Os melhores grupos de teatro infantil

São 10 grupos de teatro de Lisboa com criações a pensar nos mais pequenos. Decore bem estes nomes porque eles são um espectáculo

©David Cachopo"O Gato das Botas", pelo Teatro Infantil de Lisboa

Com casa própria ou em regime de itinerância, estes grupos trabalham sempre a pensar nos mais novos, mas não pense que os adultos são esquecidos — muitos também dão formação para pais e educadores, e ainda lições para miúdos em tempos de escola ou durante as férias. E que tal uma festa de anos passada no teatro? Também se arranja. Apresentamos dez formações de teatro infantil, entre veteranos e novos criadores. Bom espectáculo. 

Os melhores grupos de teatro infantil

Teatro Bocage

Teatro Bocage

Implantou-se nos Anjos em Maio de 2006 e é aqui que o Teatro Bocage se tem afirmado nos trabalhos para os mais novos. Realizam workshops de teatro durante todo o ano lectivo e as férias escolares não são esquecidas neste processo. A ideia é que quem passa pelas 120 cadeiras se sinta em casa, daí que privilegiem o conceito de teatro-família. Pais e professores são trazidos à baila. A Alegre História de Portugal em 90 Minutos ou O Rato do Campo e o Rato da Cidade, são alguns destaques recentes.

TIL

TIL

São mais de 50 produções, e um número superior a 6500 espectáculos através dos quais a companhia deu a conhecer autores nacionais e internacionais, adaptando clássicos, óperas e bailados. O Teatro Infantil de Lisboa estreou-se no espaço do Teatro do Nosso Tempo. Correu salas como a do ABC ou do Teatro Aberto, e nos últimos anos instalou-se no Teatro Armando Cortez. Os miúdos podem celebrar o seu aniversário numa produção do TIL.

Publicidade

Papa-Léguas

Teatro e educação artística desde 1976. Já são muitos anos, ou muitas léguas, a contar para este grupo de teatro infantil. Fazendo jus ao nome, o Teatro Papa-Léguas também corre o país (basta que solicitem os seus serviços), abre as suas portas a festas de anos dos mais pequenos e recebe grupos escolares. Por regra, costumam funcionar no auditório Carlos Paredes, em Benfica. Siga as estreias ou reposições que acontecem aos fins-de-semana.

O Sonho

O Sonho

Existe desde 1999, sedeada nos Anjos, para trabalhar com o público infanto-juvenil e difundir áreas como o teatro, a dança, as artes circenses ou o canto. O objectivo é que em cada espectáculo pelo menos três destes ingredientes se juntem à festa. A Companhia de Teatro o Sonho segue leituras recomendadas pleno Plano Nacional, casos de O Cavaleiro da Dinamarca, A Farsa de Inês PereiraO Auto da Barca do Inferno. Pelo caminho, fomenta workshops e fóruns de debate.

Publicidade
Formiga Atómica

Formiga Atómica

Em 2014, Miguel Fragata e Inês Barahona lançaram esta associação cultural. A Formiga Atómica produz criações para um público mais jovem mas os conteúdos estão longe da cedência à infantilização, não tivessem os adultos tanto a aprender com os miúdos. Em Novembro de 2016, por exemplo, o espectáculo Do Bosque para o Mundo explicava no palco do São Luiz a crise migratória aos maiores de 10 anos.

Muzumbus

Teatro, animações e instalações. Basta seguir o catálogo para este ano. O Muzumbos é um grupo artístico multidisciplinar formado em 2012 por Carlos Miranda e Mafalda Abreu. Os conteúdos didácticos que criam exploram o gosto pelas artes e o respeito pela natureza, e no plano artítico apostam em histórias novas e originais. A itinerância também faz parte do ADN deste grupo, que corre escolas, bibliotecas, museus, casas de espectáculo, câmaras e empresas. Trazê-los a sua casa? E porque não?

Publicidade
AnimArte

AnimArte

Para o Grupo de Teatro Infantil AnimarArte, os caminhos vão dar ao Jardim Botânico da Ajuda. É aqui que em 2004 se formou esta associação, que apresentou Alice no Jardim das Maravilhas. E se inicialmente o colectivo era composto por crianças entre os 8 e os 12 anos, actualmente vários elementos têm até 21 anos. O grupo trabalha durante todo o ano no jardim, especialmente na Primavera e no Verão, e os ensaios decorrem ao ar livre. Os espectáculos são apresentados em salas como o Centro Cultural da Malaposta.

Terceira Linha

Terceira Linha

A Princesa Aborrecida é a segunda de três produções infantis da Companhia de Teatro Terceira Linha, todas com base em textos originais do grupo. Neste espectáculo, por exemplo, partem do aborrecimento que existe naturalmente nas crianças para chegar à figura da Princesa. O grupo tem colaborado com escolas e espaços da zona da Grande Lisboa e pela primeira vez passou pelo Centro Cultural da Malaposta.

Publicidade

Palco de Chocolate

É para "saborear com alma", defende este Palco de Chocolate. Seja a partir do primeiro ano de vida ou até aos 10 anos, há muita criação para descobrir em destinos como o Museu do Teatro e da Dança, onde têm apresentado o seu trabalho. Formação teatral para pais? Aulas para empresas? Lições para miúdos? A resposta é sim a tudo. Também organizam festas de aniversário e animações que farão os adultos ficarem verdes de inveja.

A Tarumba

A Tarumba

A Tarumba foi criada em 1993 e é a partir do Convento das Bernardas que se dedica à criação de espectáculos e workshops, tendo por base o trabalho com as marionetas. Para além disso, o grupo é responsável pela programação do FIMFA LX, uma já instituição na matéria e no calendário da cidade. Está também a desenvolver o projecto do CAMa - Centro de Artes da Marioneta, espaço de residência da companhia e um centro de desenvolvimento de projectos em torno da arte da marioneta.

Publicidade

Programas para todos os tipos de crianças

Actividades para miúdas que só querem ser princesas

São facilmente apontadas como as pirosas da turma, facto que lhes passa completamente ao lado. Vestem-se de cor-de-rosa da cabeça aos pés, vários dias seguidos, sem mostrarem sinais de enjoo e obrigam as mães a brincar às princesas uma média de sete dias por semana (as mães fazem de criadas e não de rainhas, claro).

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Actividades para miúdos que querem ser pilotos

Sonha ser um dos heróis de quatro rodas dos filmes da Disney, fica com torcicolos de cada vez que vê passar uma mota na rua e delira com capacetes. Soa-lhe familiar?

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Actividades para miúdos destemidos

Andam com dois ou três pensos rápidos nos joelhos e os cotovelos passam a vida esfolados. Gostam mais de andar pelo ar do que com os pés assentes na terra e desafiam todos os dias as leis da gravidade. Os pais sentem suores frios com frequência e há vezes em que o coração parece que lhes vai saltar pela boca.

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Actividades para miúdos que gostam de animais

Ficam enternecidos com a pomba fofinha que acabou de se aliviar no vidro dianteiro do carro dos pais. Pedem coelhos e furões como presentes de aniversário. São capazes de fazer mais festinhas ao rafeiro que encontraram na rua do que àquela tia chata que passa a vida a querer estrafegá-los com beijos.

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa
Publicidade

Comentários

0 comments