A noite da Web Summit

Nestes dias, entre hoje e quinta-feira, Lisboa é a meca dos geeks e empreendedores. E sim, também esta gente gosta de beber copos. Aqui vai um pequeno roteiro que pode dar bons negócios

Fotografia: Arlindo CamachoRua Nova do Carvalho à noite

Pub crawls que transformam a vista de uma zona, tamanha será a romaria de intelectuais tecnológicos (se é que esta expressão existe). Festas várias, mais ou menos adequadas à onda das startups e das aplicações móveis. As opções são alargadas, cabe-lhe a si perceber em que ritmo quer ir. Se é para fazer business, se é só para socializar e beber uns canecos enquanto pratica línguas estrangeiras. Bom, por norma, estas duas alternativas confundem-se. Vá com força. Se só quer fugir deste evento, também lhe damos o que fazer. 

A noite da Web Summit

Segunda

Segunda

Se é noite, andemos. Esta parece, pelo menos, ser uma das máximas da componente noctívaga da Web Summit. Os pub crawls são extensíveis a todos os dias da semana, espécie de peddy-paper entre shots e pedidos de números de telefone. E que no caso da Web Summit pode ser bem mais importante do que uma estadia na casa dessa pessoa quando se vai ao estrangeiro. Pode ser um investimento, pode ser uma nova etapa na sua ideia genial que tenta vender há dois anos. É uma marcha intelectual que vai percorrer vários bares do Príncipe Real e do Bairro Alto, como o Pavilhão Chinês, Gin Lovers, Double 9, The Decadente, Maria Caxuxa, entre tantos outros. No final, se fizer frio, desça até ao Copenhagen Bar, onde actua DJ Nel’Assassin, um dos melhores produtores do hip-hop nacional, das 23.00 às 04.00 com entrada livre até às 01.00 (depois disso são 6€ consumíveis).

Terça

Terça

Os pub crawls continuam no segundo dia do evento. E desta vez o terreno é plano, quando os empreendedores se apropriarem da colorida Pink Street, como eles gostam de chamar, e de todo o Cais do Sodré. 4 Caravelas, Espumantaria do Cais, Pensão Amor, todos esses sítios a que aquela zona já nos habituou. Como é normal, nessa terça-feira, há festa de Erasmus no Musicbox, a partir da 01.00. E no Estúdio Time Out, a propósito da Web Summit, dá-se a festa Funky Party by La French Tech and Beta-i, que celebra o funk quando dançado por gente que por norma tem moves de pista mais robóticos do que sensuais.

Publicidade
Quarta

Quarta

Bom, já estamos a meia da semana. E se esteve presente nos primeiros dois dias de Night Summit é bem possível que esta quarta-feira seja, para si, uma sexta. Que o programa tem cara disso, lá isso tem, resta saber como é que o seu chefe lida com rostos ensonados. A coisa começa às 20.00, na LX Factory, onde terão lugar concertos (Batida, Shaka Lion, Rita Maia, entre outros) que podem ser misturados com uma qualquer iguaria dos cerca de 30 restaurantes da LX Factory. Mas não ficamos por aqui. A grande festa da Web Summit acontece quarta-feira, no Hub Criativo do Beato, um dos grandes novos pólos tecnológicos da cidade. Tudo isto com entrada livre, das 10.00 às 04.00. Cuidado.

Quinta

Quinta

Bom, esta quinta-feira, como já tínhamos sugerido anteriormente, depende da violência das noites que passaram. Se a festa no Hub Criativo do Beato promete, é óbvio que não será a última do evento. A de encerramento realiza-se no Krystal Grand Club Lisbon, nas Docas de Alcântara, um sítio clássico para festejar, certamente. A partir da meia-noite, vale tudo, portanto tire já a sexta de folga. Se, por outro lado, já está cansado de gente ultra-inteligente e de conversas sobre apps e afins, pode sempre rumar ao Lux, onde a Extended Records celebra o seu sexto aniversário. Ou até espreitar Gaika, que vem à ZDB demonstrar o seu rap-electrónico-conceptual-experimental. Tudo isso, entre hífens. Coisa boa.

Publicidade

Outros copos

Os melhores bares de cerveja em Lisboa

A cevada alimenta e uma pesquisa rápida no Google vai levá-lo a sites (alguns mais duvidosos que outros) que lhe apontam alguns benefícios. Não estamos a arranjar-lhe desculpas para beber cerveja, mas deixamos aqui nove sítios que deverão ser suficientes: são os melhores bares de cerveja em Lisboa. 

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Os melhores bares de gin em Lisboa

Pela cidade, há espaços dedicados exclusivamente à bebida e outros que aos poucos vão aprimorando os seus cocktails de gin. Um deles até tem o nosso nome, Time Out. Sai um brinde aos melhores bares de gin em Lisboa. 

Ler mais
Por Clara Silva
Publicidade

Os três melhores sítios para aprender a fazer cocktails

Quem de nós nunca se imaginou como bartender? Já não precisa de imaginar mais – estes workshops vão transformá-lo num "cocktailer" (quase) profissional. Um conselho? Tenha a casa arrumada porque depois disto os seus amigos não o vão largar.

Ler mais
Por Time Out Lisbon editors

Comentários

0 comments