Três sítios para fugir da Eurovisão

Não somos contra a Eurovisão mas queremos dar resposta a todos os que só querem fugir do evento.

©DRGinjal Terrasse

O primeiro dado que queremos dar é que não é por fazermos este artigo que somos anti-Eurovisão, nada disso, queremos a vitória, queremos as pessoas felizes. No entanto, gostamos de achar que estamos aqui para todos, mesmo para aqueles que não adoram a ideia do evento, a confusão, a estridência. E se em casa podemos bem não estar livres disso, a televisão e a rádio não tem falado de outra coisa, queremos sugerir-lhe três sítios para fugir da Eurovisão, para se ir divertir livremente, fora d'"O Jardim". Nestes três sítios estará livre da Eurovisão. Força.

Ginjal Terrasse

“Concertos, exposições e whisky a 5€.” Esta é a descrição de um almadense sobre o Ginjal Terrasse, a poucos metros do terminal dos barcos. É também o bar com melhor vista de Almada. Bem como uma das raras casas abertas até tão tarde no concelho. Tem concertos, DJs e é do lado certo, onde os ecos da Eurovisão lhe vão poder passar ao lado. Ou, pelo menos, chegar mais tarde. 

 

 

Ler mais
Grande Lisboa

Desterro

Estamos confiantes de que no Desterro dificilmente ouvirá algo sobre a Eurovisão, dada a carga tão comercial do evento. Aqui tudo (da programação musical à ideologia base) é independente e livre de interesses comerciais. E é um lugar onde vai encontrar alguma da melhor electrónica independente da cidade. 

 

Ler mais
Intendente
Publicidade

EKA Palace

Tal como no Desterro, o colectivo EKA Unity, que gera o EKA Palace, é pouco dada a estes eventos de escala planetária. Tem preocupações ambientais, músicas do mundo, electrónica independente, tudo pouco eurovisivo.

 

Ler mais
Xabregas

Três sítios para...

Três sítios para beber um copo na Margem Sul

Muitos lisboetas acham que fazer a travessia do Tejo é quase uma odisseia à lá Homero. Se desatarmos a fazer contas percebemos que em dez minutos de barco estamos em Cacilhas (ou no Cais do Sodré, claro) – ora, isto é seguramente mais rápido do que ir de Benfica à Baixa Pombalina. E isto seguramente também é só um exemplo. Sim, se optar pelo carro pode apanhar trânsito, mas a não ser que um camião TIR tenha uma avaria (ou que esteja a chover a potes) não vai haver grande drama. Dito isto, a escolha é sua. O que aqui lhe sugerimos é que se perca por um destes três bares almadenses. Uma cerveja artesanal na Birraria, uma noite no Ginjal Terrasse ou um copo de vinho n'A Cerca.  Recomendado: As melhores coisas para fazer à beira-rio

Ler mais
Por Editores da Time Out Lisboa

Beber sangria

É daquelas coisas impossíveis de contornar. A hora muda, os dias pisam os calcanhares à noite e o mundo – o mundo da copofonia – , sai do trabalho directo para uma mesa com vista e bebidas geladas. Uma dessas hipóteses é a sangria, ideal para partilhar, fácil de beber e também por isso um perigo tantas vezes. Mas não é por isso que não lhe dizemos onde se bebe boa sagria. Eis três sítios para beber sangria em Lisboa. 

Ler mais
Por Miguel Branco
Publicidade

Beber cocktails lindos de morrer

Não vale beber sem tirar uma fotografia primeiro. Estes três bares capricham na apresentação e trazem à mesa (ou ao balcão) alguns dos cocktails mais bonitos da cidade.  A arte na criação dos cocktails é tão impressionante que dois destes bares fizeram parte dos nomeados para os Time Out Bar Awards Lisboa 2017. Vale a pena rever o vídeo: 

Ler mais

Beber pisco sour em Lisboa

Aguardente de uva, clara de ovo e sumo de lima são alguns dos ingredientes do cocktail da moda. À procura de pisco sour em Lisboa? Voilá!

Ler mais
Por Miguel Branco
Publicidade

Comentários

0 comments