Magoito, no Parque Natural de Sintra-Cascais.

+ As melhores praias em Sintra

Museu do Mar D. Carlos
Fotografia: Arlindo Camacho
Museus

Museu do Mar Rei D. Carlos

icon-location-pin Cascais

Comparar a visita a este museu a um mergulho no mar é capaz de ser a coisa mais óbvia que se possa dizer. Nascido em 1992,é um dos mais interactivos da vila, coisa para entreter a pequenada durante umas boas duas horas. Dedica-se não só às artes da pesca como às espécies que nadam no fundo mar – com impressionantes representações de baleias e tubarões em tamanho real.

Publicidade
Kartódromo internacional de palmela
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer, Eventos desportivos

Kartódromo de Palmela

icon-location-pin Grande Lisboa

Os aspirantes a piloto de Fórmula 1 vão ficar delirantes, mas é melhor olhar bem para a fita métrica antes de sair de casa: o kartódromo tem uma pista júnior para os mais novos, com karts de vários tamanhos, só que é obrigatório ter 1,20 metros de altura para poder acelerar. Aos fins-de-semana, a pista pode ser reservada para grupos por uma hora, de manhã ou entre as 15.00 e as 16.00, por 160€. Fora desse período, os bilhetes são individuais e custam 11€/15 minutos. Na pista, há um técnico a garantir a segurança e a ensinar as regras básicas de condução – importante para os pais – mas o que eles vão querer mesmo é aprender tudo rapidamente para sentirem a adrenalina de andar numa pista a sério. Depois podem fazer um passeio de família até ao Castelo de Palmela.

Tapada De Mafra
© Arlindo Camacho
Atracções, Zoológicos e aquários

Tapada de Mafra

icon-location-pin Mafra/Ericeira

São 30 minutos dentro do carro e já está (o pesadelo do “sair de casa” não conta, porque é obrigatório, qualquer que seja o destino). Depois, há mais de mil hectares de verde para explorar, com uma fauna selvagem de gamos e veados, javalis, raposas, 60 espécies de aves e um sem-número de animais. Mas talvez seja boa ideia passar pelo site da Tapada Nacional de Mafra e chegar já com um plano mais ou menos delineado. Na hora, os miúdos vão ficar baralhados com tantas opções: passeios de BTT, visitas guiadas num comboio de lata, passeios nocturnos, baptismos de cavalo, workshops de apicultura, aulas de tiro com arco... Os bilhetes para o passeio pedestre custam 4€, mas há um bilhete de família (dois adultos e duas crianças) que fica por 13€. É uma escapadinha para durar um dia inteiro.

Publicidade
Aldeia da Praia
©Arlindo Camacho
Hotéis, Parques de campismo

Aldeia da Praia

icon-location-pin Sintra

Comer, beber e brincar: os verbos que interessam às crianças na Aldeia da Praia. Os terrenos da antiga colónia de férias da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses, entre a Praia Grande e a Praia das Maçãs, transformaram-se numa verdadeira aldeia com espaço para parque de campismo, glamping e um hostel. Onde antes eram o refeitório e a enfermaria ficam agora bares de cocktails e cerveja artesanal para os pais se entreterem enquanto os miúdos exploram o parque infantil. Há ainda pizzas da Souldough, hambúrgueres da Organic Burger e panquecas, tapiocas e sumos da Pura Pancake House. Já para não falar da agenda recheada, com actividades para toda a família, desde música para bebés a aulas de yoga.

Coisas para fazer

Fluviário de Mora

icon-location-pin Grande Lisboa

O destaque vai para as lontras, mas ao longo da visita a este aquário de água doce, ficará a conhecer algumas das espécies dulciaquícolas de Portugal, da nascente até à foz; outras que ocorrem na Península Ibérica; e também da bacia hidrográfica do rio Amazonas e dos grandes lagos africanos do vale do Rift. Se os miúdos quiserem ser aquaristas por uma hora (bilhete + 8€/pessoa), podem aprender a alimentar os peixes e conhecer os bastidores do fluviário e da manutenção do aquário. Para os mais destemidos, também há um roteiro de arborismo (1,50€/pessoa c/ apresentação do bilhete de visita ao fluviário; ou 3€/pessoa sem bilhete), uma aventura radical nas copas das árvores do Parque Aventura. 

Publicidade
News Museum - Apresentadora 2
©DR
Coisas para fazer

NewsMuseum

icon-location-pin Sintra

Já não há soldadinhos de chumbo ou Barbies no número 26 da Rua de Monserrate, morada do antigo Museu do Brinquedo. No Newsmuseum há ecrãs gigantes para tocar e estúdios de rádio e televisão (com teleponto) onde se pode ser pivot, registar a gravação e levar para casa. Este é um espaço interactivo, bem ao gosto dos mais novos. 150 anos de história mediática em Portugal são resumidos num filme de nove minutos, o espaço dedicado ao jornalismo desportivo tem um relvado, uma pista de tartan e cacifos com histórias lá dentro, e, no átrio central, o desafio é espreitar o futuro – com o risco de enjoar se não apoiar as mãos. Coloquem os óculos de realidade virtual e descubram o que lá vem.

Publicidade
Miúdos

Fun Parque São João

icon-location-pin Grande Lisboa

A agilidade dos mais novos é posta à prova nos sucessivos obstáculos que têm de atravessar, entre as plataformas fixadas nas copas das árvores. No Fun Parque, o arborismo é levado a sério e há escadas de corda, pontes suspensas e ganchos de slide para explorar. Há ainda escalada, paintball e slaptmaster (uma espécie de paintball para os mais pequenos, que podem jogar a partir dos 6 anos).

Viagem à Corte do Século XVIII, no Palácio Nacional de Queluz,
©PSML
Atracções, Edifícios e locais históricos

Palácio Nacional de Queluz

icon-location-pin Grande Lisboa

Convenhamos: a visita a um palácio pode ser um bocejo. E então para as crianças nem se fala. Não podem mexer em quase nada, não se avista vivalma… Mas e se de repente aparecer um senhor de cabeleireira de tom duvidoso, trajado com uns calções acetinados a roçar o ridículo? Todo este cenário acontece na Viagem à Corte do Século XVIII, no Palácio Nacional de Queluz, uma actividade que mistura na dose certa a visita às salas principais daquela que foi a residência de Verão de D. Pedro de Bragança e da rainha D. Maria I com uma reconstituição histórica em que não faltam muitas das personagens que faziam parte da corte setecentista portuguesa, vestidas a rigor. De repente é como se a História desse um salto no tempo e o palácio recuperasse os seus inquilinos de há três séculos. No salão de baile, nos jardins ou na sala do trono surgem princesas, aias e gente nobre com o ar mais natural deste mundo, interagindo com as famílias do século XXI como se nunca tivessem deixado de habitar tão faustosos aposentos.

Publicidade
Coisas para fazer

Parque das Gerações

icon-location-pin Cascais

Aqui a coragem conta. O Parque das Gerações é procurado por aqueles que querem viver a vida com mais adrenalina. E não interessa se não tem experiência, porque neste skate parque tanto andam os grandes atletas sobre rodas aos mais novinhos, que ainda mal se equilibram em cima da tábua. 

Mega Campo
©DR
Miúdos, Eventos activos

Megacampo Parque Aventura

icon-location-pin Mafra/Ericeira

São 40 hectares de terreno, a recriar 12 campos de jogos, por isso não há que ter medo de alimentar expectativas erradas: é mesmo um megacampo de aventura o que os miúdos vão encontrar. O que convém explicar-lhes é que é preciso reunir um grupo de 10 pessoas e que alguns acessórios (como as fardas ou as luvas), são cobrados à parte, bem como as actividades extra de rapel, slide ou escalada, para não haver surpresas na hora de pagar. Os pacotes são flexíveis e, entre as inúmeras opções – paintball (18€), lasertag (25€) ou tiro ao alvo (6€), por exemplo – é fácil encontrar soluções não só para festas de aniversário diferentes, mas também para encontros de amigos ou com a família alargada. Para os com mais pedalada, sugerimos os gokarts (5,95€/pessoa), que permitem que todas as idades desfrutem duma corrida épica todo-o-terreno. Se ainda tiver energia, pode ir à Aldeia José Franco, uma das mais reconhecidas aldeias musealizadas do país, situada entre a Ericeira e Mafra.

Publicidade
Eléctrico de Sintra
Fotografia: Arlindo Camacho
Casas

Eléctrico de Sintra

icon-location-pin Sintra

Viajar num Eléctrico de 1904 é um programa em Sintra que os miúdos vão adorar. Do centro da vila à Praia das Maçãs, em Colares, são 13 quilómetros de sobe e desce, curvas e contracurvas, entre a serra e o mar. A viagem de eléctrico de 45 minutos, com oito paragens, não vale só pelo destino (com mergulho obrigatório). No caminho há muito para descobrir e fotografar. As crianças até aos 6 anos não pagam – desde que não ocupem um lugar.

Quintinha Pedagógica de Monserrate
©DR
Miúdos

Quintinha de Monserrate

icon-location-pin Sintra

O seu filho é daqueles que pensa que o leite vem do pacote e não da vaca? Está na hora de lhe mostrar o que é a vida agrícola. A quintinha pedagógica de Monserrate recria o ambiente campestre da região e convida os mais novos a brincarem aos agricultores. Até pode ser palco de festas de anos, com o tema Aniversário Saloio. Para os mais velhos também há programas: até Setembro, todos os sábados, as sessões de horticultura biológica ensinam a gerir uma horta. A inscrição prévia é obrigatória. Bem como o pagamento de 20€.

Publicidade
quantum park
Fotografia: Manuel Manso
Coisas para fazer

Quantum Park

icon-location-pin Sintra

A saltar, a escalar ou a andar de skate no Quatum Park, um dos maiores parques de trampolins da Europa. O parque divide-se em três estações distintas, cada uma delas com níveis de dificuldade adaptados à experiência (ou à falta dela) de cada um. À entrada somos bombardeados com um arco-íris transformado em 20 paredes de escalada com nove metros de altura. A prata da casa são, claro, os trampolins, que ocupam a maior área do parque, contando com um campo de basquetebol e outro de dodge ball, uma torre de saltos, para os mais corajosos, e um percurso ninja, com saltos, equilibrismo, corrida, suspensão, a fazer lembrar os Jogos Sem Fronteiras, que fazem parte da memória coletiva sobre as décadas de 80 e 90. Ao fundo do parque, está a zona mais radical com um half-pipe para quem quiser mostrar os dotes em cima do skate, e ao lado está um air bag gigante em forma de rampa para aterrar depois de uma manobra sobre rodas. Quanto aos preços, as actividades são pagas à hora: os trampolins, a escalada e o skate custam 10€ durante a semana e 12€ ao fim de semana.

frederico morais
Fotografia: Arlindo Camacho
Coisas para fazer, Eventos desportivos

The Blue Room

icon-location-pin Cascais

Muito mais do que uma escola de surf, a The Blue Room é uma casa para aficionados das ondas. Um dos sócios é o campeão Frederico Morais, aka Kikas, que se juntou aos amigos José Celestino da Costa e João Murjal para criar um conceito que vai muito além das aulas. Na sala azul, há espaço para estudar e esperar pelos pais e uma televisão para ver os circuitos internacionais de surf.  

Publicidade
Quinta pedagógica Armando Villar
Fotografia: Ana Luzia
Miúdos, Eventos activos

Quinta Pedagógica Armando Villar

icon-location-pin Cascais

Para não chegarmos àquele dia apocalíptico em que só vamos conhecer o aspecto de um frango quando o virmos embalado no supermercado, nada como ir directo à fonte. Na primeira Quinta Pedagógica Biológica do país as crianças descobrem o quotidiano no campo e podem alinhar em oficinas.

UPUP
Manuel Manso
Coisas para fazer

UPUP Park

icon-location-pin Cascais

São mais de 80 trampolins e nove actividades abertas para todas as idades, no novo espaço UPUP em Rio de Mouro, Sintra. Se pensa que se tratam de meros trampolins, engana-se. Aqui, há um espaço para praticar basquetebol e futebol e ainda um recinto dedicado ao dodgeball (o antigo jogo do mata). Há também uma zona de insufláveis e outra chamada de "Saco no Ar", que conta com quatro pistas de aceleração, com um metro e meio de profundidade, permitindo o aperfeiçoamento da técnica do trampolim. Com uma lotação para 90 pessoas, o UPUP vai ter ainda aulas de fitness e de iniciação aos trampolins. Os miúdos, que são habitualmente quem mais gosta destas coisas, têm também a oportunidade de fazer aqui a sua festa de aniversário. Os preços rondam entre os 12€ (preço para uma sessão de 60 minutos), 39,5€ para famílias de dois adultos e duas crianças e 50€ (preço para cinco sessões individuais de 60 minutos).  

Publicidade
Ohficina
©DR
Miúdos, Eventos activos

OHficina - Laboratório de Materiais Improváveis

icon-location-pin Cascais

Madeira, alumínios, plásticos, tecidos ou papel, tudo junto dentro de uma antiga estufa recuperada no meio do Parque Marechal Carmona, em Cascais. Sabe o que é? É a Ohficina. Maria Peres e Joana Quadros, ambas educadoras de infância, juntaram forças e mentalidades para criar este projecto que assenta em três grandes pilares: a educação, a sustentabilidade ambiental e a arte. Está aberta durante a semana para receber a comunidade e escolas (sempre por marcação 91 483 8321 ou ohficina.pt@gmail.com) e, ao fim-de-semana, o espaço dinamiza workshops para famílias.

Casa da Marioneta
@DR
Museus

Casa da Marioneta

icon-location-pin Sintra

Ainda Sintra estava de luto com a perda do Museu do Brinquedo, já ganhava a Casa da Marioneta para a troca. Não fica no centro, mas tem tudo para encantar os mais novos. Ao todo são 300 as marionetas que foram viver para esta casa pequenina no Jardim da Anta. Espectáculos, exposições, oficinas, horas de conto, um clube de teatro e sessões literárias fazem parte da festa. 

Publicidade
Zebras e outros animais no Badoca Safari Park
Fotografia:Arlindo Camacho
Atracções, Zoológicos e aquários

Badoca Park

Esta proposta fica um bocadinho mais longe, mas vale a pena a viagem até ao Badoca Safari Park. Neste parque temático, que existe desde 1999, pode fazer um safari africano, para ver zebras, gnus, gamos, girafas, elandes, mas também observar o voo das aves de rapina ou interagir com os lémures. São 90 hectares de contacto directo com a natureza e a vida animal – actualmente cerca de 500 animais selvagens de 45 espécies distintas. Nas grandes Ilhas de Primatas, por exemplo, encontra uma família de chimpazés comuns, uma família de babuínos sagrados e uma família de mandris. No Jardim de Aves Exóticas, a ideia é deixar-se invadir pela alegria das cores das variadas espécies que aí habitam: loris, tucanos, periquitos, papagaios e caturras. Escusado será dizer que os miúdos vão delirar. 

Lisboa dos pequenitos, bairro a bairro

Parque do Alvito
Fotografia: Arlindo Camacho
Miúdos

O melhor de Monsanto para os miúdos

O quarto dos brinquedos virado do avesso, os miúdos à bulha, a televisão aos gritos. O cenário é-lhe familiar? A solução é arrancá-los de casa. No pulmão verde da cidade, não faltam lugares para entreter os mais novos e deixá-los tão cansados, tão cansados, que no regresso a casa nem têm energia para desarrumações ou discussões. 

Pavilhão do Conhecimento
Arlindo Camacho
Miúdos

O melhor do Parque das Nações para as crianças

A zona oriental de Lisboa estava completamente adormecida até 1998, quando a EXPO fez nascer o grandioso Parque das Nações. "EXPO? O que é isso?", perguntam aos pais os filhos dos anos 2000. Se não lhe apetece fazer uma longa viagem pelo corredor da memória, o melhor é enfiá-los no carro e partir à descoberta do bairro à beira Tejo, onde não faltam atracções para as crianças. 

Publicidade
Loja quer
©DR
Miúdos

O melhor do Príncipe Real para as crianças

Por ocasião dos 50 anos da Time Out, os editores de todo o mundo elegeram os 50 bairros mais cool do momento. O Príncipe Real ficou em 5.º lugar. Os restaurantes e lojas com mais pinta da cidade sucedem-se – e todos os dias parecem nascer novidades. Neste oásis para alfacinhas e turistas, cujo epicentro é o Jardim do Príncipe Real, os mais novos não foram esquecidos. 

Miúdos

O melhor de Belém para as crianças

Os meninos andam a estudar os Descobrimentos? Feche-lhes o livro de História e leve-os a Belém. Alguns dos monumentos mais emblemáticos do bairro histórico à beira rio são do tempo em que os portugueses partiram à descoberta do mundo. Mas há muito mais para fazer em família além de visitar o Mosteiro dos Jerónimos, a Torre de Belém ou o Padrão dos Descobrimentos.

Publicidade