Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Festa do Avante!: nove concertos a não perder
Clã
©DR Clã

Festa do Avante!: nove concertos a não perder

A Festa do Avante! é especial. Um festival político e politizado, mas aberto a toda a gente. Destacamos nove concertos

Por Luís Filipe Rodrigues
Publicidade

É a grande festa da rentrée política. E um dos mais antigos festivais de Verão portugueses. Com um cartaz abrangente onde política, cinema, teatro e uma oferta gastronómica vasta coexistem com muita e boa música ao vivo. Este ao, como sempre, o alinhamento musical é dominado por artistas portugueses, desde nomes mais conhecidos, como os Clã (com o convidado Samuel Úria) ou os Moonspell (com Paulo Bragança), a músicos menos ubíquos como os Throes + The Shine ou Fast Eddie Nelson. E, claro, as Canções de Roda, projecto que junta as vozes de Sérgio Godinho, Vitorino, Ana Bacalhau e Jorge Benvinda em torno so cancioneiro infantil português.

Recomendado: Concertos em Lisboa

Festa do Avante!: nove concertos a não perder

Bonga

Auditório 1.º de Maio. Sexta 22.00.

É um vulto da música angolana e o seu maior embaixador. Desde que se estreou em disco, antes da independência do seu país, com o clássico Angola 72, que Bonga representa da melhor forma Angola e todo o continente africano. E continua a encher todos os palcos que pisa com a sua voz, sensual e vigorosa.

Blind Zero

Palco 25 de Abril. Sábado 18.00.

Os portuenses Blind Zero estão actualmente a comemorar 25 anos de carreira. E têm razões para celebrar. Ao longo deste quarto de século, impuseram-se como uma das referências do rock alternativo em Portugal, e continuam a ter coisas para dizer, como se percebe no seu mais recente Often Trees (2017), um disco de rock pesado e denso.

Publicidade

Canções de Roda

Palco 25 de Abril. Sábado 20.00.

Sérgio Godinho, Vitorino e Ana Bacalhau juntaram-se pela primeira vez há três anos para cantar Canções de Roda, Lenga Lengas e Outras que Tais n’O Sol da Caparica. Na altura, Samuel Úria juntou-se a eles mas, quando finalmente chegou a altura de gravar um disco, o cantor de Tondela foi substituído por Jorge Benvinda. E é o homem dos Virgem Suta que, na Quinta da Atalaia, vai revisitar o cancioneiro popular infantil com os três primeiros.

Moonspell (com Paulo Bragança)

Palco 25 de Abril. Sábado 22.00.

Os Moonspell são uma das mais internacionais bandas portuguesas. Começaram no black metal, arriscaram a transição para um folk-metal, abraçaram o gótico, piscaram o olho ao death metal melódico, aproximaram-se do metal sinfónico. A única constante, ao longo dos anos, tem sido a devoção ao metal. E continuam a arriscar novos caminhos e ideias. Vão partilhar o palco com o fadista Paulo Bragança.

Publicidade

Clã (com Samuel Úria)

Palco 25 de Abril. Sábado 00.00.

Os Clã são uma das grandes bandas da pop-rock portuguesa. Estão juntos desde o início da década de 90, mas ao longo dos anos os seus membros têm-se desdobrado por outros projectos e colaborações pontuais. Estão actualmente a trabalhar num novo disco, e é provável que se oiçam algumas dessas canções no Seixal, mas o que torna o concerto ainda mais especial é a participação do cantor português Samuel Úria, que os vai acompanhar.

Throes + The Shine

Palco 25 de Abril. Domingo 15.00.

Os Throes + The Shine nasceram da combinação do hardcore dos Throes com o kuduro do duo The Shine, no início da década, e baptizaram o resultado dessa união como rockuduro. De então para cá, a formação mudou várias vezes, a força dos primeiros tempos perdeu-se e a sua dança tornou-se mais global. Da ideia original, no mais recente disco, Enza, resta apenas a vontade de (nos) fazer dançar.

Publicidade

Fast Eddie Nelson (e convidados)

Palco 25 de Abril. Domingo 16.00.

É um veterano da cena rock barreirense. A solo ou em grupo, anda a exorcizar os fantasmas dos blues, do garage, do rock e da folk desde os anos 90. Está de regresso à Festa do Avante! acompanhado pelos convidados Frankie Chavez, Scúru Fitchádu, João San Payo (Peste & Sida), Poli Correia e Vítor Bacalhau.

Expensive Soul

Palco 25 de Abril. Domingo 21.15.

Demo e New Max são os reis da soul portuguesa, dois autores musicalmente ágeis e expansivos, que estão sempre prontos para inventar novas maneiras de cantar o amor. A digressão de apresentação do novo álbum Arte das Musas e de comemoração dos 20 anos de carreira da dupla de Leça da Palmeira passa pela Quinta da Atalaia.

Publicidade

Pedro Moutinho

Auditório 1.º de Maio. Domingo 22.00.

É um dos grandes fadistas portugueses (a par dos irmãos, Helder Moutinho e Camané). E, depois de cinco discos de fados tradicionais, decidiu explorar outras sonoridades no mais recente Um Fado ao Contrário, aconselhado pelo pianista e director musical Filipe Raposo – há piano, percussão e até uma guitarra eléctrica, além de versões de Vitorino, Amélia Muge e um original de Márcia.

Mais concertos

Orelha Negra
©DR

Concertos em Lisboa em Setembro

Música

Setembro é um mês muito peculiar. Por um lado, queimam-se os últimos cartuchos do Verão. Por outro, é a altura da rentrée, do regresso à rotina que é também o regresso dos concertos em Lisboa. Ao nível dos festivais, vamos poder contar com o Lisb-On, a Festa do Avante!, o VillaMix e o FNAC Live. Em termos de concertos, destacam-se a californiana Billie Eilish e o canadiano Michael Bublé na Altice Arena, além da cantora brasileira Maria Bethânia no Teatro Tivoli BBVA e no Coliseu dos Recreios.

Michael Buble
© David Ellingsen

Concertos em Lisboa em Outubro

Música

É aquela altura do ano em que as temperaturas começam a baixar, as folhas começam a cair e os concertos sucedem-se. O  Verão que nos perdoe, mas não há nada como ver concertos em Lisboa no Outono. De preferência dentro de uma boa sala.  De momento, o maior concerto marcado para Outubro é mesmo o de Michael Bublé, que vai à Altice Arena no primeiro dia do mês (e toca na mesma sala em Setembro). Mas há coisas boas em cartaz, como os regressos dos Orchestral Manoeuvres In The Dark, Pixies e Mark Lanegan aos palcos alfacinhas.

Publicidade

Concertos em Lisboa em Novembro

Música

O Inverno ja esteve mais longe, o frio começa a instalar-se e a tirar-nos a vontade de sair de casa. Mas é preciso fazer um esforço para ir para a rua. Ir, por exemplo, ver um concerto. Por enquanto, a principal actuação confirmada é a dos Expensive Soul, que celebram 20 anos na Altice Arena, mas isso é só porque ainda está quase tudo por marcar. E os festivais Super Bock em Stock e Misty Fest vão voltar.

Recomendado

    Também poderá gostar

      Publicidade