Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Foi encontrado um templo romano em Lisboa
Notícias / Vida urbana

Foi encontrado um templo romano em Lisboa

templo romano
©DR

Mesmo ao lado do Teatro Romano, na Rua da Saudade, arqueólogos encontraram o que acreditam ser o pavimento de um templo romano.

O passado enterrado no subsolo de Lisboa teima em fazer-se chegar à superfície. E desta vez não estava assim tão fundo. Apenas a cerca de 50 cm de profundidade foi descoberto, pela primeira vez em Lisboa, o pavimento que os arqueólogos interpretam como o de um templo romano.

Os trabalhos de escavação foram levados a cabo num edifício privado localizado no nº6 da Rua da Saudade, vizinho do Museu de Lisboa -Teatro Romano. E a proximidade ditou que fosse a equipa do museu a fazer esta intervenção arqueológica num piso térreo que está a ser convertido numa garagem.

O proprietário, francês, ficou tão entusiasmado com a descoberta que alterou o projecto de engenharia e arquitectura de forma a acomodar parte do pavimento que quer musealizar. "O proprietário achou muito importante ter-se descoberto o pavimento, entusiasmou-se e colocou a hipótese de musealizar o espaço”, explicou à Time Out Lídia Fernandes, arqueóloga e coordenadora do Museu de Lisboa – Teatro Romano. "Temos assim, e pela primeira vez em Lisboa, a confirmação da existência de um templo. Vários templos existiriam na cidade de Felicitas Iulia Olisipo; este, no entanto, é o primeiro com comprovação arqueológica", acrescenta.

templo romano

©DR

Em comunicado enviado às redacções, a coordenadora explica que além do pavimento estão em perfeito estado de conservação "os negativos deixados pelas placas de pedra na argamassa ainda fresca, aquando da colocação das pedras", motivos geométricos "bastante elaborados". E acrescenta: "Não sabendo nós que pedras foram utilizadas tivemos a sorte de os pedreiros romanos terem aproveitado os desperdícios do talhe das lajes para nivelar o terreno onde as placas foram colocadas. Neste momento, temos identificados mais de 30 'litotipos', isto é, tipos distintos de pedra”. 

Há vários tipos de pavimentos da época romana e este agora encontrado chama-se opus sectile. E é tão raro encontrar um semelhante em Portugal que o único que se encontra preservado no país é mesmo o do Teatro Romano, embora com motivos menos elaborados que o novo achado. Segundo Esther Pérez Olmedo em Revestimientos de opus sectile en la Península Ibérica, o sectile é "uma técnica de ornamentação arquitectónica que consiste no recobrimento de superfícies com placas de mármore ou outros materiais pétreos, cortados em formas geométricas, vegetais ou figuradas, formando composições ornamentais".

A escavação teve início em Março, terminou em Maio e cerca de 30 a 40% da área de intervenção ficará a descoberto. O museu garante o apoio ao restauro, conservação e limpeza do pavimento e como contrapartida o proprietário dá acesso ao espaço, mediante disponibilidade, sempre que o museu considere pertinente visitá-lo na companhia de investigadores ou estudantes. Quem sabe se não poderemos ver tudo num próximo Open House. Fica a ideia.

+ Os 15 grandes achados arqueológicos da última década em Lisboa

+ Arqueólogos encontram relíquias nas escavações dos ecopontos

Publicidade
Publicidade

Comentários

0 comments