A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Estação Ferroviária de Santa Apolónia
Fotografia: Gabriell Vieira

Do azul céu ao vermelho tinto: a Estação de Santa Apolónia mudou de cor

De um lado um hotel, do outro uma residência universitária. A Estação de Santa Apolónia está a mudar e tem um novo pantone na fachada.

Escrito por
Renata Lima Lobo
Publicidade

A Estação Ferroviária de Santa Apolónia tem andado em obras para a construção de uma unidade hoteleira do Grupo Sonae, o ​​The Editory Riverside – Lisboa Santa Apolónia, ainda em construção. Mas, se por dentro haverá um novo hotel para descobrir, por fora, na ala do lado do rio, há uma nova cor para apreciar desde já: um vermelho cor de vinho que veio substituir um azul céu que decorava toda a fachada.

Estação de Santa Apolónia
Fotografia: Gabriell VieiraDo outro lado ainda se vê azul

Esta nova cor é na verdade um regresso ao passado, uma vez que a Estação de Santa Apolónia já foi vermelha, cor que desapareceu nos anos 90, mas que adornava aquelas paredes desde pelo menos 1967, como comprova a imagem abaixo.

Estação de Santa Apolónia
©John F BromleyEstação de Santa Apolónia em 1967

Foi em 2019 que a Infraestruturas de Portugal (IP) adjudicou à Sonae a instalação e exploração de uma unidade hoteleira com cerca de 120 quartos por um período de 35 anos, resultado de um concurso ao qual também concorreram os grupos Pestana, Visabeira, Salvor, Hoti-Star e Barceló. Um projecto que incluiu a reabilitação e adaptação das partes sul e poente do edifício da estação, num total de 9000 metros quadrados. O projecto de arquitectura para o ​​The Editory Riverside – Lisboa Santa Apolónia é da autoria do atelier Saraiva + Associados.

Do outro lado, junto à Rua dos Caminhos de Ferro, está ainda a caminho uma residência universitária, fruto de um protocolo assinado em 2020 entre a IP, a Universidade Nova e o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa. Uma iniciativa inserida no Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior que se irá traduzir na instalação de 260 camas numa área total de 4732 metros quadrados.

Também este ano foi alterada a cor da fachada do Teatro Nacional de São Carlos que voltou à cor azul, substituída por amarelo em 1940.

+ Lisboa tem um novo parque de estacionamento com 63 lugares

+ Visitar o Aquário Vasco da Gama e o Museu da Marinha é grátis esta terça-feira

Últimas notícias

    Publicidade