A Time Out na sua caixa de entrada

Procurar
Sala Fernando Lopes Universidade Lusófona
Mariana Valle Lima

No Campo Grande, estão a criar-se as bases de um cinema de bairro

A nova programação da sala de cinema Fernando Lopes é da responsabilidade da recém-criada Cinetoscópio. Arranca a 12 de Maio com o filme 'Vaca', de Andrea Arnold.

Escrito por
Joana Moreira
Publicidade

A sala de cinema Fernando Lopes, no interior do campus da Universidade Lusófona, no Campo Grande, vai passar a ter uma programação regular. As quintas-feiras já estavam preenchidas pelo Alvalade Cineclube, mas a partir de 12 de Maio também as sextas-feiras e fins-de-semana serão dias de cinema. 

A dita programação está a cargo da Cinetoscópio, uma nova empresa detida pela produtora O Som e a Fúria, pela Gambito, empresa participante da distribuidora Alambique Filmes, e pela Risi Film, empresa que gere em Portugal a plataforma Filmin. Estas três entidades criaram uma sociedade cuja actividade principal é a prospecção de salas de cinema de bairro nas principais cidades portuguesas, pode ler-se em comunicado. A estrutura tem na direcção Stefano Savio, da Risi Film, Luís Apolinário, da Gambito, e Luís Urbano, da O Som e a Fúria.

O plano é chegar ao público jovem e universitário com uma selecção de filmes alternativos de forma a complementar a oferta cinematográfica da cidade e a prolongação de exibição de filmes que merecem mais tempo para encontrar o seu público, revela o mesmo documento. O arranque acontece já no próximo dia 12, com a estreia de Vaca, de Andrea Arnold, do ciclo Donbass Terras em Disputa, que integra vários filmes inéditos em Portugal, provenientes dos principais festivais do mundo, de extrema atualidade e urgência que ajudam a perceber melhor o contexto actual da Ucrânia. As receitas de bilheteria do ciclo revertem para associações de apoio humanitário à Ucrânia.

Sala de cinema fernando lopes
Mariana Valle Lima

Além de ciclos regulares, a sala vai passar também a receber encontros, debates e eventos relacionados com a sétima arte. O primeiro evento está já marcado para 13 de Maio com O Filme do Bruno Aleixo. A sessão, apresentada pelos criadores e realizadores João Moreira e Pedro Santo, começa às 18.30 e vai mostrar um teaser do próximo filme da dupla, O Natal do Bruno Aleixo.

O preço dos bilhetes é de 6,5€ no caso das estreias e de 5€ para ciclos e eventos. Estão previstos descontos para os alunos universitários, mas ainda não foram revelados. 

Ainda em Maio, no âmbito desta colaboração entre a Cinetoscópio e a Universidade Lusófona, o Departamento de Cinema e Artes dos Media e a Lusófona Filmes, estão previstas exibições de filmes como Clímax, de Gaspar Noé (Dom 22, 21.00), Honeyland, de Tamara Kotevska e Ljubomir Stefanov (Sáb 28, 21.00), ou Jesus Guia-te para a Autoestrada, de Miguel Llansó (Dom 29, 21.00). 

+ IndieLisboa e mais cinema alternativo em Lisboa

+ A juventude ucraniana chega a Lisboa em forma de cinema

Últimas notícias

    Publicidade