A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
livros feministas para crianças
DRMulheres Sem Medo

Musas inspiradoras: nove livros para pais e filhos

Os papéis principais não estão reservados apenas aos rapazes. Espreite estes livros, que ensinam às crianças o que é o feminismo.

https://media.timeout.com/images/105796494/image.jpg
Escrito por
Raquel Dias da Silva
Publicidade

Não são princesas ou rainhas (bem, algumas também eram), mas heroínas da vida real que, com talento e determinação, fizeram a diferença na sua época e muitas vezes para lá dela. Da aventureira Amelia Earhart, pioneira da aviação nos Estados Unidos, até à cientista portuguesa Branca Edmée Marques, sem esquecer muitas outras raparigas rebeldes, como a pintora mexicana Frida Kahlo ou a astronauta russa Valentina Tereshkova, quase todas figuram nestes noves livros feministas, escritos a pensar nas crianças, mas perfeitos para qualquer idade. São musas inspiradoras. Inspire-se com elas e celebre as mulheres e o feminismo.

Recomendado: Cinco mulheres marcantes da história de Lisboa

Musas inspiradoras: nove livros para pais e filhos

De Maria Isabel Sánchez Vegara e vários

Esta colecção de Maria Isabel Sánchez Vegara, que conta com ilustrações de vários artistas, é perfeita para mostrar às crianças como pequenos sonhos se transformaram em grandes histórias de vida que mudaram o mundo em que vivemos. De Anne Frank a Amelia Earhart, a série inclui sete livros ao todo e o mais recente foi lançado em Janeiro deste ano.

Nuvem de Letras. 40 págs. 12,90€.

De Marta Breen e Jenny Jordhal

São 150 anos de coragem, garra e visão de quem lutou e ainda luta pelos direitos das mulheres à volta do globo. Da luta abolicionista ao movimento #MeToo, passando pela história das sufragistas e do direito ao aborto, está (quase) tudo nesta banda desenhada, que se assume como uma breve história do feminismo, das suas principais figuras e das causas que defende.

Bertrand Editora. 128 págs. 17,70€.

Publicidade

De Maria Rosário Pedreira e Elsa Martins

Brites de Almeida, Catarina de Bragança, Sophia de Mello Breyner Andersen: foram várias as mulheres que se rebelaram contra convenções e obstáculos e alcançaram feitos incríveis que mudaram Portugal e o mundo. Com ilustrações de Elsa Martins e textos de Maria Rosário Pedreira, este livro celebra algumas dessas portuguesas, que se destacaram em diferentes áreas, da política às letras e ao empreendedorismo.

Booksmile. 72 págs. 15,49€.

De Andreia Nunes e Rachel Caiano

Inspirada em Valentina Tereshkova, a primeira mulher astronauta a ir ao Espaço, Andreia Nunes escreveu esta história sobre uma menina que é, como todas as crianças, “uma imensidão intergaláctica de criatividade”. E Rachel Caiano deu-lhe vida com as suas ilustrações, ambas na esperança de inspirar mais crianças com uma singela mas poderosa verdade: a de que o céu não é o limite.

Editorial Caminho. 32 págs. 10,90€.

Publicidade

De Elena Favilli

Da liderança de Cleópatra ao activismo de Malala, passando pelo génio visionário de Ada Lovelace, este álbum ilustrado conta a história de uma centena de mulheres que, com determinação e inteligência, ficaram na história da Humanidade por terem tido a audácia de sonhar com um mundo onde o género não define fronteiras. Depois de uma leitura destas, não há maneira de os miúdos não dormirem como um anjinho.

Nuvem de Tinta. 332 págs. 18,80€.

De Rachel Ignotofsky

Quando se pensa em cientistas famosos, Einstein, Newton, Darwin e Edison parecem estar sempre na ponta da língua. Mas também há muitas mulheres notáveis nos campos da ciência, da tecnologia, da engenharia e da matemática, desde a Antiguidade até aos dias de hoje. Recheado de ilustrações de encher o olho, este livro destaca as contribuições de 52 pioneiras, como a primatologista Jane Goodall e a portuguesa Branca Edmée Marques, que estudou e trabalhou com Marie Curie.

Bertrand Editora. 136 págs. 15,50€.

Publicidade

De Nadia Fink e Pitu Saá

Nesta série de livros infantis de Nadia Fink, dedicada a personalidades latino-americanas, as protagonistas são mulheres reais, que não tinham super-poderes mas eram super-poderosas. O primeiro, lançado em Portugal em 2017 a propósito da comemoração do Dia Internacional da Mulher, é dedicado à pintora mexicana Frida Kahlo, que “teve uma perna defeituosa, que nunca escondeu, e usou a arte para combater o sofrimento”.

Tinta-da-China. 28 págs. 8,90€.

De Equipa Plantel e Luci Gutiérrez

Mulheres e homens têm os mesmos direitos, mas nem sempre as mulheres desfrutam dos mesmos privilégios que os homens. Como conquistar um mundo igualitário? É a grande questão a que a Equipa Plantel e a ilustradora Luci Gutiérrez respondem neste livro bem-humorado, que venceu o Prémio Bologna Ragazzi de de Não-Ficção, em 2016.

Orfeu Mini. 56 págs. 14€.

Publicidade

De Andrea J. Buchanan e Miriam Peskowitz

Esta fantástica mini-enciclopédia é também um livro prático para todas as raparigas de espírito independente. Das Rainhas da Antiguidade à Breve História dos Primeiros Feitos das Mulheres nos Jogos Olímpicos, inclui-se ainda um manancial de actividades divertidas, como mais de dez maneiras de jogar à apanhada.

Guerra & Paz. 272 págs. 12,50€.

Mulheres no Mundo

  • Noite

A canção “Lisboa Menina e Moça” é muito linda, mas está desactualizada. As varinas desapareceram e as mulheres da cidade desafiam a canção de Carlos do Carmo e vão muito para além do papel de musa para poetas. Em vez de inspirarem versos como “teus seios são as colinas”, inspiram-nos com o seu talento, coragem e criatividade.

  • Filmes
  • Terror

Foram sobretudo os homens que, historicamente, se sentaram na cadeira de realizador de filmes de terror (e não só). Mas, ao longo das últimas décadas, esse desequilíbrio começou a esbater-se, o género perdeu a conotação caricata, continuou a ganhar fãs, a qualidade das produções subiu, e hoje são várias as obras assinadas no feminino que nos fazem saltar do assento.

Recomendado
    Também poderá gostar
      Publicidade