0 Gostar
Guardar

Actividades para miúdas que só querem ser princesas

A Time Out foi à procura dos melhores programas na cidade para todo o tipo de miúdos

Ilustração: José Carlos Fernandes

São facilmente apontadas como as pirosas da turma, facto que lhes passa completamente ao lado. Vestem-se de cor-de-rosa da cabeça aos pés, vários dias seguidos, sem mostrarem sinais de enjoo e obrigam as mães a brincar às princesas uma média de sete dias por semana (as mães fazem de criadas e não de rainhas, claro).

Foleirices por um dia

Ir tratar da beleza

Ir tratar da beleza

A próxima festa de anos da sua princesa não tem nada que enganar: será no PlayBowling de Cascais, nessa catedral da pirosice que dá pelo nome de PlayPrincess. Para ela e para as amiguinhas será simplesmente o paraíso na terra, um espaço maravilhoso onde os seus desejos são ordens e onde terão à disposição toda uma gama de serviços de fazer inveja às mães, que andam há 15 dias para retocar o verniz das unhas: massagens, cabeleireiro, maquilhagem, manicure, pedicure e um desfile numa passarela fúcsia à altura das modelos da Victoria’s Secret. O dress code é uma t-shirt branca e chinelos tipo havaianas para deixar brilhar as saias de tule farfalhudas, as faixas tipo miss, os leques, as varinhas de condão, as plumas e as tiaras que esperam por elas no camarim.

Rua Chesol 35, Cascais. 91 734 4437. 25€/criança (inclui lanche).

Fazer uma visita ao rei

Fazer uma visita ao rei

Convenhamos: a visita a um palácio pode ser um bocejo. E então para as crianças nem se fala. Não podem mexer em quase nada, não se avista vivalma… Mas e se de repente aparecer um senhor de cabeleireira de tom duvidoso, trajado com uns calções acetinados a roçar o ridículo? Todo este cenário acontece na Viagem à Corte do Século XVIII, no Palácio Nacional de Queluz, uma actividade que mistura na dose certa a visita às salas principais daquela que foi a residência de Verão de D. Pedro de Bragança e da rainha D. Maria I com uma reconstituição histórica em que não faltam muitas das personagens que faziam parte da corte setecentista portuguesa, vestidas a rigor. De repente é como se a História desse um salto no tempo e o palácio recuperasse os seus inquilinos de há três séculos. No salão de baile, nos jardins ou na sala do trono surgem princesas, aias e gente nobre com o ar mais natural deste mundo, interagindo com as famílias do século XXI como se nunca tivessem deixado de habitar tão faustosos aposentos.

Largo do Palácio de Queluz. 21 923 7300. Domingos, 15.00 (consultar datas em www.parquesdesintra.pt). 9€.

Ser modelo por uma hora

Ser modelo por uma hora

Cor-de-rosa, cor-de-rosa, cor-de-rosa. Os donos da Princelandia devem ter esgotado o stock da cor na loja das tintas. Para onde quer que se olhe é uma overdose de cor-de-rosa: nas paredes, nos tapetes, nas poltronas, em todo o lado. Nada que possa ferir a vista às meninas que adoram brincar às princesas. Se a miúda não tem feito birras e até se portou bem nos testes, ofereça-lhe uma hora de puro relaxamento no spa. É claro que tem mais graça se ela puder levar as amigas (no mínimo uma). A brincadeira não fica barata – são 17,50€ por princesa ao fim-de-semana – mas acredite que vão ser os melhores 60 minutos da vida delas, com direito a serem mimadas com uma manicure especial feita de brilhantes e um penteado digno de qualquer Casa Real europeia. A mãe também pode fazer de acompanhante: nesse caso o espaço fica reservado só para as duas e o preço dispara para os 50€.

Rua Cordeiro Ferreira 13 E, 1.º Dto (Lumiar). 91 639 9688.

Comentários

0 comments