A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar

Lixo partilhado: Câmara “humaniza” higiene urbana com grupo no Facebook

Por Renata Lima Lobo
Publicidade

Um grupo de Facebook, criado pela Câmara Municipal de Lisboa, chamado “Lisboa - Higiene Urbana” está cheio de lixo e também de respostas às reclamações dos munícipes. 

Em Lisboa, o lixo tem estado em cima da mesa. E também espalhado à volta de contentores, caixotes ou, muitas vezes, por onde calha. O aumento de visitantes e a falta de cumprimento das regras de higiene urbana resultaram numa luta contra o lixo em dez medidas anunciada pela Câmara Municipal de Lisboa a abrir o ano. Agora, a Câmara criou um grupo no Facebook que quer ser uma espécie de balcão de reclamações digital e que surge em complemento da plataforma Na Minha Rua. Mas tem uma missão extra: dar mais visibilidade ao trabalho dos cantoneiros da cidade que agora contam com uma equipa reforçada.

E é fácil abrir esta janela para o mundo da higiene urbana alfacinha: tira-se uma fotografia ao local que precisa de intervenção, partilha-se no dito grupo e a ocorrência é filtrada por um administrador da página que associa a ocorrência à lista de tarefas da plataforma Na Minha Rua. A informação é então passada às equipas de cantoneiros que vão tratar do assunto, e assim que este fica resolvido é partilhada uma imagem na publicação com o local após a limpeza.

Fizemos o teste: reclamação de lixo depositado na via pública no domingo à tarde. Cerca de cinco horas depois, a publicação foi aprovada e acompanhada de uma imagem com a via já sem o lixo. Problema resolvido. No grupo não são aceites publicações agressivas ou despropositadas.

“[Isto] permitiu humanizar esta tarefa que é a higiene urbana”, diz à Time Out Ana Filipa Silva Penedos, directora municipal da Higiene Urbana desde Novembro, explicando que esta solução “permite mudar a percepção pública do serviço”, dando visibilidade à capacidade de resposta da Câmara Municipal de Lisboa. “É uma janela para demonstrar o que está por trás e neste momento conseguimos mostrar que temos meios”, acrescenta ainda a directora municipal. No entanto, dá o alerta: “Esta é uma tarefa de todos”, sublinhando que o lixo acumulado nas ruas resulta habitualmente de deposições indevidas e não com falhas no serviço. “Ontem [domingo] fomos quatro vezes ao mesmo sítio em Arroios”, lamenta. E lança o apelo: “Ajudem-nos. Todos temos de contribuir para manter a cidade limpa”.

Desde o final do ano passado já foram contratados mais 73 cantoneiros (e mais virão), um reforço que permite manter o nível do serviço e dar resposta ao aumento da pressão turística e de resíduos da via pública. Brevemente será lançada uma campanha de sensibilização em conjunto com a Valorsul, a empresa responsável pelo tratamento de resíduos urbanos dos municípios da Grande Lisboa e da Região Oeste.

+ Isto vai ser uma limpeza em Lisboa: a luta contra o lixo ponto a ponto

+ Arqueólogos encontram relíquias nas escavações dos ecopontos

Últimas notícias

    Publicidade