Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right 10 concertos a não perder na Festa do Jazz
Joana Machado
Joana Machado

10 concertos a não perder na Festa do Jazz

A 15ª edição da Festa do Jazz do São Luiz, a grande montra anual do jazz português, abunda em projectos estimulantes e conceitos inovadores. Descubra os concertos a não perder este fim-de-semana

Por José Carlos Fernandes
Publicidade

10 concertos a não perder na Festa do Jazz

1. All Stars

Veja os clássicos All Stars do baterista Michael Lauren domingo às 23.00, um septeto com Hugo Alves, Diogo Vida, José Meneses, Nuno Ferreira, Jeffery Davies, e Carlos Barretto. É jazz caloroso e descontraído, que corresponde ao CD Once Upon a Time in Portugal (2016).

2. Joana Machado

Sábado, às 18.30, a cantora Joana Machado apresenta material do seu quinto álbum Lifestories (2016) com a mesma equipa que o gravou – Óscar Graça, Bruno santos, Romeu Tristão e Joel Silva. Aqui, o jazz mescla-se com pop e funk.

 

Publicidade

3. Bruno Pernadas

O guitarrista Bruno Pernadas tem várias facetas, que se estendem à pop, mas aqui surge em contexto jazz relativamente ortodoxo, tocando material do CD Worst Summer Ever, com Desidério Lázaro (figura omnipresente desta Festa do Jazz) João Mortágua, Sérgio Rodrigues, Francisco Brito e David Pires. Toca sábado às 21.30.  

4. Cícero Lee

Domingo, às 17.00, o contrabaixista Cícero Lee traz-nos uma fusão de jazz e rock com Desidério Lázaro, Tiago Oliveira, Carlos Garcia e José Salgueiro e material proveniente de Those Who Stay (2015).

Publicidade

5. Luís Barrigas

O pianista Luís Barrigas revisita Songs With and Without Words (2016) domingo às 18.30, com as vozes de Guida de Palma e Sofia Vitória e os músicos Desidério Lázaro, João Capinha, Mário Franco e Alexandre Alves (praticamente a formação que gravou o disco).

 

6. Clocks and Clouds

O quarteto Clocks and Clouds, cujo nome foi pedido emprestado a um ensaio de Karl Popper (que também baptizou uma obra orquestral de Ligeti) e que junta Luís Vicente, Rodrigo Pinheiro, Hernâni Faustino e Marco Franco, toca sábado às 17.00. O quarteto pratica uma música polirrítmica e angulosa e estreou-se com disco homónimo em 2013.

Publicidade

7. Pedro Neves Trio

Ausente, a estreia em disco do Pedro Neves Trio, foi um dos grandes discos de 2013 e 05:21, de 2016, só parece menos conseguido face ao brilho do seu antecessor. Com Miguel Ângelo e Leandro Leonet, tocam domingo, às 15.30.

8. João Mortágua

O saxofonista João Mortágua apresenta domingo às 21.30 o sucessor de Janela (2014), intitulado Dentro da Janela, que vê José Pedro Coelho somar-se ao quarteto formado por Miguel Moreira, José Carlos Barbosa e José Marrucho.

Publicidade

9. Home

O projecto Home é liderado pelo jovem acordeonista João Barradas, que se estreou em disco com Directions, publicado pela Inner Circle Music, do saxofonista Greg Osby. O novo sexteto tem a invulgar combinação de duas guitarras (Gonçalo Neto e Mané Fernandes), vibrafone (Eduardo Cardinho), contrabaixo (Ricardo Marques) e bateria (Guilherme Melo). Foi o vencedor da categoria “combo jazz” do Prémio Jovens Músicos 2016 e toca na Festa do Jazz sábado, às 15.30.

10. Omniae Ensemble

O Omniae Ensemble, do baterista Pedro Melo Alves, estreia-se sábado, às 19.30. Foi o vencedor da 2.ª edição do Prémio de Composição Bernardo Sassetti; conta com Gileno Santana, Xavi Sousa, José Soares, Mané Fernandes, José Diogo Martins e Filipe Louro e o seu disco de estreia, editado pela Nischo, será lançado durante a Festa do Jazz.

 

Jazz para todos

Chet Baker & Gerry Mulligan Los Angeles 1952
©William Claxton

Sete clássicos do cool jazz

Música Jazz

O jazz começou por ter fama de “hot”, mas no final dos anos 1940 nasceu um cool que nada tem a ver com a música que hoje apregoa esse título.

Publicidade
Recomendado

    Também poderá gostar

      Também poderá gostar

        Publicidade