Global icon-chevron-right Portugal icon-chevron-right Lisboa icon-chevron-right Ulmeiro renasce como editora de livros independente
Notícias / Vida urbana

Ulmeiro renasce como editora de livros independente

espaco ulmeiro
Fotografia: Inês Félix

Esteve para fechar, mas a celebração dos 50 anos de vida deste espaço histórico de Benfica impulsionou a reinvenção do alfarrabista que recupera a faceta de editora.

Há dois anos dávamos a notícia: a Ulmeiro, a icónica livraria e alfarrabista da Avenida do Uruguai ia fechar. Na página oficial de Facebook ia fazendo leilões de livros, aviando o interminável acervo de livros que eram (e são) apenas um dos corações que batia (e bate) nesta casa. O outro é de José Antunes Ribeiro, o homem do leme, um grande teimoso e um eterno apaixonado pelos livros. Os leilões online foram dados por terminados, no entanto, qual volte-face na acção desta história, a Ulmeiro renasceu.

josé antunes ribeiro ulmeiro

 

José Antunes Ribeiro não é pessoa para desistir
Fotografia: Inês Félix

 

“Não está no ADN desistir”, diz José Antunes Ribeiro mal iniciamos a nossa conversa. A Ulmeiro tem agora um novo nome: Espaço Ulmeiro – Associação Cultural, uma fórmula que José Antunes Ribeiro acredita que deveria ter sido utilizada desde o início. “É mais interessante e corresponde mais ao que fomos e continuamos a ser”, explica à Time Out. As actividades culturais estiveram, aliás, na génese do negócio entre conversas, debates e até um clube juvenil que tinha direito a sessões de cinema na cave da livraria.

salvador na ulmeiro

 

O gato Salvador é o director de marketing da Ulmeiro
Fotografia: Inês Félix

 

O espaço está um pouco desarrumado. Mas há a ideia de propor a doação de livros aos sócios e amigos da casa em troca de apoio à arrumação, um trabalho que se torna difícil de iniciar sem pares de braços e cabeças extra. E os livros nunca param de chegar. “Agora sou só eu e a minha mulher e uma pessoa que dá uma ajuda”, conta o alfarrabista. Mas há quem possa ficar aborrecido, porque Antunes Ribeiro explica que a Ulmeiro tem dois tipos de clientes: os que adoram o caos instalado e os que acham que um bocadinho de arrumação não faria mal. “Mas é um caos organizado”, defende enquanto explica que há algumas áreas bem definidas, dos livros de Direito à literatura infanto-juvenil.

O filósofo Agostinho da Silva ou o dramaturgo Lobo Antunes foram dois dos amigos e ilustres editados pela Ulmeiro. E a caminho estão reedições e algumas novidades do universo da lusofonia, num ano que será de muitos acontecimentos. Primeiro, o papel. Está planeada uma colecção de “educação permanente” com textos inéditos em Portugal do professor e cientista Mariano Gago, amigo da casa; a reedição do livro sete cartas a um jovem filósofo, de Agostinho da Silva, uma edição da Ulmeiro que se encontra esgotada há muito tempo; ou uma antologia de poesia dedicada a gatos, com textos de Pablo Neruda, Eugénio de Andrade ou Jorge Luís Borges. “Vai ser uma surpresa a junção destes nomes”, diz entusiasmado José Antunes Ribeiro. Afinal, o director de marketing da casa é um belo felino chamado Salvador, que “tem uma paciência infinita para toda a gente”, diz o seu tutor. Todas estas novas edições serão cosidas à linha, sem cola. “O trabalho manual é caro, mas a dignidade do livro justifica esse cuidado”, defende José Antunes Ribeiro.

sete cartas a um jovem filosofo

 

A primeira edição do esgotado livro de Agostinho da Silva que será agora reeditado
Fotografia: Inês Félix

 

Fechada está também uma parceria com a Fábrica Braço de Prata. O primeiro momento será uma exposição comemorativa dos 50 anos da Ulmeiro, seguindo-se sessões de jazz ou exposições de pintura de “pessoal amigo”. As datas ainda estão a ser afinadas, mas a exposição está a ser desenhada com a ajuda de duas pessoas: o historiador e investigador da Universidade de Lisboa Daniel Melo e Pedro Piedade Marques, designer gráfico, tradutor, editor, historiador e editor do blog Montag. Recentemente foi o comissário da exposição "Manta 90/40", na Galeria Valbom em Lisboa (Setembro a Novembro de 2018), dedicada à obra de João Abel Manta. Daqui sairá um catálogo ou um livro sobre estas últimas cinco décadas da Ulmeiro cheio de edições antigas, fotografias, textos publicados sobre a livraria e muitas histórias. Planeado está ainda um espectáculo de dança da coreógrafa, performer, artista plástica e autora Lídia Martinez que editou dois livros em Portugal pela Ulmeiro: Cartas de Amor de Pedro e Inez e um amor perfeito.

José Antunes Ribeiro está ainda a estudar a criação de uma loja virtual “arrumadinha” e em breve chegará à televisão um documentário sobre a Ulmeiro, da autoria de António Castelo e Andreia Friaças.

Avenida do Uruguai, 13A. 21 809 9823. Seg-Sáb 10.00-19.00

+ Roteiro de livrarias independentes em Lisboa

+ Livrarias para crianças em Lisboa que tem mesmo de visitar

Publicidade
Publicidade