Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Sem Festas de Lisboa, Junho celebra-se com cinema ao ar livre, videomapping e sardinhas
Festas de lisboa, arraial, arraiais, santos populares
@Jose Frade

Sem Festas de Lisboa, Junho celebra-se com cinema ao ar livre, videomapping e sardinhas

A EGEAC tem um programa especial para celebrar Junho mesmo sem as Festas de Lisboa.

Publicidade

As aclamadas Festas de Lisboa ficam em pausa este ano, mas há que celebrar o mês mais popular do ano como se pode. A EGEAC apresenta Quase Juntos, um programa especial que mantém um pé dentro de casa e outro na rua com cinema, videomapping, leituras e sardinhas. 

Comece por ficar à janela, esse poiso obrigatório por estes tempos, e fique à espera do espectáculo audiovisual itinerante do ateliêr OCUBO, entre 8 e 11 de Junho a partir das 21.30. Depois de Almada, será pelas ruas lisboetas que o Festival à Janela fará a sua aparição com nomes como Noiserv, The Legendary Tigerman, Teresa Salgueiro, Gonçalo Cabral, Rafaela Pinto, Tiago Coelho ou Catarina Casqueiro. 

O público também pode participar e OCUBO já lançou o apelo nas redes sociais. Escolha uma parte do refrão da música “Cheira a Lisboa”, de Amália Rodrigues, e grave um vídeo a cantar a parte da música sincronizada com o vídeo  pode consultar todos os detalhes aqui. Depois basta enviar a participação para info@festivalajanela.pt ou para o WhatsApp (91 192 9808) até 4 de Junho.

Ao longo do mês, na página de Facebook Cultura na Rua, serão partilhadas as visões de cinco ilustradores da cidade e do que veem a partir das suas janelas, são eles: Leonor Brilha, Ana Gil, Mantraste, António Jorge Gonçalves e Teresa Cortez.

Os domingos de Junho são dedicados aos Ecotemporâneos, artistas ou pensadores que escolhem uma fotografia sua na natureza e a relacionam com um livro que tenham em casa, uma iniciativa da BoCA que se insere no seu programa online que tem vindo a promover ao longo do último mês. 

E também é pelas ruas de Lisboa que acontece a iniciativa Cinema no Estendal, uma actividade desenvolvida em parceria com a Associação O Nosso Bairro que celebra a vida dos bairros lisboetas, através da exibição de um filme português. Nas noites de 15 a 19 de Junho será projectado um filme num bairro de Lisboa – anunciados em breve – para que possa ver à janela ou na varanda. 

O anúncio dos vencedores do concurso e exposição dos Tronos de Santo António, uma iniciativa que decorre online e foi alargada a todo o país, será anunciado no dia dedicado ao santo casamenteiro, 13 de Junho. 

E mesmo sem o Festival Lisboa Mistura, o projecto OPA - Oficina Portátil de Artes, promovido pela Associação Sons da Lusofonia e focado em jovens de bairros periféricos, regressa este ano para continuar a cruzar novos talentos da música com profissionais da área. O Open Call arranca esta terça-feira, dia 2, e haverá sessões online dos participantes de edições anteriores e concertos selecionados a partir das candidaturas enviadas este ano.

E como já vem sendo tradição, as sardinhas do concurso – cujos vencedores pode ver aqui – vão andar pela cidade em pontos de distribuição estratégicos para que as possa pescá-las aos fins-de-semana. Será uma espécie de caça ao tesouro onde serão deixadas pistas nas páginas de Facebook e Instagram das Festas de Lisboa, todas as sextas-feiras, sob o mote “Apanha esta sardinha”. Depois de apanhar uma das sardinhas a EGEAC desafio-o a fotografar e a partilhar a sardinhada com a hashtag #apanhaestasardinha.

+ Qual o futuro da cultura? Há respostas num festival com Vhils, Salvador Sobral e a Ministra da Cultura

Share the story
Últimas notícias
    Publicidade