A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Lisboa em destaque no Prémio Nacional de Reabilitação Urbana

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Foram anunciados os vencedores nas dez categorias da sexta edição do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, galardões que distinguem os melhores projectos de reabilitação urbana em edifícios por todo o país. Lisboa trouxe sete prémios para casa.

Durante a cerimónia que decorreu no espaço Colunata Eventos, no parque do Bom Jesus em Braga, o grande destaque foi para o edifício residencial República 37, um projecto do arquitecto Frederico Valsassina que se sagrou vencedor nas categorias Cidade de Lisboa, Residencial e Reabilitação Estrutural. Um edifício do século XIX de arquitectura clássica na porta 38 da Avenida da República que agora inclui 27 apartamentos entre os 105m2 e os 176m2, de T1 a T3.

Republica 37, avenida da republica
República 37

Na categoria Turismo foi o Verride Palácio Santa Catarina a trazer o prémio para Lisboa, um edifício de 1750 no Adamastor que foi totalmente recuperado para se transformar num hotel de cinco estrelas.

A Escola Básica Maria Barroso, inaugurada há um ano no Largo da Boa Hora (Baixa), partilhou o prémio Impacto Social com o quarteirão Real Vinícola (a morada da Casa da Arquitectura em Matosinhos); a nova Sede Abreu Advogados, em Santa Apolónia, foi considerada o melhor projecto na categoria Comercial & Serviços; e a Quinta Alegre, o antigo Palácio do Marquês de Alegrete na Charneca do Lumiar hoje um espaço residencial intergeracional da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, venceu o prémio Restauro.

Os restantes galardões foram atribuídos aos Albergues Nocturnos do Porto (Cidade do Porto); à Quinta de Catapeixe, no Marco de Canaveses (Intervenção Inferior a 1000 m2); e Quintãs – Farm Houses, em Arouca (Melhor Solução de Eficiência Energética).

O Prémio Nacional de Reabilitação Urbana é uma iniciativa da plataforma Vida Imobiliária e da Promevi, empresa organizadora de eventos, e nas cinco edições anteriores premiou 42 intervenções em Lisboa, Sintra, Oeiras, Cascais, Porto, Matosinhos, Braga, Guimarães, Melgaço, Coimbra, Évora e Carvoeiro.

+ O Príncipe Real ganhou um novo espaço de cowork

+ O futuro Ginásio Clube Português vai ter uma pista nas alturas

Últimas notícias

    Publicidade