Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Os melhores bares de cerveja em Lisboa

Os melhores bares de cerveja em Lisboa

Bares e pubs, garrafeiras e fábricas, não faltam boas cervejas em Lisboa. Eis os melhores bares de cerveja em Lisboa

musa
Fotografia: Francisco Santos
Por Editores da Time Out Lisboa |
Publicidade

Lisboa tanto escava que haveria de chegar à cerveja. Uma poção antiquíssima, que a humanidade teve o engenho de produzir na mudança de turno entre a Pré-História e a Antiguidade, e que nos tem acompanhado como fiel companheira na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias da nossa vida. Ora, uma cidade milenar não poderia continuar a contentar-se com cerveja industrial, nem a confiar o apuramento do gosto à importação. Criaram-se fábricas, expandiu-se a distribuição, abriram-se bares e pubs, e encostou-se a um canto o gasto adágio do pão e vinho sobre a mesa. Os alfacinhas estão a assistir ao milagre da multiplicação de marcas, estilos e sítios para beber cerveja artesanal, em garrafa ou à pressão, com tira-gostos clássicos a acompanhar ou o melhor da gastronomia internacional. Entre bares, garrafeira, fábricas e "brewpubs" há cada vez mais e mais variados projectos ligados à cerveja em Lisboa. E ainda há espaço para mais. Estes são os melhores sítios para beber uma fresquinha.

Recomendado: Os principais estilos e tipos de cerveja artesanal

Os melhores bares de cerveja em Lisboa

1
Cerveteca
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares, Cervejarias

Cerveteca Lisboa

icon-location-pin Chiado/Cais do Sodré

Desde 2014

Se falamos de cerveja artesanal em Lisboa, e sobretudo sobre os sítios onde ela se encontra, a conversa tem de começar por aqui. Pela Cerveteca. É verdade que já havia outros sítios onde se podia beber uma ou outra cerveja artesanal, ou com umas quantas garrafas estrangeiras na carta, mas o bar e loja da Praça das Flores foi o primeiro exclusivamente de cerveja artesanal que abriu em Lisboa.

Não será exagerado escrever que a Cerveteca foi a faísca que espoletou a explosão, ou melhor, a expansão da cerveja artesanal na capital. Quando abriu, há quase cinco anos, mais ninguém apostava em pequenos produtores estrangeiros sem distribuição nacional e dava a conhecer tantos novos cervejeiros portugueses, nem se esforçava por educar o público em geral. Foi lá que isso começou a mudar e, hoje, custa-nos imaginar Lisboa sem este bar e a sua selecção de bebidas nacionais e estrangeiras.

Estão actualmente a celebrar os cinco anos com outras tantas festas, com música ao vivo, sempre no último dia de cada mês. O trio de Gabriel Ferrandini e Pedro Sousa com Miguel Abreu (ou Abras, de Putas Bêbadas) tocou lá na semana passada.


Praça das Flores, 62 (Príncipe Real). Dom-Qui 15.30-01.00, Sex-Sáb 15.30-02.00.

2
ArtesanaLis
©Duarte Drago
Bares

ArtesanaLis

icon-location-pin Alvalade

Desde 2018

Aberta desde Outubro em Alvalade, a ArtesanaLis era o que faltava no bairro: uma loja (e bar) de cerveja artesanal. O espaço não é muito grande, mas lá encontram-se perto de uma centena de rótulos nas prateleiras, desde referências internacionais a marcas portuguesas, para levar para casa ou beber in loco. Além disso, há um par de cervejas à pressão e petiscos veganos para quando a fome aperta.

Rua Acácio de Paiva, 9 A (Alvalade). Ter-Qui 15.30-21.30, Sex-Sáb 15.30-22.00, Dom 15.30-20.00.

Publicidade
3
Cervejaria Artesanal Adamastor
©Manuel Manso
Bares, Cervejaria artesanal

Adamastor

icon-location-pin Grande Lisboa

Desde 2017

Entre o Miradouro de Santa Catarina e a Calçada do Combro, encontra-se desde meados de 2017 a cervejaria artesanal Adamastor. Um pequeno bar com petiscos – o goulash é uma das especialidades da casa – e cerveja artesanal. Nas prateleiras, encontram-se garrafas do Norte ao Sul do país, incluindo várias da própria Adamastor, bem como uma ou outra estrangeira.
E nas torneiras há mais umas quantas opções por onde escolher.

Rua Marechal Saldanha, 13 (Bica). Seg-Dom 12.00-02.00.

4
Canil
Duarte Drago
Bares

Canil

icon-location-pin Baixa Pombalina

Desde 2019

É um dos mais recentes brewpubs da cidade. Abriu no final de Janeiro, na Baixa, e tem 32 torneiras de cerveja, incluindo seis de produção própria, outras seis estrangeiras, mais 20 portuguesas. E ainda há uma lista de garrafas, com mais de 100 rótulos diferentes. Também servem comida, incluindo tartines, hambúrgueres e alguns petiscos, como batatas fritas com queijo Serra da Estrela ou uma espécie de pastéis de nata em que a nata é substituída por um bacalhau gratinado.

Rua dos Douradores, 133 (Baixa). Seg-Dom 11.00-02.00.

Publicidade
5
Crafty Corner
©Manuel Manso
Bares

Crafty Corner

icon-location-pin Cais do Sodré

Desde 2018

O Crafty Corner fica numa das zonas da cidade mais procuradas pelos turistas, e até o nome, em inglês, parece ter sido escolhido a pensar neles. Dos mesmos donos do irish pub Hennessy’s, aberto há anos no Cais do Sodré, este bar de esquina tem na sua decoração cuidada e desafogada o maior trunfo. Com 12 torneiras de cerveja artesanal portuguesa em rotação constante e mais umas quantas garrafas, mas nada que não se encontre noutros lados.

Travessa de Corpo Santo, 15 (Cais do Sodré). Seg-Sáb 16.00-02.00, Dom 14.00-00.00.

6
DeBru
Duarte Drago
Bares

DeBru

icon-location-pin Avenida da Liberdade/Príncipe Real

Desde 2019

O DeBru encontra-se a meio caminho entre um café e um bar. Também é um espaço de cowork. Inaugurado há umas semanas por um brasileiro que durante 
a maior parte da década viveu 
na Austrália, tem seis cervejas artesanais portuguesas à pressão, com preços a partir de 1,70€. Além disso, há várias garrafas e, apesar de não se encontrar aqui nada que não se possa beber noutros sítios, os preços são relativamente acessíveis.

Rua Luciano Cordeiro, 2C (Mártires da Pátria). Seg-Qui 11.00-00.00, Sáb 11.00-02.00.

Publicidade
7
Delirium Café
©Arlindo Camacho
Bares, Bares

Delirium Café

icon-location-pin Chiado

Desde 2017

O nome vem das cervejas Delirium da Brouwerij Huyghe. E são esses e outros rótulos da mesma cervejeira que dominam o menu do Delirium Café, no Chiado. Sobretudo as suas
25 torneiras. Não obstante,
há outras opções artesanais portuguesas, em garrafa e não só, umas poucas de outros países europeus e algumas americanas. Ao nível da comida, há hamburgers e petiscos. Mas nem tudo é artesanal.

Calçada Nova de São Francisco, 2A (Chiado). Seg-Qui 12.00-01.00, Sex 12.00-02.00, Sáb 16.00-02.00, Dom 16.00-00.00.

8
Dois Corvos Taproom
©DR
Bares, Cervejaria artesanal

Dois Corvos

icon-location-pin Marvila

Desde 2015

Pouca gente faz tanta e tão boa cerveja em Portugal como a Dois Corvos. Têm uma série de garrafas à venda em supermercados e nuns quantos restaurantes, mas o melhor são as edições mais limitadas, que só se encontram em bottle shops e bares especializados. Nalguns casos, nem chegam a sair da fábrica e tap room da cervejeira, em Marvila. Só por isso, a visita 
já vale o preço do táxi (ou outro transporte qualquer). Também ajuda que o espaço seja acolhedor, tenha uns pratos para picar e noites de quiz.

Rua Capitão Leitão, 94 (Marvila). Dom-Qui 14.00-23.00, Sex-Sáb 14.00-01.00.

Publicidade
9
Duque BrewPub
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares, Cervejaria artesanal

Duque Brewpub

icon-location-pin Chiado

Desde 2016

O Duque Brewpub abriu
 em 2016 com o objectivo de reunir debaixo do mesmo 
tecto as melhores cervejas artesanais portuguesas. Aqui não se encontram garrafas estrangeiras, mas mesmo assim há mais de 50 rótulos e mais 12 cervejas à pressão e em rotação constante, incluindo muitas que são produzidas no próprio bar. Também há uns quantos pratos para matar a fome, incluindo uma das melhores tostas de Lisboa, a Batalha, com chourição, queijo cheddar, molho de tomate, rúcula, jalapeños e picante.


Calçada do Duque, 49-51 (Chiado). Dom-Qua 16.00-00.00, Qui 16.00-01.00, Sex-Sáb 16.00-02.00.

10
Flor de Lúpulo
©Manuel Manso
Bares

Flor de Lúpulo

icon-location-pin Beato

Desde 2017

Na Rua Heróis de Quionga, perpendicular à Rua Morais Soares, encontra-se uma das boas selecções de cerveja de Lisboa, com coisas novas para provar quase todas as semanas. No frigorífico costuma haver perto de meia centena de rótulos internacionais e duas dezenas de portugueses, e há mais dez cervejas à pressão, entre nacionais e estrangeiras. E todos os dias são cozinhados alguns petiscos portugueses, e não só, para acompanhar a bebida.

Rua Heróis de Quionga, 66 (Arroios). Seg-Qui 16.00-22.30, Sex-Sáb 16.00-01.00.

Publicidade
11
Ground Burger
©Manuel Manso
Restaurantes, Hambúrgueres

Ground Burger

icon-location-pin São Sebastião

Desde 2015

É a melhor hamburgueria da cidade. Mas não só. Também
é um dos melhores sítios para beber cerveja artesanal, com mais de cem garrafas na carta e outras dez à pressão. Além das marcas nacionais, encontram-se lá referências internacionais como a Sierra Nevada, a Mikkeller ou a Rogue, entre outras, ao lado de cervejeiras menos conhecidas, da Kona à Nordic Kiwi. É verdade que é um pouco mais caro do que a maior parte dos bares e lojas do género, mas mesmo isso é compreensível, dado que é um restaurante.

Avenida António Augusto de Aguiar, 148 (São Sebastião). Seg-Dom 12.00-00.00.

12
LX Brewery
©Manuel Manso
Bares, Cervejaria artesanal

Lx Brewery

icon-location-pin Grande Lisboa

Desde 2016

Gonçalo Sant’Ana pode gabar-se
de ter criado a primeira marca
 de cerveja artesanal de Lisboa, a Sant’Ana LX Brewery, em 2014.
 Que entretanto encurtou o nome para LX Brewery e, mais ou menos pela mesma altura, trocou as suas instalações na Rua Bernardim Ribeiro por umas maiores junto ao Arco do Cego, onde hoje funciona a fábrica e taproom da cervejeira, bem como a Oficina da Cerveja, a loja de material para homebrewing (e não só) de Gonçalo. Aqui, encontram-se as cervejas da marca, assim como outras portuguesas e estrangeiras. Também se realizam regularmente workshops e outros eventos.

Rua do Funchal, 5 (Saldanha). Seg-Sex 09.00-19.00, Sáb 10.00-13.00.

Publicidade
13
Compras, Lojas de bebidas alcoólicas

LX XS

icon-location-pin Grande Lisboa

Desde 2018

É a irmã mais nova da taproom da 
LX Brewery e o mais recente projecto de Gonçalo Sant’ana. Uma pequena bottle shop em Alfama onde é possível comprar as cervejas da marca e não só.

Rua do Vigário, 80 (Alfama). Ter-Dom 15.00-21.00.

14
Libeerdade Bottle Shop
©Manuel Manso
Bares, Cervejaria artesanal

Libeerdade

icon-location-pin Grande Lisboa

Desde 2018

O Libeerdade é uma espécie de
tasca ou taberna, só que com
cerveja artesanal – e isto, sublinhe-
se, é um tremendo elogio. O
 espaço é pequeno, tem uma mesa,
um balcão e uma só pessoa lá 
atrás, que é a dona e também a
responsável pela curadoria de
 uma das melhores selecções de
 cerveja de Lisboa. É ela quem vai 
distribuindo copos de cerveja à 
pressão por uns clientes, enquanto
 aconselha outros sobre qual das
 180 garrafas e latas à venda na loja
devem beber a seguir. O ambiente 
é acolhedor e descontraído, convidando os clientes a falarem uns com os outros mesmo que (ainda) não se conheçam.

Rua de Santa Marta, 27 A (Avenida da Liberdade). Ter-Qui 14.00-20.00, Sex-Sáb 14.00-21.00.

Publicidade
15
Musa
©Ana Viotti
Bares, Cervejaria artesanal

Musa

icon-location-pin Marvila

Há três anos que as cervejas da Musa se encontram nos bares e lojas deste país, mas a tap room, em Marvila, só abriu em 2017. É um dos sítios com mais pinta da cidade, bem decorado, com paredes em tijolo e vista para dentro da fábrica. Têm 12 torneiras de cerveja, quase toda produzida na casa, incluindo alguns lotes que só se encontram ali, uns pratos para picar e programação regular ao longo da semana, incluindo bons concertos e DJ sets a custo zero.

Rua do Açúcar, 83 (Marvila). Seg 18.00-02.00, Qua-Qui 16.00-00.00, Sex 16.00-02.00, Sáb 13.00-02.00, Dom 13.00-22.00.

16
Outro Lado
©Manuel Manso
Bares, Cervejaria artesanal

Outro Lado

icon-location-pin Santa Maria Maior

Desde 2018

O Outro Lado nasceu das cinzas do Lisbeer, em Dezembro de 2018. O bar já tinha mudado de mãos no Verão, mas Asia e Abdo, os novos donos, não quiseram fechar logo para obras e decidiram esperar até Outubro para darem o seu toque ao espaço. Apesar de agora também se encontrarem outras bebidas alcoólicas nas prateleiras, continua a ser um bar de cerveja artesanal e há uma maior aposta em rótulos e marcas estrangeiras que não se encontram noutros lados, sem descurar a produção nacional. Outra diferença está na decoração, mais luminosa. E vão começar a organizar sessões de cinema e concertos a partir deste mês.

Beco do Arco Escuro, 1 (Alfama). Ter-Qui 16.00-00.00, Sex-Sáb 16.00-02.00.

Publicidade
17
Quiosque da Oitava Colina
Fotografia: Arlindo Camacho
Bares, Cervejaria artesanal

Quiosque Oitava Colina

icon-location-pin São Vicente 

Desde 2018

Foi o primeiro espaço aberto
ao público pela Oitava Colina,
 na Primavera de 2018. Um pequeno quiosque mesmo no centro do Largo da Graça, com cinco torneiras de onde sai a cerveja artesanal da marca ou dos ocasionais convidados. Além disso, é possível encontrar aqui a maior parte das garrafas da cervejeira.

Largo da Graça. Ter 12.00- 20.00, Qua 15.00-21.00, Qui 15.00-22.00, Sex 15.00-00.00, Sáb 12.00-00.00, Dom 12.00- 22.00.

18
The Beer Station
©Ana Luzia
Bares, Cervejaria artesanal

The Beer Station

icon-location-pin Santa Maria Maior

Desde 2016

Junto à estação do Rossio e mais virada para os turistas que por
ali passam, a Beer Station é um pequeno bar dos mesmos donos do Wine & Pisco, ali mesmo ao lado. Começou por misturar cerveja artesanal lisboeta e internacional, mas tem vindo a afastar-se do estrangeiro. Tem 12 torneiras e mais umas quantas garrafas.

Largo Duque de Cadaval, 17 (Rossio). Seg-Dom 14.00-00.00.

Publicidade
19
21 Brewpub Gallas
©Duarte Drago
Bares, Gastropubs

21 Brewpub Gallas

icon-location-pin Beato

Desde 2018

A cerveja Gallas existe há um ano, mas este brewpub só abriu no Verão. Há 15 cervejas diferentes à pressão, muitas delas feitas in situ e as restantes de outros produtores nacionais, e mais de uma centena de garrafas e latas, sobretudo de marcas estrangeiras. Quando a fome aperta, há hambúrgueres e outros pratos para trincar.

Rua Angelina Vidal, 53A (Anjos). Seg-Qui 17.00-00.00, Sex-Sáb 17.00-02.00, Dom 17.00- 22.00.

20
Quimera Brewpub
©Manuel Manso
Bares, Pubs

Quimera Brewpub

icon-location-pin Estrela/Lapa/Santos

Desde 2016

Há muitos, muitos anos, no número 6 da Rua da Prior do Crato, estava o túnel que ligava Alcântra às cavalariças do Palácio das Necessidades. Mas o que interessa é que desde 2016 está aqui o Quimera Brewpub. Com 12 torneiras, por onde correm bebidas produzidas pelos próprios e por outro cervejeiros, e mais umas dezenas de garrafas. Também há petiscos, cachorros e sandes inspiradas nos delis nova-iorquinos.

Rua Prior do Crato, 6 (Alcântra). Qua-Qui 17.00-00.00, Sex-Sáb 17.00-01.00, Dom 17.00-23.00.

Publicidade
21
Taproom Oitava Colina
©Duarte Drago
Bares, Gastropubs

Taproom Oitava Colina

icon-location-pin São Vicente 

Desde 2018


Depois da fábrica e do quiosque, a 20 de Julho
de 2018, a Oitava Colina inaugurou um gastrobar
na Graça. O espaço não é muito grande, mas também não é pequeno, e tem óptimo aspecto. Para lá das garrafas da Oitava Colina, há dez torneiras, quase sempre com cerveja da marca, e muitas vezes com lotes que só se encontram aqui. E há algumas coisas rápidas para comer, como sandes, cachorros e chicken wings.

Rua Damasceno Monteiro, 8A (Graça). Seg-Qui 16.00-23.00, Sex 16.00-01.00, Sáb 12.00-01.00, Dom 12.00-23.00.

Outros bares em Lisboa

21 Brewpub Gallas
Duarte Drago
Restaurantes

Os melhores gastropubs em Lisboa

Estes sítios não são restaurantes para chegar, olhar para o menu com atenção e comer entradas, pratos principais e sobremesas, mas também não são só bares para beber um copo (ou vários) e ter de pensar onde e o que é que vai comer a seguir. Andámos pela cidade à procura de sítios que encaixam neste conceito híbrido de gastropub, agora em expansão. Todos têm muitas bebidas, da cerveja artesanal portuguesa aos cocktails e dezenas de referências de vinho, mas também boa comida, que vai além da finger food. 

Esplanada Rio Maravilha
Fotografia:Arlindo Camacho
Restaurantes

15 restaurantes para jantar e beber um copo sem sair de lá

Não precisa de percorrer as capelinhas todas. Nestes restaurantes – de fine dining, comida do mundo ou portuguesa reinventada – pode jantar, beber um copo e deixar-se ficar para dançar. São o perfeito dois em um (ou até três em um). Marque mesa num destes sítios e comece e acabe a noite no mesmo sítio. Sempre em bom. 

Publicidade