Todos os concertos em Lisboa do Misty Fest

O Misty Fest não é bem um festival. É um nome que agrega vários concertos, com música para todos os gostos
Musica, Rui Massena Band
©Augusto Brazio Rui Massena Band
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

O Misty Fest não é bem um festival. É uma série de concertos enrolados no mesmo nome, com música para todos os gostos e idades. Em Lisboa, arranca a 2 de Novembro, no Centro Cultural de Belém, com a Rui Massena Band, e termina no mesmo sítio, a 15 de Novembro, com o Pedro Jóia Trio e Mariza. Pelo meio, vão desfilar por lá nomes como Céu ou os Gaiteiros de Lisboa. Entre muitos outros.

Todos os concertos em Lisboa do Misty Fest

Camera

Rui Massena Band

Estreia nacional do novo projecto do maestro e compositor português Rui Massena. Uma plataforma de experimentação e cruzamento do neoclassicismo ameno do pianista com electrónicas de vanguarda. Algumas das composições apresentadas serão incluídas num disco a editar em 2018.

CCB. Qui, 21.00, 20-40€.

Camera

Céu

Ela tem a liberdade de cantar samba com rock, bossa nova com electrónica, ou hip-hop com mpb. Ao longo de quatro álbuns, a paulistana nunca se repetiu, arriscou diferentes itinerários e soube recompor a sua identidade a cada passo. O mais recente, Tropix (2016), confirmou-a como uma das vozes mais interessantes da nova geração da música brasileira. É um disco de subtilezas e de camadas que se despem devagar ao ouvido. Um admirável mundo de texturas instrumentais pelo qual derrama romantismo, fala de amor e sofre por ele.

Teatro Tivoli BBVA. Ter, 21.30, 15-40€.

Publicidade
Camera

Benjamin Francis Leftwich

Música folk frágil e afectada, aconchegada aqui e ali por uma electrónica etérea. Mais coisa, menos coisa, é este o sumário do segundo álbum de Benjamin Fracis Letfwich, After the Rain, lançado há um ano. Canções reconfortantes nascidas da dor da perda do pai, que morreu depois de uma batalha com o cancro, e da depressão que veio a seguir. Um mapa para a sobrevivência. Para os sobreviventes.

CCB. Qua 8, 21.00, 20€.

Camera

Nathalie

Apesar de nascida e criada nos Estados Unidos, Nathalie canta o fado como uma lisboeta de gema. Acompanhada por José Manuel Neto, na guitarra portuguesa, Carlos Manuel Proença, na viola, e Bernardo Proença, no contrabaixo, vai revisitar os temas de Fado Além, de 2016, e levantar o véu sobre um novo álbum, a editar este ano, com orientação de José Mário Branco, responsável também pela produção (de boa parte) da discografia de Camané.

CCB. Qui 9, 21.00, 20€.

Publicidade
Camera

André Barros & Myrra Rós

Há uns anos o pianista André Barros rumou à Islândia para trabalhar no estúdio dos Sigur Rós. Este ano voltou lá para gravar com a cantora e compositora Myrra Rós. O resultado dessas sessões de trabalho, o gélido e melodioso Reasons, vai ser apresentado no Misty Fest.

CCB. Sex 10, 21.00, 20€.

Camera

Tété Alhinho

O amor pela terra tem sido uma constante na carreira de Tété Alhinho. No álbum Mornas ao Piano (2017), a cabo-verdiana recupera clássicos e traz canções inéditas. É um disco de afectos, deslumbrado de amor pelas suas ilhas, pais e filhos, e na sua simplicidade desarmante mora um quente aconchego e um impulso para a dança. Para ouvir no Teatro Tivoli BBVA, com os convidados Carmen Souza & Theo Pascal Duo.

Teatro Tivoli BBVA. Sex 10, 21.30, 12,5-25€.

Publicidade
Camera

Miguel Poveda

É uma das grandes vozes do flamenco contemporâneo. No activo há mais de duas décadas e com um vasto currículo, regressa a Portugal para um concerto com duas etapas bem diferentes: acompanhado à guitarra por Juan Gomez “Chicuelo”, num primeiro momento, e com o piano do maestro Joan Albert Amargós, na segunda parte.

Fundação Gulbenkian. Sáb 11, 21.00, 20-40€.

Camera

Gaiteiros de Lisboa

Não é primeira vez que os Gaiteiros de Lisboa descem até à Avenida da Liberdade à boleia do Misty Fest. Em 2013 estiveram no São Jorge, ao lado de Deolinda. Agora o concerto é só deles (salvo seja, porque Sérgio Godinho e Rui Veloso estão convidados para a festa) e serve para fazer o balanço do trabalho desenvolvido em torno da música tradicional portuguesa e respectiva actualização desde os anos 90, recentemente compilado este ano no disco A História.

Teatro Tivoli BBVA. Sáb 11, 21.30, 15-30€.

Publicidade
Camera

James Rhodes

O pianista britânico James Rhodes extravasa o universo da música dita erudita. Pela sua postura, mais próxima de um músico de rock do que de um intérprete clássico, e também pela biografia turbulenta. Um fenómeno em estreia nacional durante o Misty Fest.

CCB. Ter 14, 21.00, 20-50€.

Camera

Pedro Jóia Trio + Mariza

O trio do guitarrista Pedro Jóia, com João Frade (acordeão) e o brasileiro Norton Daiello (baixo), reconfigura as formas e memórias da música popular portuguesa. A fadista Mariza vai acompanhar o seu director musical neste concerto.

CCB. Qua 15, 21.00, 20-40€.

Mais música em Novembro

Father John Misty
©Ben Rainer
Música

Concertos em Lisboa em Novembro

Em Novembro ponha tudo a secar que pode o sol não voltar, como se dizia antigamente. Outro bom conselho: cave fundo em Novembro, para plantar em Janeiro. Quando tiver completado estas tarefas cruciais, veja um concerto em Lisboa. Miguel Araújo no Coliseu dos Recreios é um dos destaques do mês. UB40 e Shakira na MEO Arena são outros. Numa onda completamente diferente, há Father John Misty no Coliseu dos Recreios. E mais coisas boas.

Publicidade
Esta página foi migrada de forma automatizada para o nosso novo visual. Informe-nos caso algo aparente estar errado através do endereço feedback@timeout.com