Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Sabotage tem programação até Abril, mas o fecho é inevitável
Notícias / Vida urbana

Sabotage tem programação até Abril, mas o fecho é inevitável

Sabotage
©Inês Calado Rosa Sabotage

Apesar de ter programação até Abril, o clube de rock no Cais do Sodré vai mesmo fechar. A caminho do fim, o Sabotage lança um novo pedido de ajuda: conhece algum espaço?

Foi em Setembro do ano passado que o Sabotage lançou um primeiro apelo: o bar de rock do Cais do Sodré iria fechar em breve e estava à procura de um novo espaço. Na altura, Nuno Rabino, um dos responsáveis pela programação e DJ residente, dizia que o contrato terminava no final do ano, porque o senhorio “decidiu abrir um hotel”, adiantando que o prazo para fechar seria “até ele [o senhorio] ter o licenciamento pronto”.

Os meses foram passando e esta segunda-feira surgiu um novo apelo na página oficial de Facebook do Sabotage, onde adiantam que o espaço será transformado em Alojamento Local. “A reação por parte da comunicação social, amigos, bandas, DJs e clientes encheu-nos o coração. Percebemos que algo de bom devemos andar a fazer para ter recebido tanto apoio e força de vários sectores diferentes da música nacional e internacional”, lê-se no comunicado que vem acompanhado de uma robusta programação de música ao vivo até 30 de Abril.

Um comunicado que é também um novo apelo à navegação: “Contudo e infelizmente, a nossa procura num novo imóvel onde possamos realojar este projecto ainda não foi bem sucedida e o tempo está a correr contra nós. Vamos enfrentar os últimos meses no edifício nº16 da Rua de São Paulo e precisamos da vossa voz”, dizem, lamentando não terem feito “barulho suficiente em Setembro”.

Para se fazerem escutar “a um nível mais alto”, pedem que a população puxe pela audiência como fazem os músicos, mas saindo em apoio da vida cultural da cidade. Como? “Fazendo posts ou partilhando o nosso comunicado (com o nosso tag) nas vossas redes sociais, façam depoimentos em vídeo (poucos segundos), texto, imagens sobre a vossa experiência connosco – quer tenha sido em palco ou como cliente –, falem sobre a importância de espaços como o Sabotage para o circuito musical, ou discutam a vossa opinião sobre as situações como a nossa.” E, ouro sobre azul, sugerir espaços disponíveis para sabotage@sabotage.pt.

A Time Out quis saber se já há uma data definitiva para o fecho, mas a resposta foi breve: “Não temos essa informação ainda para poder afirmar”.

+ Teatro Maria Matos reabre em Abril

+ Alvalade promove concurso rock para homenagear João Ribas

Publicidade
Publicidade